quinta-feira, 23 de abril de 2009

Aos sonhos que me nasceram sem agenda


Aos sonhos que me nasceram sem agenda

De toda e qualquer maneira
Sempre virão as perguntas de ontem
As que nos remetem ao ponto de partida
Lá onde os sonhos nasceram sem agenda
Então com os olhos marejados, percorro lentamente o passado
E revisito todos os meus velhos poemas
E como já me é de praxe
Deixo brotar um sentimento que não me limita
Invisível, porém instigante, abstrato, porém concreto
Generoso, porém determinado, ternurento, porém impulsivo
No que ainda mesmo sem rumo, me alarga a alma e o coração
Contudo, pés suspensos do chão, alinho minhas rotas
E caio sem medo para dentro de mim
E lá procuro a saída, a chave e a fechadura
Porém, se ainda não as encontro, me perco de novo
Rasgo a senha e na fartura dos sentidos
Visto-me com palavras, poemas e poesias
Reinvento caminhos, estrofes e outras rimas
E busco o tangível, mesmo que me seja em vão
Então, na contramão da realidade, sigo
Esperando muito mais do que hoje ainda me tarda
Querendo muito mais do que talvez eu mereça
É que a esperança não se cansa de cansar dos meus absurdos
Cai, levanta, e já quase totalmente exaurida
Me abre um sorriso, me oferece um afago
E com um gesto de quem nunca desiste
Estende a mão...e novamente me veste
Com seu tom de verdes claros...

30 comentários:

  1. A esperança de ser feliz não deve nunca nos abandonar!

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Como é bom vir aqui, meu verseiro predileto!

    Há uma certa magia nas palavras confidenciadas e nascidas sem agendas,


    ¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

    Estou inaugurando o cantinho dos aniversariantes em meu blog, gostaria de saber o dia e mês do seu aniversário,

    bjs!

    ResponderExcluir
  3. Seria tão mais facil se todos os sonhos e sentimentos estivessm agendados no coração!!!

    Saudades de vir aqui

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Claro que sim, Elcio!! Lindíssimo o teu poema. Gostei muito. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. *
    profundo !!!
    ,
    os poemas
    nascem livres, é isso,
    ,
    abraço,
    ,
    *

    ResponderExcluir
  6. Oi, Élcio
    Nesses meus dias de Brasília, uma das minha reflexões e ordens que ~me dava é que ao ler os blogs iria ser imparcial, menos emotiva, me controlar e não dizer nada além de mim....eis que me é impossível, ler um poema que me reflete, que me emociona, que mareja meus olhos, mareja com muito controle, porque pode facilmente se transformar em cachoeira...

    É belíssimo ler um poema que é esse mergulho no ser, no ser que busca ser melhor, com palavras poéticas, harmonia das palavras com sentimento, movendo emoção em quem ler.

    Fantástico. abraço

    ResponderExcluir
  7. A esperança persiste
    em cada sono do sonho
    cai, volta a erguer-se
    de verde e alecrim
    e no seu olhar de lince
    lambe-nos sempre que não somos
    sempre que negamos...
    que o azul não existe!

    Tua prosa poética tão carregada de ti e de mensagem. Eu gosto imenso de te ler!

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Sobre um passado estruturante que é referência ao futuro.
    E sempre mudaremos e muitas perguntas retornarão. Novas perguntas virão.

    "Esperar mais do que hoje nos falta" ...
    Deveríamos esperar mais falta ou, a completude? Será que conseguiríamos, amigo? Uma suposta inteireza? Custo a crer, sabes? Mas podemos ser íntegros.

    Carinho,

    Mai

    ResponderExcluir
  9. Poeta...
    esse vou carregar comigo...
    Estou precisando ler e reler algo belo assim!
    Desejo para você um belo fim de semana
    Um beijo e muito carinho

    ResponderExcluir
  10. Ainda bem que os sonhos não tem agenda!
    Podemos sonhar sempre!

    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  11. Élcio, obrigada pelo comentário e pelo comentário do comentário. rsrsrs
    É, não dá para não me emocionar, teria que deixar de ler. Eler vocês, principalmente os que fazem a alma girar, e provocar grandes emoções, é o que mais adoro atualmente.

    um lindo final de semana.

    Colocar fotos de algumas pessoas acho complicado, para não expor, tem gente que não gosta. Mas vou colocar algumas.

    ResponderExcluir
  12. Acabo de fazer uma viagem no seu interior .Muito bonito seu poema,muito bonito seu interior.

