sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Semi-nuas



Desculpa galera, mas o tempo está curtinho...fim de semana tento colocar em dia os coments...Um abraço na alma...
Reedição de poema

Semi-nuas

Fácil é caminhar de olhos abertos
Desviando de pedras, rochas sedimentadas,
Árvores e rios caudalosos
Fácil é cansar os olhos e desistir da miragem
Fácil, deveras mente fácil
Seria não colher todo o azul que me habita
Já difícil, confesso
É caminhar sobre os espinhos
Pés descalços e alma nua
Vestindo apenas ternura e inocência (já te disse: cuidado!)
E as vestes já rasgadas
Das palavras semi-nuas
Mais isso tem nome...
Seria utopia?
Já nem sei...coragem talvez
Ou quem sabe...
Apenas poesia...

34 comentários:

  1. Os caminhos fáceis realmente são fáceis de trilhar, os caminhos com espinhos é que nos ferem até na alma. Belo poema.
    Abs

    ResponderExcluir
  2. Utopia, coragem, poesia, importa o nome? importa é poetar, amar e ser feliz.
    Um fim de semana esplêndido prá você, paz e luz.
    Beijos no coração.
    Cleo

    ResponderExcluir
  3. Poesia é a coragem da alma.Ela é nua e crua, tem a coragem que a boca resiste.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Olá Elcio...profundidade e realismo em "semi-nuas"

    "Fácil, deveras mente fácil
    Seria não colher todo o azul que me habita"(quantas interpretações tem esse verso,viagei,rs)

    Realmente "é difícil caminhar por espinhos vestindo ternura e inocência...

    Abraço na alma!

    ResponderExcluir
  5. Parabéns bela poesia, gostei muito de seu blog e gostaria se podemos ser parceiros em nossos blogs, se sim deixe seu recado em meu mural com seus dados. Te aguardo e sucesso.
    Abraços forte

    ResponderExcluir
  6. Olá Élcio!

    Versos lindos sempre!
    Coragem e poesia, formam um dueto interessante...

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  7. Quando estive em Brasília escrevi que era fácil andar numa cidade desconhecida, difícil era caminhar por mim mesma. Seu poema me lembrou.

    Realmente não é fácil - "caminhar sobre os espinhos
    Pés descalços e alma nua"

    Talvez por isso com o passar do tempo as almas vão andando mascaradas, ou protegidas com armaduras.

    um lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  8. La poesia, los sueños, incluso en ocasiones la propia vida, son siempre utopias. Pero... que mas da?,mientras existan en nuestras mentes y en nuestros corazones, siempre SERAN. Bellos versos. Mil besitos!!!

    ResponderExcluir
  9. Fácil é gostar dos teus poemas, leio também debaixo para cima e é coerente também. É técnica ou seria utopia minha? Já nem sei...Abraço

    ResponderExcluir
  10. Oh, Fabuloso e Brilhante Amigo:
    Para escrever esta fantástica poesia de encantar, deve ser um admirável, gigante e extraordinário Ser Humano Enorme.
    Genial e com uma sensibilidade gigantesca à flor da pele.
    Tem um valor de ouro puro.
    Utopia?
    Não. Não a vejo. Vejo, sim, mestria. Talento. Pureza. Um pensamento de venerar de cariz celestial que esforço-me por entender...
    Notável versejar, este "Semi-nuas".
    As flores. O mundo. As musas, por certo, ficarão fascinadas.
    Adorei.

    Um abraço humano forte de amizade, respeito e estima...
    Sempre a admirá-lo e a considerá-lo...

    pena

    Bem-Haja, fantástico Ser Humano de bem.
    É uma honra, lê-lo.
    MUITO OBRIGADO, amigo gigante pela sua amabilidade e simpatia no meu blog! Adorei, amigo!

    ResponderExcluir
  11. Há mesmo, sempre, essas duas maneiras de caminhar...

    acho as duas precisadas....
    necessárias...

    Lindo poema.
    Lindo demais.

    beijo

    ResponderExcluir
  12. Sabe qual é o nome, melhor, sabe qual é o verbo, Élcioetizar. Valeu poeta.

    ResponderExcluir
  13. Olá Élcio...vim aqui agradecer a sua passagem pelo meu blog...e aproveito para lhe desejar um bom domingo...de preferencia sem trabalho.......

    Caminhar de olhos abertos......
    para nao cair em buracos....
    pois existem muitos pelos caminhos da vida.....
    Quem tiver a sorte de saber se desviar deles por certo estará em vantagem perante os outros...

    um abraco.......
    Rui

    ResponderExcluir
  14. Apenas poesia... e por ser apenas poesia, já é todo o nosso sentir...

    Fácil sentir, quando nossa alma emama amor , paz, carinho...

    Beijos de domingo, para voce...rs


    PS: Sim Élcio, estou no setor de RH, ha pouco tempo. Ainda me inteirando e tudo... É uma área riquíssima, onde saber avalair, com um olhar, o ser humano, é algo até prazeiroso...

    Quando voce tem o contato direto.. olho no olho, não tem como se enganar...

    As pessoas se mostram no olhar...

    Claro que isso é uma forma poética de ver esse setor, mas é que a sensibilidade é que conta, mais que qualquer avaliação técnica...

    Parabéns pela sua tenacidade... Tenho acompanahado sua saga, com seus estudos..
    Começo agora em setembro, minha pós-graduação. Gestão de Negócios Empresarias, e Marketing.


