sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Um estação chamada encanto II


Você abriu timidamente a porta
E eu, assim como a primavera
Fui abrindo um a um todos os seus botões
Brinquei sorrindo incessantemente com teus seios
E neles as minhas digitais se fartaram
Diante a tão sonhada maciez
Da qual eu já sabia ter a textura de sua pele
Degustei teus mamilos como se fossem flores
Enquanto que nossas peles se tocavam
Numa lúcida alegria alforriada
Até que descobri na tua delicada anatomia
Os lugares mais sensíveis desta tua geografia
Tanto que a tua paisagem me aprisionou
Numa eventual desarmonia dos sentidos
Pois nada, nada igual já me conteve
Assim tão plenamente incontido
Por isso na viagem de nossas línguas
Furtamos inconscientemente, carícias consentidas
E tão milimétricamente convulsivas
Que por instantes, despi-me do desejo
E contemplei teu corpo, tua alma, teu semblante
E ali fiquei, como platéia, meio que assim, totalmente extasiado
Até que você de forma mais pungente, resgatou-me obstinada
Invadiu minhas fronteiras e tomou as rédeas das nossas querências
Pariu meus anseios com teu ventre e com teus seios
E comeu meus desejos com a ternura já em chamas
Então, já dentro de ti, poemei como quem poema alucinado
De tão feliz e ardentemente encantado
Ao inundar os sonhos com a realidade
É que a poesia agora já não era apenas mera utopia
Virou o avesso do avesso ao avesso do avesso
E sentiu o calor de suas pétalas mais íntimas
E foi assim no descompasso inocente da ousadia
Que nos permitimos dar adeus ao nosso inverno
Reacendendo dentro da alma
A chama azul da primavera
Ainda meio ausente, mas apareço...ótimo fim de semana para todo mundo...um abraço na alma, um queijo e um beijo...

43 comentários:

  1. Élcio,

    este é o teu melhor lado.
    Assuma que Você faz do sexual a poesia e como puro AMOR, deixa escoar palavras que escorrem em jorros que mesclam força, sensualidade e delicadeza.
    Um jardineiro e a mulher como uma flor.
    Belíssimo.
    Este é um ponto de luz.

    Beijos, amigo.

    ResponderExcluir
  2. ...pelo jeito esta flor te
    inspira como tardes de
    primavera onde os amantes
    se deitam para amor degustar.

    encanto de canto, é este
    teu espaço.

    você é um lindo!

    beijo...

    ResponderExcluir
  3. Seu poema causa sensações, deixou minhas mãos molhadas, a vista turva.

    Quando vi seu blog atualizado, antes pensei um pouco o que você teria escrito, qual seria a surpresa, e se saberia comentar...

    É de uma sensualidade tão bonita, tão sensível e tão forte, que toca profundamente.

    um abraço de muita, muita admiração.

    ResponderExcluir
  4. Enfim,
    É chegada a primavera...e parece que já nasceu um jardim em ti.

    tão lindo tudo aqui
    carinho

    ResponderExcluir
  5. Muito bom estar no calor que acende em nós a chama do querer.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  6. Adorei esse poema Elcio, principalmente desse pedaço aí:

    ".....
    Que por instantes, despi-me do desejo
    E contemplei teu corpo, tua alma, teu semblante
    E ali fiquei, como platéia, meio que assim, totalmente extasiado..."

    Encantei-me com a pureza de sentimento pela tua amada.

    Amei, de verdade.
    Beijinho.
    Bfs amigo.

    ResponderExcluir
  7. Comentando o comentário
    Sim Elcio ,Quase tudo sobre controle rs(ha tempos desisti de controlar o que quer que seja,ainda mais em se tratando de sentires rs)

    muito grata pela visita e pelo carinho
    De

    ResponderExcluir
  8. Seu poema me deu até calor!
    Vou ficar com o abraço e com o beijo, porque o queijo eu não tô Podendo.
    bJS

    ResponderExcluir
  9. Elcio
    Tão lindo e sensual poema que dá vontade de poemar também.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. É, realmente a primavera está te inspirando, poeta... Lindos versos, com paixão, com tesão, com sensibilidade vinda da alma, porém, recheada de tensão emocional...
    Uau!
    Deu até pra imaginar... isso é que é um texto bem escrito.

    Beijos!
    Boa noite!

    ResponderExcluir
  11. Elcio, já tinha passado por aqui. Como são lindas as coisas que você escreve!
    Beijão

    ResponderExcluir
  12. Um poema realmente encantador!
    abraço, ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  13. Saio daqui hoje ligeiramente sem folego... :o) mas totalmente inspirada e com um sorriso no rosto... :o)

    Beijos, flores e muitos sorrisos!

