quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Eu, folha


Bom...quem dera eu pudesse as vezes ser folha...rs
Feliz Viver Novo para todo mundo...


EU, FOLHA

ÀS VEZES QUERO SER FOLHA
PRA SER LEVADO PELO VENTO
SEM DESTINO, COLHENDO PAISAGENS
NUM BALANÇO SUAVE E SERENO
ATÉ POUSAR NUM RIO
E SEGUIR SEM PRESSA
AO ENCONTRO DO MAR

18 comentários:

  1. Olá, amigo.

    Mas sabes que és folha?
    Quando és folha?
    Quando pendes neste teu verseiro, poemas e versos como este.
    E, o éolo-deus que sopra forte, e os elfos todos, sopram ao vento, deste mundo sem fronteiras, em folhas, tu e a leveza e a beleza dos teus versos.

    Elcio, somos o que quisermos ser.
    Se hoje, o queres, eu (aff que petulância esta minha...)

    AFIRMO, com toda minha autoridade insignificante e mortal: (mas já te servirá para te sentires, por meros um segundo...)

    ÉLCIO, és Folha!

    (esse meu pensamento mágico me leva a ser criança, outra vez e tu, me ensejastes este momento. Te agradeço por isto)

    Mas não demores muito neste estado de encantamento.
    Precisamos de ti para escreveres, novamente outros versos.

    Carinho, sempre.

    ResponderExcluir
  2. Só às vezes e por pouco tempo....
    porque temos de escolher, sempre
    a responsabilidade é nossa

    beijinho

    ResponderExcluir
  3. Olá amigo Elcio,

    Agora já sei o que sou quando sonho acordado.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Envelhecer e nunca afundar! O poeta que fala da natureza e deixa o vento nos trazer poesias. Abraço

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Sim, como disse Mai muito apropriadamente, és folha se quiseres,

    que seja essa folha inspirada trazendo ao sabor dos
    ventos lindos poems como este para
    alegrar nossos corações sempre
    e sempre!

    bjs!

    ResponderExcluir
  7. Difícil comentar poema, Elcio. Você é poeta e deve saber que chuva sobre outra chuva anula a chuva. Eu leio sempre seus poemas. Às vezes fico em silêncio. Às vezes me atrevo a dizer que tudo me soa como voz boa que preciso ouvir. Seria Folha hoje. E sempre.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. ...como folha aventureira,
    descanso nas asas do vento
    adentrando todas as janelas
    onde amigos há.

    bjs, meu amigo poeta!

    ResponderExcluir
  9. Também queria ser essa folha. Me deixar ir, no embalo do vento, na correnteza, sem me afundar.

    Que você possa ser folha em vários momentos da sua vida, sentindo a brisa das emoções, a correnteza de sentimentos bons, pelo rio de felicidade, desaguando num mar de momentos bons, interessantes, saudáveis, harmoniosos, de muito amor e prazer.

    abraços

    (me lembrei da música que diz, deixa a vida me levar, vida leva eu....)

    ResponderExcluir
  10. esse desejo, de ser folhas e viver nesta leveza, é bem afim!
    Felizes dias novos!

    ResponderExcluir
  11. Grande Poeta Elcio!
    Você tem o poder de ser o que quiser...pois tem a grandeza da alma!

    Que você e todos os seus familiares estejam trilhando o novo ano com muita paz e amor no coração!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Uma das folhas chegou até mim e aqui estou para te agradecer os ventos e marés que ma trouxeram.
    Abraço.
    António

    ResponderExcluir
  13. belo e delicado poema.
    gostei.
    abraços
    mariza

    ResponderExcluir
  14. Elcio,

    Fiquei feliz que tenha encontrado o Filosofia de Bolso. É um espaço de todo mundo e a gente fala muito por lá. Pode aparecer - sempre que quiser e não se sinta obrigado.

    E continuo Folha hoje.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Amigo Poeta!

    Concordo com você...viver algo pela metade não é nada bom...
    Mas na vida aprendi que não mandamos mesmo no coração, quando esse se encanta vai adiantar dizer a ele a ele: Não, não pode?! Ele irá obedecer? Te garanto que não!rsrs
    Mas sabe acredito que quando nos encantamos por alguém, aprendemos muito sobre o outro e principalmente sobre nós mesmos.
    Quando nos permitimos mergulhar no fundo de algo que nos toca a alma é por que ali há um grande ensinamento e aprendizado.
    O que é realmente forte e verdadeiro pode passar anos, tempos e eras que não muda... permanece ativo dentro de nós!

    Desculpa o falatório aqui...Mas esse assunto é algo que inspira...pois é latente!

    Você falou algo sobre o Natal ter tido um problema...o que aconteceu Amigo Poeta? Já está resolvido? Espero que sim!

    Um super abraço e feliz seja sempre seu coração!

    Você é uma das pessoas nesse mundo blog que demonstra grande atenção por onde passa e acho isso muito bacana, sinal que se preocupa e muito com o proximo e não vive de fachada!

    Bom agora vou visitar outros blogs...já escrevi demais...rsrs

    ResponderExcluir

Semeando