sexta-feira, 3 de abril de 2009

Imã


Hoje vou deixar uma frase de efeito, na verdade com defeito..rsrs...desafinaaaado, e a letra de uma música do Ednardo, lembram dele?
Autor de Pavão Misterioso, muito linda também e que até hoje cantamos nas rodinhas de viola.


Escrevo...
Porque se eu fosse música
Cantaria.


Imã...esta música me lembra adolescência, 15 ou 16 anos mais ou menos. Me lembra também azul...e momentos de paz interior, apesar de tudo. Deixa eu explicar:

Eu e mais três amigos num açude. Dois sabiam nadar razoavelmente: eu e mais um. Dos outros dois, um era especialista em nado "cachorrinho" e o outro em nado "pedra"...rsrs. Mergulhamos eu e meu amigo, e ficamos boiando, quando o especialita em nado "cachorrinho" resolveu se aventurar vindo todo cheio de garra com a promessa de apenas se apoiar no ombro do meu outro amigo. Resultado: os dois quase se afogaram. É que promessa não foi cumprida, pois culminou num abraço de urso e num apavoramento que marcou para sempre esta nossa aventura. Apavorado e com medo, afundei, e por precaução empurrei meu amigo pela bunda para a superfície da água...rsrs... enquanto que o especialista em nado "pedra" conseguiu encontrar uma enorme vara de bambu nos arredores e puxar nosso amigo, que a esta altura já havia bebido quase todo o açude. Voltamos em silêncio para a casa onde estávamos e ficamos ali deitados no chão, escutando esta música, sem dizer uma palavra. O que mais me passou pela cabeça naquele momonto, era como iríamos fazer para exlicar para os pais dele se algo de pior tivesse acontecido. Hoje a gente ri, mas na hora...aff...

Imã
Ednardo
Composição: Ednardo

Rasgando um buraco no azul
Tu afloras feito o arco-íris
Com um pé pisando no tempo e o outro no espaço
E molha a sequidão do meu rosto de pedra
Na água cristalina
Em nosso rastro ferido arde
O Brasil e a nossa sina
Nada te dou como herança
Nada quero
A vida é uma pessoa sem medo no caminho

Estrela de cinco pontas luminando noites
Do universo do chão ardendo luminando noites
Habitamos o verbo chamado homem luminando noites
Cumprindo o destino do ser
A raiz afunda na terra
E bebe os segredos da areia
Espalhando em cada folha
Uma canção ao vento leve

Leve é aquilo que brota
Muito além do medo
Serena é a coragem de tudo aquilo que é
Que é quem sempre caminha
E nunca pensa que tarda
Sua flecha certeira
Sempre crava na luz
E sempre amanhece


Muito...muito linda...desculpa gente, está difícil de desenrolar, mas, vou visitando e respondendo aos poucos, os que passam por aqui e plantam alguma semente.
Um abraço na alma e um ótimo fim de semana para todo mundo...valeuuu

17 comentários:

  1. Élcio, uma boa sexta para você!
    Não me lembro do...Ednardo, nem dessa música!
    Muitas "pedras" são marcantes na nossa vida. Algumas maiores, outras menores, mas são pedras no caminho... Então, se puder desvie, pule-as, quebre-as - construa!
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Aqui pulsa um coração terno e maravilhoso...eu posso sentir!

    *

    Agradeço a visita...
    E as palavras deixadas...
    Mas acima de tudo agradeço o seu carinho!
    Um belo final de semana para você e para todas as pessoas que estão em seu coração!

