domingo, 17 de maio de 2009

Incompletudes e descompassos


Incompletudes e descompassos

Há de se ter à dúvida a inocentar-me a pele
E a intercalar-me na inquietude dos meus poros
Posto que a intensidade que me arde é tão confusa

Há de se ter à explicação do que não me navega
A decifrar-me impar nesse mar de incompletudes
Tanto quanto a falta que me falta e não transcende

Há de se ter o riso sempre assim tão mais urgente
A ponderar-me na incerteza quase sempre itinerante
Do já esperado inalterado descompasso consciente

Há de se ter um amanhã não só de cores e esperanças
A suprir-me da memória que me ronda tão aflita
Nessas águas navegadas no silêncio que me habita

Há de se ter um amanhã bem mais azul
A preencher-me de céus, mares e oceanos
Nessa terra, nesse chão, que me acolhe

24 comentários:

  1. "Incompletudes e descompassos" Já me senti assim muitas vezes, sabe o que é bom pra isso uma caminhada daquelas bem longas sem hora pra chegar e nem voltar, mas teria que ser nas férias, não é? Mas é só poesia, ela fala tão alto e tão real que as vezes eu me confundo. Vai saber! Belíssima! Abraço na alma do amigo poeta.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Elcio

    O poema que está embaixo, lá no meu blog, nunca foi postado. Cheguei de uma festa sábado com ele na cabeça, abri o computador 2h da madrugada e digitei.

    abraços, e ótima semana.

    ResponderExcluir
  3. Muitas e muitas vezes buscamos as certezas para tranquilizar as inquietudes. É como esperar respostas para acalmar a alma, o pensamento, o coração.

    abraços

    ResponderExcluir
  4. Elcio Tuiribepi
    Já estive aqui outras vezes, e retorno por apreciar sua poesia, estes versos estão soberbos, meus cumprimentos,
    Efigênia Coutinho
    Escritora

    ResponderExcluir
  5. Amigo,
    Ando nesse tema de "Incompletudes e descompassos" e não sei até quando...
    Preciso me completar e entrar em compasso, não de espera mas do passo...
    Lindo texto como sempre!
    Beijos Tempestuosos!

    ps.: levei o selo do seu blog, lá no meu cantinho no lado direito tem 4 selos que você pode escolher segundo a cor que combinar com seu blog. É para os amigos!

    ResponderExcluir
  6. Élcio, há de se ter um carinho especial com alguém que pega as palavras e as coloca assim, tão perfeitas e linda!

    Se não disse ainda vou dizer agora, quando eu crescer, quero ser igual a vc...rsrsrs

    Será que é possível|?


    Beijos, meu lindo!


    Boa semana para vc!

    ResponderExcluir
  7. Há de se ter a vida pulsando em seus desejos!

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Adorei este poema! O título, tudo...muitos beijos.

    ResponderExcluir
  9. Poeta...
    Gostei muito do que li...
    Pois suas palavras revelam o que muitos sentem nas incompletudes da vida e descompassos das emoções!

    Destaco esse verso por me tocar a alma:

    "Há de se ter um amanhã não só de cores e esperanças
    A suprir-me da memória que me ronda tão aflita
    Nessas águas navegadas no silêncio que me habita"

    Uma belíssima semana para o seu coração!

    Quanto a correria...aqui não está diferente, tenho vários trabalhos para fazer...Boa sorte para nós!!!

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  10. Incompletudes...descompassos...
    inquietudes...intensidades... urgencias... incertezas... aflições...
    Muita sutileza e sensibilidade na aproximação dessas palavras. Muito bom!
    Parabéns e obrigado pela visita em meu blog.

    Daniel Hiver
    http://hiverdaniel.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. _______________________________


    ...simplesmente, lindo!!!

    Um dos seus melhores poemas que já li...


    Beijos de luz e o meu carinho!

    Zélia

    _______________________________

    ResponderExcluir
  12. A calma...é precisosa...

    Não devemos apressar o rio....ele caminha sozinho!

    Lindo seu blog!
    PARABÉNS!

    Sinta-se em casa lá em meu cantinho:

    http://olhardentrodosolhos.blogspot.com

    beijos!

    Bia Maia

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo texto.! Muito bom.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Há de se aquietar o coração. Há quese lentificar os relógios e o tempo.
    Há que se buscar a compreensão de que somos mas não estaremos sós se, buscarmos compreender nossos limites, a liberdade do outro e nisto, os momentos fugidios de completude onde alternamos o Ser sozinho e o estar com alguém a quem se queira bem com quem se queira estar, pelo tempo que for, pelo tempo que puder ser, pelo tempo que conseguirmos ser: dois, um, e novamente dois UM's...
    Élcio , hoje você abusou com esta poesia. Que maravilha!

    Beijos,
    Mai

    ResponderExcluir
  15. Incompletudes e descompassos, amei estas palavras.elas soam como uma magia sonora.

    que esta incompletude e descompasso se transformem então neste azul deste amanhã à te prencher.
    Beijos na alma Elcio e uma feliz semana.
    Cleo

    ResponderExcluir
  16. "Há de se ter o riso sempre assim tão mais urgente
    A ponderar-me na incerteza quase sempre itinerante
    Do já esperado inalterado descompasso consciente"

    Sempre vejo minha imagem refletida em suas estrofes.

    ResponderExcluir
  17. Adorei seu post,meu lindo,como sempre sem comentários.
    Estou participando de uma coletiva em defesa da infância,seu comentário é muito importante,e sua visita um prazer
    beijos,amiga
    Mari

    ResponderExcluir
  18. Élcio,
    Haverá sempre um vazio... uma falta... uma incerteza...
    Uma motivação para continuar a viver.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  19. A caminhada é complicada, cheia de contratempos, incertezas...
    Que o futuro seja tão belo como as ondas desse mar!
    Adoro o que escreves e o que sinto quando te leio.Um beijinho Élcio.

    ResponderExcluir
  20. Elcio,
    poeta lindo
    Há de se ter um poeta assim pra alegrar minha semana!!!!
    Saudade docê...
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  21. Vontades tão simples, Elcio. É a marca da sua poesia. A simplicidade que fala mais alto sem fazer alarde. E eu gosto muito disso.

    Estive doente e por isso eu sumi. Peguei uma gripe daquelas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Que o amanhã seja mais azul...
    Sim, "Há de se ter um amanhã não só de cores e esperanças"!

    Lindo!

    Bjins

    ResponderExcluir
  23. Olá Poeta!
    Já estive aqui comentando...
    Mas vim desta vez para lhe perguntar se você ainda está tendo problemas ao abrir a página do meu blog...
    Eu uso o firefox... e hoje ao usar o internet explorer...tive problemas em algumas páginas...
    Passam a abrir várias...
    Espero que não aconteça mais...se ainda continuar gostaria que me informasse novamente.

    Desde já agradeço a sua atenção!


    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir

Semeando