sexta-feira, 20 de março de 2009



A foto é de Atafona, pequena cidade aqui do Rio que está sendo engolida pelo mar...
Olá pessoal, este poema é dedicado a poesia, ando rasgando folhas escritas, escrevo, leio, rasgo e amasso...rsrs...acho que ando meio crítico comigo mesmo...
Um abraço na alma de todos...

SÚPLICA À POESIA

VEM POESIA, COMO SERENO DA NOITE
TRAZ O CLARÃO DA LUA CHEIA
VEM COMO A ESTRELA CADENTE
E SOLITÁRIA POUSA EM MINH’ALMA

VEM POESIA, TIRA O VAZIO DE MIM
FAZ DELE A UTOPIA SEM LIMITES
TRAZ QUIMERA AO MEU PENSAMENTO
E O TRANSFORMA EM FLUENTES VERSOS

VEM POESIA, FAZ DE MIM LIBERDADE
OFERECE MEUS VERSOS A MULTIDÃO
SAGRADA QUE ÉS DOS MEUS ESCRITOS
TERNA IRMÃ DE MEUS SONHOS E POEMAS

VEM POESIA, INCITA-ME COMO O LOBO
A BRADAR EM UIVOS MEUS ANSEIOS
INVADE SORRATEIRA A MADRUGADA
A PROCURA DA INSÔNIA INTERMITENTE

VEM POESIA, CAMINHA AO MEU LADO
ENTREGO-TE DA MINHA ALMA O POETA
PRA QUE JUNTOS NUMA SÓ INSPIRAÇÃO
POSSAMOS SER CUMPLICIDADE

VEM POESIA, NÃO ME ABANDONE
INCORPORA-ME NAS TUAS ENTRANHAS
PRA QUE BROTE DO ÂMAGO EM VERSOS
O MAIS PURO SENTIMENTO DA ALMA

17 comentários:

  1. Conheci 'Atafona',Élcio.Ainda não era degradada assim...
    É lamentável que assim esteja porque muitas pessoas se afastarão de lá e a gente do lugar, e não simplesmente os veranistas, sofrerá economicamente...
    Fico pensando que há uma espécie de desordem na ocupação imobiliária e essa ganância cria o caos.

    Uma vez um pescador me disse que os homens construiam sem 'falar' com o mar mas, disse-me ele,
    'o mar volta prá buscar tudo que é dele...' Talvez o mar esteja nesse momento.

    Sobre o teu relato eu gostaria de tomar a liberdade de partilhar contigo, uma época em que eu estive muito crítica. E percebi que não era com o que eu escrevia mas com o contexto vivido e minha existência, mesmo.
    Então deixei de escrever em folhas soltas e passei a escrever em agendas.
    Ainda hoje resgato algumas coisas interessantes...

    E finalmente sobre o teu poema eu também, por vezes suplico às palavras que não me abandonem, não me faltem, não se escondam de mim porque a palavra falta, também...

    O vazio e a falta parecem estar em algumas coisas quando a experiência precisa ser vivida...

    Poetas têm o coração cheio. Já dizia o Paulinho Moska que:
    'o vazio é um meio de transporte prá quem tem coração cheio...'
    e ele segue dizendo:
    '...lá do outro lado do céu, alguém derrama no papel, novos poemas de amor...'

    Amor pela poesia,
    Amor pela literatura,
    Amor pela arte,
    Amor pela palavra,
    padeço desses amores, Élcio e, escrever preenche esses tais vazios...

    Amigo, este teu poema está cheio de vazios mas, repleto de amor e pleno da alma de Élcio que é linda.

    Imenso abraço,

    Fica bem,
    Tua amiga, Mai...

    ResponderExcluir
  2. Às vezes sinto que as palavras me fogem também... Na verdade estou com vontade de escrever, mas as letras não formam as palavras...
    Gostei do seu poema!

    *********
    Referente ao post lá no happiness:
    Por isso que procuro responder às perguntas dele sempre com a verdade, se me faz alguma pergunta que não sei eu digo que não sei e que vou perguntar a Mainha ou alguém mais velho e digo a ele. Ele é muito curioso e tento satisfazer as curiosidades dele na medida do possível, sem tolher...
    As perguntas são embaraçosas às vezes, mas acho bom que as faça a mim, pois demonstra confiança.

    Beijos!!!
    Feliz dia do Blogueiro!!!
    Tenha um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  3. Ah...
    Linda a foto que usou para ilustrar!

    Bijos

    ResponderExcluir
  4. Que a Poesia chegue, acomode e tome posse...pois sua súplica é maravilhosa!
    Quanta inspiração Poeta!
    Estou aqui admirando!!!
    Deixo aqui um abraço carinhoso
    e meu desejo de que tenhas um belo final de semana!

    ResponderExcluir
  5. Você anda crítico consigo mesmo, mas o poema veio. Em súplica. O que faz de você um poeta porque a poesia se torna parte de você e fica dentro de você como se fosse parte do corpo. Ela toma conta de tudo e quando você percebe, está vivendo poesia e nem sempre ela vai para o papel.

    Beijos, Elcio.

    ResponderExcluir
  6. *Élcio, bom diaaaaaaaaa !!! *

    Olha, se minha mãe trocasse o

    meu piano por uma máquina de

    costura ... acredito que eu

    ficaria acamada durante meses !!!