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Elcio, primeiro, eu sei bem o que é um "quase afogamento"...um dia ainda conto isso em meu blog, aí, como dizia em um programa da TV cultura"Senta que lá vem estória...rs, adorei a canção, não conhecia, a letra é linda, vou tentar encontra-la para ouvir o tom, como sempre, adoro ler o que escreve e agradeço seu carinhosos comentário em meu Blog , faço um trabalho social a 20 anos, desde menina, na verdade doamos um pouco do nosso tempo, mas recebemos bem mais, muito mais....não sei viver sem fazer isso, já é parte de mim...Murilo, o menino da foto é apenas um pedacinho de tudo que recebo em troca...Beijo grande em seu coração....um excelente final de semana pra ti...;)

    ResponderExcluir
  4. Élcio,

    Fiquei pensando, poxa ele gosta muito de música, sempre me vejo conhecendo uma música que não conhecia, relembrando alguma outra, e lendo as letras das suas músicas, os poemas musicados, e escutando a música que toca em mim suas palavras.

    Lembro até que tentei escrever algo com o título de músicas, igual você fez. Sem a mesma qualidade claro.

    Lembro de Ednardo. Voltei no tempo.
    Lembrei até da novela.

    abraços especiais, bom final de semana.

    ResponderExcluir
  5. Lembro sim, do Ednardo. Tempo em que ele,Fagner, Belchior e outros tinham uma banda chamada Pessoal do Ceará. Tempo em que a MPB de qualidade e com poesia tocava no rádio e na TV. Depois da ditadura e da concessão global de televisão...acabou. Mas é bom recordar, principalmente qdo a trela terminou bem.
    Abraçamigo.

    ResponderExcluir
  6. Elcio,
    A D O R E I !!!

    ÓTIMO FIM DE SEMANA
    MUITA LUZ!!
    Mari

    ResponderExcluir
  7. Quando não escrevo eu não existo. Excelente crônica Élcio. Carinhosamente Di.Ro.

    ResponderExcluir
  8. Ainda bem que tudo se fez vida novamente.
    e lembro sim do Ednardo, meus tempos de adolescência também.
    adoro ouvir essas músicas ainda, sempre escuto, as letras dizem muito, como a do Pavão Misterioso, as músicas atuais são muito vazias.

    Grande beijo carinhoso, feliz sábado.
    Coloquei a poesia que deixaste prá mim, na postagem de hoje.
    Cleo

    ResponderExcluir
  9. Não me lebrava dessa musica nao...
    mas foi bom conhece la...

    abraçao

    ResponderExcluir
  10. otimo fim de semana pra vc tbm realmente muito lindo!

    ResponderExcluir
  11. Oi Élcio, como disse fui procurar a música, achei no Yotube o clip, linda mesmo, adorei...o link é este caso queira matar a saudades...rs

    http://www.youtube.com/watch?v=vpDv_uqT4Sg

    Bjo!

    ResponderExcluir
  12. Boa memória a sua!
    Sim... eu já havia postado!
    Recordar é viver!!!rsrs

    Beijinhos e um FDS maravilhoso para vc e todos os familiares e amigos!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Élcio

    Leio e releio, e algo sempre fala comigo. Talvez com o que quero ouvir, ou que preciso ouvir.

    "Leve é aquilo que brota
    Muito além do medo
    Serena é a coragem de tudo aquilo que é
    Que é quem sempre caminha"

    Medo, coragem, caminha....leve no seu poema.

    um ótimo domingo. Aproveite bem muito, é véspera daquele dia. rsrsr

    Mas aquele dia será lindo. Lindo,porque sua alma é linda. E tem música e sabe dançar.

    abraços

    ResponderExcluir
  14. Me fizeste lembrar Edinardo... Com o 'Pássaro Formoso' o seu pavão misterioso...

    E fiquei retida por instantes no 'quase afogamento'...

    Tu és um verseiro de raízes profundas, amigo.


    Muito carinho,

    Mai

    ResponderExcluir
  15. GOSTEI DE SEU BLOG PARABENS QUANDO DER VISITE O MEU WWW.PALAVRASARTEBLABLABLA.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  16. Adorei! Depoimento e música, esta eu não conhecia e gostei muito.

    bjs
    Perséfone

    ResponderExcluir

Semeando