quarta-feira, 8 de março de 2017

Sobre filhos ou filhas

Todos sem exceção são filhos e filhas da vida, almejando por si próprios seus caminhos
Vem através de ti, mas não de ti E embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes amor mas não teus pensamentos,Pois que eles tem seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas Pois que suas almas residem na casa do amanhã, Que não podes visitar se quer em sonhos. Podes esforçar-te para que te pareçam ao menos um pouco, mas não procureis faze-los semelhante a ti, Pois a vida não recua, não se retarda no ontem.
Tú és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados... Que a tua inclinação na mão do Arqueiro seja para alegria.

Khalil Gibran

quarta-feira, 1 de março de 2017

Depois que entendemos que a felicidade depende somente das nossas buscas e escolhas, passamos a ver a vida com bons olhos, observamos que não é necessário acumular tanto peso e muito menos deixar que toquem nas feridas que já foram cicatrizadas. Enxergamos claramente que ninguém será feliz por nós e que chorar, limpa sim a alma, mas que sorrir ilumina o caminho. É de cor que a vida precisa e estou disposto a fazer arco-íris se preciso for. Renasço todas às vezes que me percebo prioridade. E ninguém dirá que sou pouco, porque sou muito mais do que olhos que viram, sou o meu próprio amanhã!
Vitor Ávila

terça-feira, 22 de novembro de 2016



Muito tempo sem dar uma rabiscada...rs...mas a imagem mereceu o esforço

POESIA SOBRE IMAGEM

Soltando Lua

Encantada
Ela com suas mãos controlava a Lua
Entusiasmada
Empinou-a sem medo
E como se fosse uma pipa, dibicou-a
Até que novamente deu linha
Então de tão obcecada
Segurou-a firme
Assim, como se amansa um touro
E ali ficou, impassível
Admirando-a
Por ora
A poesia é minha
Enquanto que a Lua
Propriedade dela

Elcio Tui