quinta-feira, 13 de novembro de 2008

PERGUNTO-TE ONDE SE ACHA A MINHA VIDA


BLOGAGEM COLETIVA "HOJE É DIA DE CECÍLIA"


Olá pessoal, um pouco atrasado, mas participando com muita honra da homenagem feita a Cecília Meireles numa blogagem coletiva. Quem quiser fazer uma postagem, fique a vontade, acho que todo dia é dia de se fazer homenagens a poetas como Cecília, Fernando Pessoa, Vinícius de Morais, Florbela Spanca etc...espero que na próxima eu não chegue atrasado...rsss...ABRAÇÃO GALERA, DESCULPA A CORRERIA...mas aos poucos vou respondendo todo mundo ok...Valeuuu...abraço na alma...

Visitem o link abaixo e participem...





PERGUNTO-TE ONDE SE ACHA A MINHA VIDA


Pergunto-te onde se acha a minha vida.

Em que dia fui eu.

Que hora existiu formada


de uma verdade minha bem possuída


Vão-se as minhas perguntas aos depósitos do nada.


E a quem é que pergunto?

Em quem penso, iludida

por esperanças hereditárias? E de cada

pergunta minha vai nascendo a sombra imensa

que envolve a posição dos olhos de quem pensa.


Já não sei mais a diferença

de ti, de mim, da coisa perguntada,

do silêncio da coisa irrespondida.



Cecília Meireles









12 comentários:

  1. ...é engraçado que quanto mais
    perguntamos, mais nos é negado saber.

    bjusss

    ResponderExcluir
  2. Oi querido verseiro!!

    Todo dia é dia de Cecília, com certeza! Deveríamos homenageá-la sempre, tens razão!

    Acredito que as respostas não nos são dadas para que continuemos vivos,

    belíssima escolha do poema!
    Que seu final de semana seja cheio de luz e boas surpresas,

    bjs

    ResponderExcluir
  3. O ato de perguntar nos faz diferentes entre os animais.

    A filosofia nos eleva ao plano das idéias.

    As perguntas existem... as respostas nem sempre.

    Mas.

    A eterna "busca" por essas respostas... nos faz vivos e atentos... humanos.

    Aproveito para agradecer a sua visita.
    Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir
  4. Este eu ainda não conhecia.
    Uma poetisa que questiona sobre o questionar. Esforço para se ser.

    Um abraço forte, Élcio.
    Continuemos...

    ResponderExcluir
  5. Olá Poeta!
    Grande Cecília é sempre bom termos acesso a palavras tão lúcidas como as dela.

    Uma bela iniciativa de quem criou essa forma de homenageá-la.

    Um belo FDS para vc e seus familiares e amigos

    Beijim

    ResponderExcluir
  6. Amo Cecília e deixo então uma entre tantas citações delas q eu amo "Sou composta por urgências: minhas alegrias são intensas; minhas tristezas, absolutas. Me entupo de ausências, me esvazio de excessos. Eu não caibo no estreito, eu só vivo nos extremos."

    ResponderExcluir
  7. Olá Elcio!

    Tudo bem contigo?

    Não vi nenhum dos 3 filmes que tu citou, mas vou anotar o nome dos filmes e vou pesquisar na internet sobre cada filme, obrigada pelas indicações.

    Ótimo fim de semana pra ti!

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Bela garimpagem. Uma preciosidade o texto da Cecília. Grato pela ida ao Sítio d'Olinda.
    Muita Paz!

    ResponderExcluir
  9. O verseiro acordou Ceciliando ?Maravilha ! Filosofando também:

    "Pergunto-te onde se acha a minha vida.
    Em que dia fui eu.
    Que hora existiu formada
    de uma verdade minha bem possuída"

    Elcio, você arrasou na escolha.
    Viva Cecília !
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  10. E que maravilha é Ceciliar não é mesmo?rs
    Bela escolha de poema pra blogagem meu querido!
    E antes tarde do que nunca não é mesmo?rsrs
    Amei seu blog, seus versejar e tudo por aqui! Virei sua seguidora meu caro...não tem mais jeito!rsrs
    Uma grande noite pra você e uma ótima semana que está por vir!
    Serena.

    ResponderExcluir
  11. Ah! Quando encontramos respostas, as perguntas já são outras...
    Revisitar Cecília sempre será ensejo de novos olhares, novos sentires.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Semeando