sábado, 14 de março de 2009

SOLIDARIEDADE



HOJE QUERO FALAR SOBRE UM GESTO, UM SIMPLES GESTO DE SOLIDARIEDADE, UM GESTO QUE POR SER TÃO SIMPLES SE TORNA IMENSO EM SEU SIGNIFICADO. É O SEGUINTE:
DONA ELZA, MINHA MÃE, POETISA DAS BOAS, FOI PASSAR UNS DIAS NA CASA DE MEU IRMÃO, COMO VIVE COM AS PERNAS E OS PÉS SEMPRE INCHADOS,(ELA NÃO BEBE...RSRS...PROBLEMAS DE CIRCULAÇÃO, VARIZES...ETC...RSRS))TEM QUE USAR CHINELOS, POIS BEM, PARA QUE ELA NÃO SE SENTISSE UM PEIXE FORA D'ÁGUA, TODAS AS VEZES EM QUE ELES SAÍRAM PARA PASSEAR, ASSIM COMO ELA, USARAM CHINELOS...
MANINHO, ACHEI SHOW DE BOLA ISSO, E O NOME DISSO É "SOLIDARIEDADE", NÓS SABEMOS, MAS DENTRO DESTE GESTO MORAM OUTRAS PALAVRAS COMO COMPREENSÃO, EMPATIA E AMOR.
E NA VIDA, ISSO É O QUE FAZ A DIFERENÇA...BEIJÃO PARA VOCÊS...


RECEBI UM COMENTÁRIO ANÔNIMO DO KHALIL GIBRAN, MUITO BONITO POR SINAL, E DEIXO ESTE POEMA SOBRE MINHA HUMILDE PESSOA...MEIO QUE EXPLICATIVO...MESMO SEM SABER SE A PERGUNTA FINAL ERA PARA MIM.
UM ABRAÇO NA ALMA DE TODOS...


EU,POEMA

SOU UM POUCO DE TUDO
SOU UM RASO TÃO FUNDO
SOU IMENSO E INTENSO
SOU VAZIO, SOU DENSO
SOU DO MUNDO POEMA
SOU DE VERSOS REVERSOS
SOU ESPAÇO DE SOBRA
SOU A SOBRA DA FESTA
SOU A LUZ QUE AINDA RESTA
SOU UM POUCO DE VENTO
SOU MORMAÇO E RELENTO
SOU A CHUVA E A BRISA
SOU A SOMBRA PRECISA
SOU UM RESTO DE BRUMA
SOU DO MAR A ESPUMA
SOU DE MIM MULTIDÃO
SOU TAMBÉM SOLIDÃO
SOU A VOZ DO SILÊNCIO
SOU DA ALMA TERNURA
SOU A PLENA BRANDURA
SOU FRACO, SOU GENTE
SOU FORTE E ARDENTE
SOU REMO, SOU BARCO
SOU FLECHA, SOU ARCO
SOU UM TANTO DE ESTIO
SOU ALMA, SOU BRIO
SOU ADULTO E CRIANÇA
SOU AMOR SEM FRONTEIRAS
SOU O PRÓPRIO PERDÃO
SOU UM RASTRO DE VIDA
SOU A FLOR E O JARDIM
SOU O NÃO, SOU O SIM
SOU ENTÃO, SOU SENÃO
SOU A CURA E A FERIDA
SOU O VINHO E O PÃO
SOU O INÍCIO E O FIM
MESMO ASSIM
SOU DE MIM

16 comentários:

  1. toodo mundo aqui saiu de chinelinho...
    num foi só eu não...
    hehehehe
    beijão Tui

    ResponderExcluir
  2. Élcio você me passa ser um encanto de ser humano, com tudo descrito nesse poema.

    Quando fala da família, dos gestos nobres, do irmão, então compreendo melhor...agora a mãe poetisa. Uma família de artistas. A sensibilidade tem mesmo que reinar.

    abraços fraternos ampliados para a família linda.

    ResponderExcluir
  3. Sei disso Cacinho...e é isso que faz a diferença...valeu...beijão em todos...que fizeram a diferença...beijãooooooooo
    Elcio

    ResponderExcluir
  4. Eu não conheço você, mas concordo com o autor do poema depois de ler os posts que você deixou aqui.

    Bom saber que ainda existe gente assim :)

    UM beijo!

    ResponderExcluir
  5. Ainda falta muito de solidariedade no mundo.
    Gostei do gesto! Isso não é só solidariedade... É AMOR!

    Bonito o poema.

    ResponderExcluir
  6. Oi, essa coisa de estar igual, estar solidário á dor do outro, ao problema do outro, á diferença em certos momentos, é muito bonito mesmo. Amei a forma que retratou.

    Um belo sábado pra ti,
    Vc ta participando da Tertúlia Virtual ? É uma blogagem coletiva, vai ser amanhã, o tema é Desejo, dá uma olhada no link depois ta.

    beijão
    Chris

    ResponderExcluir
  7. Grande Dona Elza... fez filhos com grandes talentos!
    Essas atitudes para com quem amamos é sem dúvida alguma uma grande prova de amor.
    Quanto ao poema... revela bem a sua alma.
    A ternura faz parte de você...

    Um abraço carinhoso de quem não conseguiu segurar a saudade dos amigos do blog.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não é uma volta...
    é sim apenas uma forma de matar a saudade!

    Brigadim Poeta... o carinho carinho dos amigos alimenta a alma...não é mesmo?

    Sinta-se acarinhado.

    ResponderExcluir
  9. rsrs...Obrigada pela força Elcio!
    Bom trabalho!E boas inspirações também!

    Quem sabe com o incentivo eu poste em breve!

    Bjim

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito de dizer que conhecemos o fruto pela árvore, e que orgulho deve ter a árvore pelo fruto que gerou. Vc é A, é I, é S, vc é E, é O, é P e nem precisa ler de trás para frente para entender o que você é. Já conhecia este poemeto do Quintana, não me lembro se li no teu blog, pois leio tanto que esqueço... rsssssss. Um grande abraço nesta alma de causar admiração.

    ResponderExcluir
  11. É meu amigo sem palavras e isso não tem preço é o amigo mais fiel.
    O chinelo! Beijo na dna Elza. Abração

    ResponderExcluir
  12. Oi querido Élcio,

    É sempre tão bom passar aqui, aprendo muito com sua sensibilidade!

    Que coisa linda é a solidariedade, não é nada complicado, e faz tão bem!


    Lindo e inspirado poema de Gibran!


    Depois passa lá no meu blog tem selo de agradecimento pela sua participação na Blogagem Coletiva Inclusão Social,


    bjks,

    ResponderExcluir
  13. Élcio

    Se gosta de escrever muito nos comentários, no meu blog não se contenha. Adoro. Além de ser bom ler os seus comentários, acredito que nos comentários deixamos fluir muito, e depois podemos roubar o nosso próprio comentário.

    Vou ficar aguardando um comentário bem grandão. rsrsr

    Escrevi confuso não foi?

    bom domingo!

    ResponderExcluir
  14. È verdade Elcio sobre o teu comentário, o filme Selena é muito triste pois uma jovem com um futuro pela frente tem a vida interrompida por uma doida.

    Li a tua postagem e achei bem legal.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  15. É bom reler estes momentos de família, de cuidado com o outro, de solidariedade.

    abraços na alma, bom 2011!.

    ResponderExcluir

Semeando