    Abraços

    Maria Dias

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Elcio!! estou aqui perdida entre minhas caixas, rs...nossa encontrei tanta coisa boa na minhas caixas ,folhas e folhas escritas guardadas, algumas em saquinhos com resíduos de areia, olha isso! tem até um pouco do mar, eu sempre adorei escrever, e como disse no meu post, estou relendos meus escritos, coisas de 12, 15 anos atrás...rs Bom, sobre seu poema o que tenho a dizer é que meus sonhos, e meus pensamentos as vezes escritos no papel tbm não marcam hora e nem momento pra chegar, aparecem do nada, de um olhar perdido em uma caminhada, de uma cena que se passa e de alguma forma disperta a sensibilidade...E neste pequeno gesto do escrever, vamos encontrando motivações, e esperanças que por fim achávamos perdidas, que nos resgatam de alguma forma...

    Estou sentindo isso hoje, resgatada por lembranças que um dia eu registrei em pequenos pedaços de papéis em branco...Viu só? quando digo que tomo um pedacinho dos seuspoemas pra mim é sincero...tanto que fez parte do meu post de ontem...obrigada por doá-lo tão lindamente...

    Bjosss ótimo final de semana!

    P.S:Desculpe a remoção dos comentários anteriores, estou meia desconexa hj e mandei 3 vezes......rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  16. Depois de passar pela tempestade interior, encontras num cantinho lá dentro de ti, muitas e belas poesias para cada postagem, mas veja lá, é só uma de cada vez. Abraço

    ResponderExcluir
  17. Oi Elcio, sou a Luciana do My Space tive problemas com hackers e tive que trocar tudo até a conta do Orkut e do Blog, mas fiz outro Blog agora o nome é My World, estou começando do zero dá um trabalho mas vale a pena, espero que tu se lembre de mim.

    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi Elcio, adorei teu comentário e a música também rsrsrs, só vou ficar com esses Blogs agora, vou aparecer sim.


    Valeu amigo.

    Abraços

    ResponderExcluir
  19. ...a chave está alí,
    no porta-chave da vida.
    e da mão à chave apenas
    um passo tão simples de
    se dar, e os sonhos
    alcançar.

    bj, bj, poeta lindo.

    ResponderExcluir
  20. oi querido ja tava com saudades obrigada pela visita!
    esperança um sentimento maravilhoso que me faz viver!
    sem ela ñ sei o que seriada minha vida!ela realmente nos levanta!
    quantos sonhos fora da agenda,alguns eu nem consigo mais encontrar.
    bjs!
    um glorioso fim de semana!

    ResponderExcluir
  21. Elcio:
    Desculpe-me, mas não consigo comentar nada agora. Amigo, voltei hoje, e como você sabe, vou participar da Blogagem Coletiva - O Filme da Minha Vida, que se dará nos dias 29 e 30 deste mês, dias estes em que estarei em tratamento, já publiquei o post no Galeria (só o filme, sem flores) e gostaria que você fosse lá e me desse uma força. Talvez esteja aqui nessas datas, mas o tratamento é tão forte, que estarei de cama.
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  22. Oi,

    (sorrisos) Tossan não passou lá, ele vive a me abandonar. Mas tirei uma foto em Brasília que lembrei muito dele, um pier. E muitas outras.

    Preciso reler o que você escreveu.

    retribuo o abraço na alma.

    ResponderExcluir
  23. Un particolare bellissimo e ben realizzato...complimenti!
    Vito

    ResponderExcluir
  24. e como é bom esperar sabendo que vindo aqui de esperança nos fazemos pela escrita tão profunda como a sua. abçs.

    ResponderExcluir
  25. Por vezes, me parece que tudo que vivo me vem sem agenda, e sempre que checo os escritos lá estão todos os sonhos que achei que deveriam ser e nunca foram...
    Alguns vieram melhores mas a maioria deles se perdeu nos escritos da agenda... ... ...

    Bjs
    Perséfone

    ResponderExcluir
  26. Elcio:
    Você leu a postagem ou pôs o comentário só pelo título do filme. Pois acho que qualquer pessoa que leia o post não vai achar nada fácil falar sobre Blade Runner.
    Obrigada por comentar.
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  27. Desculpe-me, Elcio, não tinha entendido. Não estou muito bem. Preciso voltar a dormir.
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  28. Ei!!
    Saudade de ler vc!!
    E hj mato um pouquinho passeando no seu blog nesse domingo.
    Passa la no Reflexo ,tem texto novo la.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  29. Oi querido Élcio,

    Estou passando dessa vez para pedir um favorzinho, se der para vc votar no blog Esterança nesse link abaixo, ficarei muito agradecida!

    http://elainegaspareto.blogspot.com/


    ou passe lá no Esterança, o link direto está lá,


    Obrigada, viu...!



    bjs!

    ResponderExcluir

Semeando