sexta-feira, 30 de janeiro de 2009




Queria agradecer ao amigo Tossan pelas fotos cedidas, diga-se de passagem, menino de coração e alma, fotógrafo, poeta e gente...gente como a gente...Um abraço na alma e um ótimo final de semana para todo mundo...

Feito a seis mãos, e agora oito, graças as fotos do Tossan, o poema "A Noite" também virou canção.

A Noite

O vento não me traz respostas
Nem a vida inventa o vendaval
A noite só me traz o pranto
Quando a vida veste o temporal

O tempo não desfaz os medos
Nem a vida ensaia o racional
A noite só me traz encantos
Quando a vida em versos te faz casual

A lua não completa o céu
Nem a vida enfeita a alma
A noite só me traz estrelas
Quando a vida veste a calma

O mar não me traz saída
Nem a vida espalha os seus sabores
A noite só me traz janelas
Quando a vida nelas debruça as dores

A noite não me traz a vida,
o vento, o tempo, a lua ou o mar
Traz o sonho que não é certeza
e as estrelas que ainda vão brilhar


Elcio Tuiribepi
Wanderson Lana
Eduardo Ribeiro Pinto
e Tossan


24 comentários:

  1. Élcio,

    este poema está sem título mas é uma constatação epifânia.
    Perfeito, perfeito.

    Isto é uma espécie de epifânia...
    Porque penetrou-me a alma com tamanha emoção que é inenarrável.

    Amigo se há pouco comentei um poema em que dizias acerca de quando as palavras fogem, agora voltaram todas.

    Lindo!

    Carinho, sempre.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Veja só, que parceria feliz! O poema é lindíssimo e as fotos eu me recuso a comenta-las rs.. Fiquei muito feliz, obrigado. Abraço

    Tal mar,
    tal os coração
    do poeta...
    Em marés
    calmas
    ou tenazes
    e ardentes...
    Espelhos
    das fotografias!
    *tossan*

    ResponderExcluir
  4. Muito bela esta "Noite"!
    Que mãos fizeram tal poema...incrivel porque nunca realizei esta experiência e deve ser maravilhosa.Já várias vezes me surgiram poesias através de conversas que me inspiraram mas nunca fiz uma parceria.
    Beijinhos Élcio.

    ResponderExcluir
  5. Diante das imensas belezas - poemas, fotografias, carinhos, amizades, música .....- sinto a mão de Deus, através das oito mãos.

    Dança minha alma enebriada.

    Parabéns a todos.

    beijos especiais.

    ResponderExcluir
  6. "A noite não me traz a vida,
    o vento, o tempo, a lua ou o mar
    Traz o sonho que não é certeza
    e as estrelas que ainda vão brilhar"

    Tudo muito lindo... belíssima parceria entre todos.

    Sabe... escolhi seus versos pois retratam meu momento!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela dica Tuiribepi!

    Beijim

    ResponderExcluir
  8. Oi Elcio,

    Um poema que só vem enriquecer o tema da noite e o que ela nos traz, além do sonho! Belo, como sempre!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Deixei um selo-brincadeira lá no afeto pra vc. Quando puder, passa por lá.

    Bj.

    ResponderExcluir
  10. Que bela parceria, fantástico poema e fotos.

    Abraço

    ResponderExcluir
  11. Caramba, Elcio, se duas mãos fazem coisas bonitas, cinco, seis, sete, oito fazem coisas maravilhosas.
    E, eu, fico a contemplar toda a beleza do poema.

    PS: Quando vc vai disponibilizar a música desse e de outros poemas que viraram canção?

    ResponderExcluir
  12. Oi Elcio, tudo bem contigo?


    Gostei muito da frase que tu deixou no comentário não tem problema em sair do tema filme como tu mesmo disse tudo é arte.

    Abraços e um excelente sábado.

    ResponderExcluir
  13. Esse quarteto agora acabou de vez de me fazer fã desse blog
    Fotos, versos.... poesia sem fim.

    Ps. peguei meu selinho do Verseiro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Muito lindo...parabéns aos quatro!

    bom fim de semana pra vc,
    bjos.

    ResponderExcluir
  15. Élcio, eu sou amante da fotografia, e estas duas são uma obra de arte, qto a poesia-canção, digo-lhe sinceramente que é de versos assim que a poesia precisa para saber-se poesia. Cara parabéns aplausivos. Abçs.

    ResponderExcluir
  16. Oi Elcio, obrigada pela visita no Blog e pelo belo comentário.

    Bjs e uma ótima noite de sábado.

    ResponderExcluir
  17. Só a gente pode levantar quando a vida nos derruba é difícil mas não impossível, obrigada pela visita e pelo comentário.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. O que mais falta neste post?
    NADA
    Tossan inspirando uma poesia linda. Cheia de ternura e beleza.
    Respiração da alma!
    Beijo
    .............Cris Animal

    ResponderExcluir
  19. Oi Elcio, é que hoje eu vi o filme Corina e me lembrei de postar no Blog e o que tu comentou é uma verdade e no filme mostra bem esse lado.

    Abraços e um bom domingo.

    ResponderExcluir
  20. Um espectáculo as fotografias
    e o poema...uma lindeza.

    O poema, sabes? vesti-lhe a pele.

    beijinho

    ResponderExcluir
  21. Olá Elcio,

    Adorei este poema! Esta parte …

    “O vento não me traz respostas
    Nem a vida inventa o vendaval
    A noite só me traz o pranto
    Quando a vida veste o temporal”

    … está pura e simplesmente sublime!
    Estou sem palavras …

    Um grande beijinho,
    Carla

    ResponderExcluir
  22. Muito boa foto do Tossan e perfeito o poema. Parabéns!! Adorei seu blog, volto mais vezes.

    ResponderExcluir

Semeando