terça-feira, 20 de maio de 2008

CALCULANDO A VIDA


CALCULANDO A VIDA



SOMEI MINHAS DÚVIDAS
SUBTRAI MEUS MEDOS
FRACIONEI MINHAS LEMBRANÇAS
FORMULANDO O MEU VIVER


AS CONTAS SÃO INEXATAS
SEMPRE FALTA UMA EQUAÇÃO
MAS MEU QUOCIENTE DIZ
QUE AINDA SOU UM APRENDIZ


MINHA RAIZ NÃO É QUADRADA
MINHA POTÊNCIA É O SENTIMENTO
E DIVIDE A MINHA EXISTÊNCIA
ENTRE A RAZÃO E O CORAÇÃO


MEU DESTINO É UMA INCÓGNITA
EXPRESSÃO DAS MINHAS IDÉIAS
QUE EM PARES SE MULTIPLICAM
EM BUSCA DE UMA SOLUÇÃO


SIGO ENTÃO EM ORDEM CRESCENTE
ENFRENTANDO MEUS PROBLEMAS
SEM SABER QUAL PORCENTAGEM
AINDA ME RESTA PARA VIVER

7 comentários:

  1. MANDOU BEM..
    DESCULPE A SUMNIDA...
    MAS HJ NÃO TINHA JEITO DE NÃO VIR AQUI..
    PARABÉNS MANO...
    SUCESSO

    BEIJOS
    CACINHO

    ResponderExcluir
  2. ...viver da melhor maneira possível, sem se preocupar com a chegada...Penso que é a melhor fórmula para se estar bem!
    Belos versos, poeta!
    Beijos e muita luz...

    ResponderExcluir
  3. Homi di Deus!
    saiba que sempre gostei de matemática. Na minha vida escolar, dos primeiros anos à faculdade, era aplicadíssima com os números. Agora entendo o por quê. É porque minha raiz não é quadrada, meu destino é uma ingognita e vivo em ordem crescente. Muito bom! adorei
    Ah! quanto a percentagem... vou deixar isso prá depois.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Esse pé de verso frutifica sempre em flores lindas e frutos bons. parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Élcio!

    Amei esta matemática que descreve em poesia a fórmula da existência. Linda composição, poeta.

    Obrigada pelas conversas aqui e em meu blog sobre tantas coisas que arrastamos no caminhar da vida...

    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Cara como sou péssimo em matemática, deixo a percentagem e os números a quem de direito entenda do assunto, agora cá prá nós vc é porreta na arte de poetar. Aplausos cara, muito aplausos para ti. Abçs.

    ResponderExcluir

Semeando