    *Élcio, estudei um ano e meio

    com uma professora de piano quando

    eu tinha mais ou menos dez anos

    de idade ! Parei porque eu

    precisava de um piano para fazer

    os exercícios em casa e papai não

    podia comprar-me o instrumento !

    *Confesso que foi a maior

    frustração da minha vida e,

    prometi a mim mesma !, que um dia

    terei uma sala na minha casa com

    um lindo piano e retornarei às

    aulas do mesmo !!! (*Mereço essa

    alegria !!! ).

    *Ótima sexta-feira !!!

    *Beijossssssssssss.

    ResponderExcluir
  7. Élcio, Elcio...
    Seu Pé de Verso está danto frutos deliciosos...rs
    A mudinha que me deste ainda tá minguada, mas estou cuidando dela...rs
    Com tantos frutos, ainda fazes súplica a poesia?

    Se de uma súplica à poesia, consegues fazer tão bela poesia!

    Que paradoxo...rs

    Lindo, seu moço!


    Beijo avassalador!


    PS: Eu amo sua presença e seu carinho!

    ResponderExcluir
  8. ...podes rasgar folhas,
    papéis, amassá-los, jogá-los
    fora,
    mas não podes rasgar
    uma alma poética...rss
    a sua alma de poesia, lindo.

    esta nasceu para encantar.

    ...20 de Março dia dos blogueiros!!!

    pois e não é que inventaram
    um dia para nós os blogueiros
    sem cura?!!
    rss

    algumas pessoas criam seus blogs
    apenas para passar o tempo.
    outras com a idéia de mostrar
    seu trabalho, outras ainda,
    para encontrar amigos, fazer
    amigos e até encontrar amores,
    por que não?

    não importa a maneira,
    importa sim que estamos
    aqui a cada dia trocando
    energias, emocionando-se,
    e fazendo emocionar por
    meios de um simples ecrã
    que toma vida quando
    colocamos nosso
    coração em contato com os
    amigos muitas vezes sem rosto,
    mas que conhecemos a alma,
    esta que, ao contrário das
    plásticas ilusórias, não tem
    poder de mascarar-se, e que
    portanto, no decorrer dos posts
    e suas qualidades, deixam-se ver
    como realmente é, que espírito
    habita este ser, quantas afinidades
    podemos encontrar com ele por aqui
    num simples teclar, ou toque de
    mouse.

    este é o poder dos blogs.
    o poder da internet unindo
    pessoas por um fio.
    uma fina rede de fios,
    permitindo que teias invisiveis,
    levem à cada coração sintonizado,
    as melhores e mais doces emoções.

    feliz dia à todos nós,
    blogueiros sem cura.
    rsss

    bj, poeta

    ResponderExcluir
  9. Tanto você pediu que ela (a poesia) veio. Às vezes, nos julgamos sem inspiração e erramos, às vezes, acertamos. E a falta de vontade de ler? Mas é só começar. Como diz o meu velho pai: o comer e o coçar está no começar.
    Élcio: no último dos 3 dias que fico em casa, os outros 4 são dedicados ao meu bem-estar físico fora de casa, convido você a apreciar e deixar a sua opinião no meu post no Galeria.
    Um abraço,
    Renata
    PS: Depois, dê um pulo no FEMININA, vc vai gostar!

    ResponderExcluir
  10. Que saudades de você e dos seus versos meu querido!
    Hoje estou passando bem rapidinho só pra te desejar um feliz dia do blogueiro e pra te deixar um beijo do tamanho do mundo ok?
    Logo logo volto! Bjs,

    ResponderExcluir
  11. Oi Elcio, passando para te desejar um feliz sábado.


    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá, querido!
    Ontem foi o Dia do Blogueiro, mas eu estava ausente da blogosfera por causa dos compromissos do dia-a-dia e, por isso, não passei pra te dar os parabéns...
    Posso dar hoje, então? Parabéns, meu querido! Que continuemos lendo os blogs um dos outros por muitos e muitos anos! Que continuemos tendo mais e mais inspiração para continuarmos escrevendo!
    Que Deus te abençoe!
    Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  13. Quantas vezes nos acontece escrever, escrever e nada faz sentido,
    mas não é a poesia que nos falta nas o vazio que se sente no momento
    mas como tudo, logo, logo passa, o poema esta lindo
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Somente quem é poeta sabe a falta que a inspiração nos faz. E ela chegou sem vc perceber. Carinhosamente Dinigro Rocha.

    ResponderExcluir
  15. Oi Elcio, tudo bem contigo?


    Sumi por que tive problemas no computador e a vida da gente é uma correria e também tem os problemas pessoais então é tudo junto, mas não esqueci não do meu amigo, mas as vezes eu preciso fazer tanta coisa no computador e como está em tempo de aula a minha sobrinha está usando muito o computador para trabalhos, pesquisas, etc, mas vou aparecer sim, só não comento sobre poemas, poesias pois, sou leiga nesse assunto, não sei descrever a beleza de um poema, me desculpa tá a minha praia mesmo é filme.


    Grande abraço e um excelente domingo.

    ResponderExcluir
  16. Esta tua súplica é fantástica e não precisou amassar a folha. Já senti isso com as minhas imitações de poesias e o pior com as minhas fotos. Abraço

    ResponderExcluir

Semeando