sábado, 24 de maio de 2008


Esta eu fiz para a artista plástica Eliana Zagui. Exemplo de vida, coragem e determinação. Quem quiser conhecer um pouco de sua vida e de suas obras. Esta aí o site. Beijão galera, acho que vale a pena.






ELIANA, VIOLETA, ROSAS E JASMINS



ELIANA QUIS CONHECER OS MISTÉRIOS DO MAR
DO SEU ENCONTRO COM O CÉU NO HORIZONTE
DO TAL AZUL QUE HABITAVA EM TEUS SONHOS
DO TAL LUAR QUE NA CANÇÃO LHE FEZ CANTAR


VIOLETA AZUL SENTIU NA PELE AS AREIAS
QUE O VENTO FORTE TROUXE AO TEU JARDIM
A BRISA ENTÃO SE APODEROU ASSIM LIGEIRA
FURTANDO EM BEIJOS O FRESCOR DO TEU CARMIM


O TEU OLHAR RECOLHE TELAS INVERTIDAS
QUE TRADUZIDAS EM TEUS LÁBIOS VIRA COR
É O SEU DOM QUE MAIS PARECE A PRIMAVERA
É O TEU AMOR QUE DESABROCHA E VIRA FLOR


A TUA ALMA É COMO A LINDA FLOR DO CAMPO
E A TUA ESSÊNCIA É O QUE TE FAZ VIVER ASSIM
TÃO FORTE E NOBRE COMO A COR DA FLOR DO SÂNDALO
TÃO DOCE E MEIGA COMO A ROSA E O JASMIM


DA TUA PRESENÇA QUEM ME INSISTE É O MAR
QUE SE ENCANTOU DO TEU AMOR PELO AZUL
QUE TE PROCURA NAS AREIAS E NO VENTO
NAS AQUARELAS EM QUE SONHA TE ENCONTRAR


E DESTE SONHO QUE SE FEZ NUM SÓ ENCONTRO
FICOU PRA SEMPRE A SAUDADE EM TEU OLHAR
SE POR ACASO NUNCA MAIS VOLTAR UM DIA
GUARDE NOS OLHOS TODO O AZUL QUE AMOU DO MAR

4 comentários:

  1. É uma bela homenagem cantada em versos lindos e sentidos!
    Beijos e muita luz, para você, poeta...Vou lá, conhecer o espaço da moça...

    ResponderExcluir
  2. Não consegui entrar no site da sua amiga...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Menino, nem sei o que dizer. Nem do seu poema-homenagem, nem da Eliana... Mostrei ao meu garoto e ele ficou sem palavras também. Andei tb pelo site da associação da qual ela e outros fazem parte; esse respeito, essa valorização é essencial. Parabéns pelo belíssimo poema e obrigada por nos apresentar a Eliana :-) Bom finde, Elcio.

    ResponderExcluir

Semeando