terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

SONHO ARTIFICIAL


SONHO ARTIFICIAL


SONHEI COM ESTRELAS
ERAM TODAS DE ORIGAMI
SONHEI COM NUVENS
ERAM BOLAS DE ALGODÃO
SONHEI COM CORES
ERAM DE FALSAS AQUARELAS
SONHEI COM FLORES
ERAM DE SEDA E CELOFANE
SONHEI COM ANJOS
ERAM DE VIDRO E PORCELANA
SONHEI MEUS SONHOS
ERAM FEITOS DE FUMAÇA
QUANDO ACORDEI, FIQUEI NA DÚVIDA
SERÁ QUE SOU REAL?
OU ARTIFICIAL?

6 comentários:

  1. Por acaso achei seu blog.
    E achei muito legal!
    Essa poesia, parece querer dizer
    muito mais que as palavras podem alcançar.
    Gostei.

    ResponderExcluir
  2. Às vezes sonhamos sonhos que só parecem reais. Parabéns, Élcio, muito interessante e belo o seu poema. Uma boa noite pra vc! :-)

    ResponderExcluir
  3. Parabens pelo trabalho e fico feliz de ter um colega que também aprecia o meu pequeno trabalho.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Rapaz,
    dá vontade de sentar-me à sombra desse verseiro e escutar seu silêncio.
    E no silêncio relembrar quantas vezes me pergunto: quem sou eu?
    Um sonho artificial?
    Beijos

    Jacinta

    ResponderExcluir
  5. Elcio!
    Consegues fazer cada palavra dizer mais do que realmente diz.lindo!
    Abraços.

    ResponderExcluir

Semeando