    Estou dando continuidade as mudanças que vem acontecendo em minha vida... O céu é o limite...rs

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Belíssimo poema. E o que dizer da flor azul, tão desejada. Vim te agradecer a solidária visita a este convalescente e te dizer que já levantei da cama e fui à luta. Cirurgia não pode me segurar em casa, não rsrsrs

    Abraço fra/terno.

    ResponderExcluir
  16. Olá Elcio,

    Muito obrigada pela tua presença na minha página! Tenho andado ausente dos blogs, por motivos profissionais, e não tenho prestado a devida atenção aos meus “amigos” da blogosfera – Desculpa-me! Quem me dera poder vir AQUI com a frequência que eu desejaria …

    Pois este azul sofrido tem todas as nuances do sofrimento de amor …

    Um forte abraço,
    Carla

    ResponderExcluir
  17. Élcio, amigo.

    Somente quem é forte, se assume poemando em verseiros, seus versos.
    Somente quem deita a emoção em folhas brancas e no ecrã, sabe o que é desnudar-se com palavras nuas ou semi-nuas.

    Tu és escritor, poeta, corajoso e forte, podes desnudar-te o quanto quiseres, amigo.

    Outra coisa reedição de teus poemas, impressionantemente nem são sentidas como de-ja-vú porque escreves facin-facin..
    E as palavras descem, escorregando.

    Abraços,

    ResponderExcluir
  18. Não ligue para a falta de tempo amigo.
    Os que menos tempo têm, são os que mais produzem.
    Beijosssssssss e linda semana.

    ResponderExcluir
  19. Élcio, amigo!

    Vestes toda tua ternura e todo azul que te habita ao escrever teus versos. E não é utopia, é pura, tão pura poesia.

    Abraço na'alma!

    ResponderExcluir
  20. Desistir é sempre mais fácil do que persistir, mas tudo que é mais difícil de conseguir, parece ter um sabor especial...

    Boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  21. Olá Amigo Poeta!
    Acho que a correia da vida anda nos fazendo interrogar até a natureza.rsrs
    Utopia ou não... Eu só sei que a vida é essa mistura boa de sentimentos em nosso coração.

    Estou com tantos trabalhos da faculdade para fazer que já nem sei por onde começar... E prá variar comecei pelo blog.rsrs

    Desejo uma ótima semana para você!
    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  22. Lindíssimo o poema.Vou ler mais neste blogue.

    ResponderExcluir
  23. E eu não me canso de passar aqui.

    Boa semana.

    ResponderExcluir
  24. Poesia pura!És magnifico e maravilhoso Élcio!
    Beijinhos meu amigo

    ResponderExcluir
  25. Ola meu amigo verseiro. Gostei de suas palavras semi-nuas. E como a poesia fica melhor... Nao totalmente vestida. Nao totalmente despida. Entao em segundos vamos da utopia a fantasia... Do olhar para dentro e da visao para a rua. O desafio que voce lancou de eu tentar escrever sobre meu pai calou fundo. O que me disse eu nao esqueci. Ainda escrevo sobre o meu velho aqui. Mas e um terreno que nao domino. Meio estranho. Desafio na mais pura definicao da palavra.

    Desculpa que esse meu teclado nao esta respondendo aos meus cedilhas e acentos. Escrevi mesmo assim. Imagina se eu ficaria mudo por causa da falta de acentos e cedilhas. rsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  26. Estimado Amigo:
    Um poema soberbo. De maravilhar...
    "...Das palavras semi-nuas
    Mais isso tem nome...
    Seria utopia?
    Já nem sei...coragem talvez
    Ou quem sabe...
    Apenas poesia..."

    É, como faz, um admirável e fabuloso sentir versejado.
    Parabéns sinceros! Uma utopia extraordinária transformada em terna poesia que elas irão gostar.

    Abraço de amizade e respeito pelo que escreve de forma admirável.
    Cordialmente

    pena

    OBRIGADO pelas palavras simpáticas expressas no meu blogue.
    Bem-Haja, fantástico Amigo.
    MUITO OBRIGADO sentido e sincero.

    ResponderExcluir
  27. Olá Élcio...obrigada pela visita e pelo comentário....foi bom ter visto o video ..porque muitas pessoas que me visitam de Portugal nao conseguem ver o que é uma pena

    Já tinha comentado este seu bonito
    post..

    fique bem .....um abraco
    Rui

    ResponderExcluir
  28. Como disse nosso amigo Tossan, fácil é gostar das tuas poesias, o resto é utopia...rs.
    Meu querido, passando pra agradecer o carinho da visita em minha ausência. Estou bem melhor e retornando aos poucos.
    Muitos beijos pra você meu amigo querido.

    ResponderExcluir
  29. Fala Tui..
    o Coisa de Pele animado tá lá...
    e até me arrisquei a escrever um poeminha
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    beijos

    ResponderExcluir
  30. Esta é a oficial
    não deu tempo pro Diogo me enviar a flaa dele.. e a Jamila me enviu outra melhor que a anterior..sutilmente.. melhor.. mas melhor...

    vai postar minha poesia é???
    kkkkkkkkkkkkkk
    tadinha dela

    ResponderExcluir
  31. Obrigada pela visita (já faz um tempo...)! Gostei de aqui. Volto.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  32. Obrigado pela força e o belo comentário que deixou em meu blog.
    Ah! Essa maldita falta de tempo que nos consome e que por vezes nos tira do caminho das letras!
    Grande semana meu amigo!

    ResponderExcluir

Semeando