sexta-feira, 18 de abril de 2008

FRAGMENTOS


FRAGMENTOS


QUAL É O TANTO QUE ME FAZ COMPLETO

QUAL O MEU TODO QUE É SENTIMENTO

QUAL É A PARTE QUE ME FAZ SELETO

NA MINHA ALMA QUE É FRAGMENTO


QUAL É O TANTO QUE ME FAZ BRAVURA

QUAL É O MEDO QUE AINDA AGRIDE

QUAL É A PARTE QUE ME FAZ BRANDURA

NAS PARTES RUDES EM QUE SOU REVIDE


QUAL É O TANTO QUE ME FAZ INCERTO

QUAL O MEU MUITO QUE NUNCA LIBERTO

QUAL É A PARTE QUE EM MIM DESPERTO

NAS HORAS TOLAS EM QUE SOU DESERTO


QUAL É O TANTO QUE ME FAZ CRIANÇA

QUAL É O INTEIRO QUE EM MIM REPARTE

QUAL É A PARTE FEITA DA ESPERANÇA

NAS NOITES FÉRTEIS EM QUE SOU DA ARTE


QUAL É O TANTO QUE ME FAZ PEDAÇO

QUAL É O TODO QUE EU NÃO COMPREENDO

QUAL É A PARTE EM QUE ME DESFAÇO

NAS RETICÊNCIAS QUE NÃO COMPLEMENTO


QUAL É O TANTO QUE ME COBRA AMOR

QUAL É O TODO QUE ME FAZ AMAR

QUAL É O RISO QUE TRANSFORMA A DOR

EM SONHOS VASTOS A ME ENCANTAR

8 comentários:

  1. Grande Élcio, tua nuvem poética fala de sonhos catedrais, enormes em se sentirem plumas.

    Tua poesia me diz de semeaduras e suores, meu caro...

    E suo e transpiro junto...

    Abraços sinceros...

    Germano
    Aparece...

    ResponderExcluir
  2. Elcio, um poema muito belo, rico.. li várias vezes e a cada vez um fragmento se integra no todo do seu poema. Impossível não ler a si próprio. Me lembrou "Caçador de Mim, que o Milton interpreta. Abraços, poeta. Uma ótima noite! :-)

    ResponderExcluir
  3. Élcio!

    Fragmentos que dizem tudo e compõem o todo que somos. A sensibilidade nos divide em partes, ora somos mais fortes, ora mais fracos em tantos sentimentos... e nos perdemos em emoções. Também me identifiquei com teu poema.

    Belo jogo de palavras. Parabéns, poeta!

    Que bom te ver em meu blog. Volte sempre.

    Bj

    ResponderExcluir
  4. Salve poeta,
    esse é de fazer o corpo tremer. Do nada para o tudo e do tudo para o nada, um sopro - a vida -
    Lindo, de fazer refletir.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Um poema maravilhoso. Adorei esse espaço onde a poesia existe em sua plenitude.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Essa poesia possue uma beleza ímpar!
    Quantas vezes nos sentimos assim...fragmentados a espera de algo que nos dê coesão.
    Com toda certeza tive aqui um belíssimo momento de reflexão!
    Uma bela semana para o seu coração!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito do seu versejar!!! Aos poucos, vou lendo os seus poemas...Beijos e muita luz!

    ResponderExcluir

Semeando