quarta-feira, 20 de maio de 2009

Tacitamente explícito


Fala galera, mais uma canção num poema que ficou tortinho para encaixar a melodia...valeuuuu...Um abraço na alma...


Tacitamente explícito


Sou um pouco tácito
Nesse meu explícito

O meu não é cético
De sentires ácidos

Tudo em mim é afecto
E um tanto cíclico

Tenho um lado hídrico
E outro circunspecto

Visto versos críticos
Em minh’alma cálida

Sonho sonhos híbridos
E uma ternura sólida

Abraço rimas lúdicas
Num sentir que é mágico

Meu abalo é sísmico
E o despautério é cósmico

Tudo em mim deságua
Vento, chuva e emoção

Em meus olhos d’água
Eu afogo a razão

18 comentários:

  1. "Meu abalo é sísmico
    E o despautério é cósmico

    Tudo em mim deságua
    Vento, chuva e emoção

    Em meus olhos d’água
    Eu afogo a razão"

    ____
    Estava com uma foto minha nas mãos quando escreveu essa parte, foi? rsrs. Me coube perfeitamente.
    Quando eu crescer, quero escrever assim.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. O poema não ficou tortinho não. Ficou redondinho,no ponto, muito bom. Até imaginei música.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Vc só semeou e regou nossa alma com teu poema inundado de emoção.

    Lindo sentimento...Obrigada por partilha-lo conosco.

    Beijinhos

    Maria

    ResponderExcluir
  4. "Tudo em mim deságua vento,chuva e emoção, em meus olhos d'água eu afogo a razão..."

    Nossa!Forte demais...
    Um lindo dia pra vc!

    ResponderExcluir
  5. Estou numa semana que gostaria que toda as razões fossem afogadas por emoções.
    Porque só a emoção pode desatar os nós que a razão nos ata.
    Desafogar o fogo das paixões e
    nos deixar cantando lindas canções.

    abraços com carinho.

    ResponderExcluir
  6. Olá Elcio!
    Que belíssima forma de comemorar SEU ANIVERSÁRIO...

    Suas palavras nascem da alma e vão em caminho reto para o coração...

    Desejo que seu dia seja muito especial e que você tenha mil e um motivos para sorrir!

    PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES!

    Que Deus o ilumine SEMPRE!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  7. Gostei demais das palavras, bem encaixadas.
    Parabéns.
    Obrigado pela visita no meu blog.
    abraço

    ResponderExcluir
  8. "Tudo em mim deságua
    Vento, chuva e emoção..."

    Élcio, os mistérios da poesia...

    Lemos e temos a erteza que foi escrita para nós... exclusivamente para nós..

    A poesia é universal, daí esse comungar de sentimentos!


    Vc é fantáscito!

    E falo porque é o que sinto!


    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  9. Élcio estava lendo seu comentário no blog do Dauri, a do cavalo, e você comentando no meu. Seus comentários são excelentes.Lá em Dauri gostei demais, porque você pega a essência (que eu vejo e não consigo dizer, e voltando eu reflito o que o autor escreveu e o seu comentário).

    Essa relação, integração, essa trama de pensamentos e sentimentos é muito bom.

    abraços, e curta seu final de semana.

    ResponderExcluir
  10. Vou crescer bem devagar, ta bom? E vou praticar pra aprender a escrever assim. Adorei aquela parte do poema. Posso colocar no meu blog? Com os devidos créditos, é lógico.
    Bom fim de semana pra vc tbém. E abraço retribuído em dobro. :)

    ResponderExcluir
  11. Mesmo sendo taciturno não quer dizer necessáriamente que não está imbuído de significado, ou que não há eloquência no silêncio.
    Parabéns.
    Tácito.

    ResponderExcluir
  12. Já está lá.
    Ficou perfeito!
    Muito obrigada. :)

    ResponderExcluir
  13. Poema tortinho? Tá brincando né?
    Ficou perfeito. Genial.
    Beijo e bom final de semana!!!

    ResponderExcluir
  14. olá querido amigo como estas?
    pelo poema vejo que estas a todo vapor...
    a imagem é muito bela,parabéns !
    saudades de ti!bjs!

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Elcio, fiquei estática, mesmo com o Abalo sísmico...hj estou literalmente lenta, rsrsrs...seria um paradigma do paradoxo??:)

    Brincando contigo!

    Vou pegar carona e concordo com a Patty...ficou tortinho, mas ficou genial!:)

    Passando mesmo pra desejar pra ti, ótimo final de semana.
    Bjo!

    ResponderExcluir
  17. Uau!

    Forte, de 'aspecto' lusofônico ou seria lusitano? Ou talvez lusobrasileiro este poema tão dual, ambíguo, belo e ainda assim, intenso?

    Amigo, Eis uma referência da qual gostei um tantão.

    A imagem me impressionou - olho telúrico.

    Dos melhores.
    Abraços,
    Mai

    ResponderExcluir

Semeando