terça-feira, 25 de novembro de 2008

SUJEITO INDETERMINADO


Olá pessoal...já fiz poema usando termos de matemática (Calculando a vida), termos de contabilidade ( Contabilidade de um falso poema), e agora como não poderia deixar de ser, chegou a vez do português. Bem...postando este poema e dando um tempinho novamente por causa das provas. Quinta começa e vai até a outra semana...Um abração para todo mundo...valeu pelos coments deixados...vou retribuindo aos poucos ok...valeuuuuu!!



Sujeito indeterminado

Quando fui poesia
errei os verbos, confundi as rimas
extrapolei nas vírgulas e nos argumentos
acabei abraçando como ninguém cada palavra, cada frase
e sublimei diante tantas interrogações
acentuei-me, conjuguei-me, interpretei-me...
e por saber que o sim era palavra proibida
parafraseei um “não” furtado de um velho poema
mas, mesmo assim, substantivo concreto, sai distribuindo parágrafos, abrindo parênteses
e adiando meus inúmeros pontos finais
porém, nada, mas nada mesmo, se comparou as minhas reticências...
dessas sim eu abusei, castiguei e as mantive num cativeiro de esperanças polissílabas
transformei-as em orações “insubordinadas”
onde os pronomes eram todos relativos e o objeto indireto
por isso instalou-se toda essa semântica.
por favor, chamem alguém entendido em português!
a confusão é muito grande
e por ter se dividido em sílabas, perdeu-se dentro da gramática
assim sendo as palavras tornaram-se facultativas
melhor então aquecer meus próprios predicados
e enfeitar a alma com interjeições e os tais verbos de ligação
notoriamente fiquei sem rumo, sem prefixo e sem sufixo
ao descobrir-me como artigo indefinido
no entanto, por ser simples e composto, claro e oculto
sinto-me presente, apesar de ainda conjugado
no futuro do pretérito.

27 comentários:

  1. Uauuu...amei!

    Nessa conjugação de seu EU, você cresce a cada dia.
    Acredito que é vivendo que aprendemos!
    E é aprendendo que vivemos!

    Gosto da forma como você escreve, parece que o lápis corri solto na folha, espelhando a sua alma!

    Boas provas Elcio!

    Que você feche o ano com muitas realizações!

    Beijinho

    ResponderExcluir
  2. Sentir-se presente parece o melhor, mesmo que com esse jeitinho de futuro do pretérito. Talvez isso seja sintoma de quem viaja em palavras.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Oi Elcio! Obrigada pelo comentário no meu Blog, a Luciana me comentou sobre o filme qdo tivermos a oportunidade de assistir com certeza vamos assistir, adoro filmes antigos eles são muito bons.

    Abraços e uma ótima quarta-feira.

    ResponderExcluir
  4. Exercício palávrico digno de um conhecedor do assunto. A língua e suas nuances sendo trabalhados com afinco e ardis.

    Bom de ler, Élcio.

    Abraço forte.
    Continuemos...

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elcio!

    Esse filme é muito bom eu recomendo que tu assista e foi um homem que escreveu o livro que virou filme assim como o filme Uma carta De Amor e O Diário De Uma Paixã( esse eu ainda não assisti)o nome dele é Nicholas Sparks.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Fica até dificil comentar algo diante de um poema tão lindo e da maneira tão brilhante que brincou com com o português.
    Adorei mesmo!

    ResponderExcluir
  8. Usar o dialeto português tão próprio e, certamente, tão distante da grande maioria... é evocar ao famoso estigma: aprender a ser nação dessa nação.

    Bela construção poética.

    Abçs,



    Novo Dogma:
    roMance...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Reticências... Muita gente as critica, dizendo que criam vácuos, indeterminações, um proposital não comprometimento, não posicionamento. Pois eu acho que elas são portas abertas, um convite, possibilidades.

    Adorei o jogo de palavras. Bjin !!!

