segunda-feira, 5 de janeiro de 2009


Numa brincadeira de amigo invisível, tirei o poeta Marcelo Marques e dei a ele este poema...Foi legal participar, receber e retribuir com o mesmo carinho e respeito com o qual fui presenteado pelo Max com um poema que já postei aqui...Um abraço na alma de todos...Valeuuuu galeraaaaaaaa!


Para um poema chamado Marcelo Marques

Fui buscar nos poemas
Algo mais sobre a vida do tal poeta
Sua personalidade, seus gostos e suas raízes
Sendo assim, descobri família, amigos, alegrias, versos soltos
Imagens e alguns escritos
Logo, nasceu a admiração
Então em busca de uma saída
Raptei o teu poema por alguns segundos
E te parafraseei a alma
Por isso te pergunto... Quem tu és?
E defino: és muito mais do que comum ou incomum, com certeza
Assim como nós, és também fragmento
Parte gente, parte poema
No entanto, pessoa...assim como Fernando e como Drumond
Aliás, com quem te vi trocando idéia em Copacabana
Você é gente, filho, cidadão, poeta, pai e muito mais
Portanto, se faz plural diante a vida
Professor, aluno, esposo, amigo e aprendiz
Humano e sensível em sua trajetória de tantas sextilhas e septilhas
Vai Marcelo, abraça suas sílabas poéticas
E segue ao encontro de suas palavras
Eu que antes era apenas um amigo invisível
Agora me faço por intermédio da poesia
Um amigo quase tangível
Prazer te conhecer... do agora amigo quase visível...

Elcio Tuiribepi

15 comentários:

  1. Oi Elcio, eu acho que nessa postagem eu vou ser a primeira a comentar que ótimo rsrs, o filme Uma Carta De Amor é muito bom, mas também é triste, acho que tu vai gostar e o filme Outono Em Nova York é maravilhoso eu já assisti 3 vezes e nas 3 vezes eu chorei rsrsrs.

    Abraços e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Tenho certeza que seu amigo secreto gostou do poema. Ficou muito belo!!! Um beijo

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Elcio!
    Com certeza seu amigo oculto deve ter adorado receber tão belo Poema-presente!

    Essa semana para mim será um pouco aflita...meu filho irá fazer um cirurgia e coração de mãe vc imagina né?

    Mas sempre que puder estarei aqui visitando o blog dos amigos!

    Um beijo carinhoso e dias belos para vc e seus familiares!

    ResponderExcluir
  4. Poema de amigo para amigo e sentimento nada secreto. é a palavra alicerçando uniões. e que sejam eternas.

    Abraço forte, Élcio.
    Continuemos...

    ResponderExcluir
  5. Muito bom Elcio,

    Quem não gostaria de ser sorteado com um amigo secreto tão inspirado e talentoso como vc?!
    É interessante essa interação no mundo virtual, não imaginava que fosse possível ter amigos virtuais,

    é uma experiência incrível!!

    bjs!

    ResponderExcluir
  6. Faço minhas as palavras de Esther

    se ela me deixar.

    beijinho

    ResponderExcluir
  7. Elcio, fiquei emocionada com o seu comentário.
    A cena do filme que você citou foi mesmo muito bela. Fiquei numa aflição torcendo para que ele chegasse a outra margem do rio ...
    Amei o poema!
    Seu comentário foi um presente!
    Estou longe de casa, viajando pelo interior de SP. Estou nesse momento em Ribeirão Preto.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. Um belo poema, um retrato, declaração de carinho, respeito, admiração e muito de incentivo.
    Gostei muito.

    abraços

    ResponderExcluir
  9. Se fosse eu, o Marcelo,

    Emolduraria este poema, prá ficar olhando prá ele, dias sem fim...
    Élcio, o que se faz quando não se tem mais palavras?
    Como se chama esta espécie de afasia mental na qual me vejo?

    Só sei dizer que ficou lindo!

    Carinho!

    ResponderExcluir
  10. Olá,meu amigo!!!

    Quero que você saiba que esta amizade que nasceu, cresceu e se fortificou entre nós, sempre será lembrada por mim.
    Eu aqui, e você do outro lado, não importando a distância, pois sabemos e sentimos que estamos próximos, que nossas almas estão conectadas...
    Sabemos que as palavras digitadas quando chegam na nossa telinha, chegam carregadas de emoções, de sentimentos, com boas ou más vibrações... Isto é verdade e incontestável.
    Sendo assim, não podemos deixar cair no esquecimento, que aqui dividimos nossos sonhos, compartilhamos alegrias e tristezas, suprimos carências, trocamos segredos, e prá escanteio....... jogamos muitas vezes a danada da solidão!
    Se não podemos mudar o mundo em que vivemos,
    podemos melhorar este que construímos juntos.
    Um mundo virtual sim, mas construído em bases sólidas, em terreno fértil, adubado com amor, respeito e solidariedade.
    Obrigada por fazer parte desse meu mundo.....você é uma pessoal especial!
    E que nesse ano que se inicia, nossa amizade fique mais sólida....
    Um beijo em seu coração....
    Dina

    ResponderExcluir
  11. Esse cara do banco aí Elcio é meu amigo já estive neste mesmo lugar tirando umas lições, só que ele me disse pra voltar, porque ainda não souu nem quase poeta como vc o é e faz um poema deste. Lindo! Abraço

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, Elcio... Vim agradecer tua visita ao Interlúdio e gostei dos teus versos... também sou "verseira". Quando tiver um tempinho, dá uma passadinho no meu Blog Rabiscos de Giz: gostaria de tua opinião!

    Abraços!

    Flor ♥

    ResponderExcluir
  13. Oi, Elcio,

    Tem MEME para vc no meu blog, depois passa lá!


    bjs!

    ResponderExcluir
  14. Élcio,

    que liiiiiiiiiiinnnddooo seu poema deixado no meu blog!!!

    Caramba, fiquei emocionada!

    Não tem problema quanto ao MEME, acho meio chato esses memes, quase nunca respondo, mas esse tive vontade de responder, e era preciso passar para 6 pessoas, mas vc fez melhor que isso, postou um belíssimo poema!

    Ótimo fim de semana, amigo!

    ResponderExcluir

Semeando