    ResponderExcluir
  10. ...é uma honra muito grande
    quando recebo tão nobre visitante
    no meu humilde cafofo.

    Elcio,
    qqr coisa que eu dissesse,
    não definiria do meu encantamento
    por todos seus posts poéticos.

    então...
    deixo meus mais sinceros
    desejos de que esta inspiração, esta chama jamais se apague do
    seu coração.
    assim ganhamos nós, amantes
    das belas artes.

    muahhhhhhh

    ResponderExcluir
  11. Isto além da poesia pura é uma verdadeira aula como escrever. Abraço

    ResponderExcluir
  12. é mas este não é vc..
    pois vc é um sujeito determinado..
    em tudo que faz..
    em tudo que acredita..
    determinação valente..
    ê!!! orgulho que dá na gente!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  13. ...mais que perfeito!Adorei.
    Acho que não precisas mesmo de aulas de português...lol.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Élcio.

    Vim retribuir tua adorável visita e outra vez, um texto-aula.

    Grata.
    Voltarei, sempre.

    ResponderExcluir
  15. Olá Poeta
    Recebi um desafio em meu blog e repasso para vc!
    Está tudo explicadinho no meu.

    Beijos e um belo FDS para vc!

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkk
    Que fria que te coloquei heim?
    Mas se já fizeste não há necessidade de refazer ok?
    Vc já anda ocupada demais com estudos, concentre-se neles!

    Desde já agradeço sua atenção!

    Beijim

    ResponderExcluir
  17. Oi Elcio!

    Tu sempre com palavras amigas e sábias, gostei do teu comentário sobre a brincadeira rsrsrs, fiz uma misturada de música, mas foram as que me vieram a cabeça na hora.

    Valeu a visita!

    Abraços e um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  18. Acabei de postar mais uma frase do filme do Batman- O Cavaleiro Das Trevas como eu sei que tu gosta assim como eu, quando tu tiver um tempo passa lá para dar uma olhada ok?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  19. Coisas de poeta, Elcio. Os pontos, vírgulas...as reticências, mesmo que abusadamente utilizados, dão um movimento diferenciado às letras poéticas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  20. Muito bom, Elcio!

    Adorei suas reticências, admiro quem sabe usá-las,
    Amizade deveria ser um verbo, não acha? Estou sua amiga nesse momento em que reflito no seu texto, e é isto que nos uni nesse mundo blogosférico,

    abraços, amigo!

    ResponderExcluir
  21. Agradeço a participação de um forma tão divertida !
    Seja sempre assim...
    A vida ganha mais cor e brilho num coração puro!

    Beijim

    ResponderExcluir
  22. muito interessante, bem diferente do que tenho lido,
    gostei bastante do poema tão distinto do usual, mas tão idêntico com vários momentos na vida de todos nós
    bom dimingo

    ResponderExcluir
  23. Muito interessante o seu poema! Você é muito criativo...

    Ler o que você escreve é aprender, sempre!


    Beijos de luz e o meu carinho, Elcio...

    ResponderExcluir
  24. Concordo com o teu comentário e quanto ao Jack Nicholson também sou super fã dele, eu assisti O Iluminado e fiquei impressionada com a atuação dele, ele é realmente um dos melhores atores do cinema e eu acho que já vi quase todos os filmes dele, Melhor É Impossível também é muito bom tem umas partes muito engraçadas.

    Abraços e um excelente domingo Elcio!

    ResponderExcluir
  25. Caro Élcio,vim retribuir a sua visita ao meu recanto e fui premiado com o que encontrei aqui.
    Muito bons os seus escritos,de grande perfeição estética e carregados de sentimentos.Parabéns pelo seu blog.
    Obrigado pelas palavras gentis deixadas em meu recanto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  26. que importância tem o tempo, se em bom português vc soube, como grade poeta que é, conjugar a poesia. Parbéns. Abçs.

    ResponderExcluir

Semeando