    ResponderExcluir
  14. Me parece que as mulheres gostam quando você exalta o amor envolvente na pele. Afinal são elas que estimulam a poesia. É da forma gentil e poética que encanta. Bela foto hein! Abraço

    ResponderExcluir
  15. Elcio,
    com tanta beleza por aqui, deixo um presentinho para você lá no meu florescer.
    um abraço

    ResponderExcluir
  16. Olá, Elcio!
    Seu post é belíssimo. Só faltou dizer que a sua POESIA NÃO É SÓ SEXO, e que nela não há só sensualidade e delicadeza, há alma também. Vejo isso, enxergo isso, é a dualidade dos corpos que se encontram no ato pleno de amor. POESIA É SONHO também, e sobretudo. Explico-me. Hj, despertei, como de costume, às 6:30, publiquei no Sétima um filme em 3 diferentes versões, baseado na obra do grande Bardo, que dizia "somos feitos da matéria do sonho", ROMEU E JULIETA. E, de quebra, na mesma postagem, publiquei um soneto do mesmo autor que traduzi. Voltei a dormir e a despertar, e publiquei no EU E DAÍ?dois poemas sobre "sonhos". Acho que sempre houve e haverá invasores nos sonhos dos humanos, por mais imperfeitos que sejamos.
    Veja, meu amigo, vim aqui para dar-lhe uma palavrinha e acabei fazendo um discurso.
    Meu abraço a vc, e ao seu amor, meu sorriso e minhas rosas.
    Desejo-lhes que o seu sábado seja repleto de fantasias para que tenham muitas alegrias.
    Renata Maria

    ResponderExcluir
  17. Que delícia ler esse teu poema.
    Lendo e imaginado
    imaginando e
    sentindo verdadeiramente
    a chama azul da primavera.


    Beijos

    ResponderExcluir
  18. ..." y vi tu cuerpo, tu alma, tu cara..."
    Amigo Elcio, hermoso poema. Sencillamente: BELLO!!!
    Mil besitos!!!

    ResponderExcluir
  19. Tem um selo premio para você no meu blog.
    beijo

    ResponderExcluir
  20. Boa noite meu amigo, prazer imenso recebe lo no Livro, que bom, vi sim em seus comentarios aqui que temos vairios amigos em comum, o bom do blog mundo é isso. Belissimo seu post, me fez lembrar uma epoca muito especial da minha vida, gestos, fatos, toques muito parecidos que até hoje alimentam uma saudade incrivel, enfim, penso que a poesia e a musica está e estará sempre presente, faz parte das madrugadas de solidao....forte e fraterno abraço, obrigado pela visita, voltarei sempre, seu blog é show, já sou seguidor...uma bela noite e um domindo de paz...

    ResponderExcluir
  21. Ohhh meu nobre amigo, quanta sensualidade e sensibilidade ao descrever este momento de amor primaveril!

    A sensação que se tem mesmo É que a poesia agora já não era apenas mera utopia.

    Maravilhosa a poesia, cheia de sensações e imaginações que nos fazem querer viver os mesmos sentidos e tbém viver nossa primavera.

    Amigão é sempre um prazer vir aqui por que encontro um pouco de mim, emoções que não sou capaz de descrever e se refletem em muitas de suas palavras.

    Obrigado pela oportunidade meu caro.

    Te desejo uma semana ricaem bençãos e que esta primavera perdure por longo de desejado espaço em sua vida.

    Abraço deste seu amigo distante, Luciano.

    ResponderExcluir
  22. Beautifully written, better done … hopefully

    ResponderExcluir
  23. Oi amigo!
    Espero que esta Estação permaneça durante muito tempo!
    Com tanta sensibilidade, facilmente tocará bem fundo no coração de cada um de nós.
    Este seu texto, leva-nos muito mais além que a própria imaginação!
    Lindooooo!
    Um beijo Primaveril,
    Judite

    ResponderExcluir
  24. Admirável e Fabuloso Poeta Amigo:
    Já é tarde em Portugal, mas não podia expressar-lhe a minha mais sincera e autêntica admiração pela beleza dos seus poemas extraordinários.
    "...Até que descobri na tua delicada anatomia
    Os lugares mais sensíveis desta tua geografia
    Tanto que a tua paisagem me aprisionou
    Numa eventual desarmonia dos sentidos
    Pois nada, nada igual já me conteve
    Assim tão plenamente incontido..."

    Sublime. Genial. Fantástico.
    Tem uma sensibilidade enorme. Gigantesca.
    Olhe, o comentário que me fez e, que li maravilhado, desculpe, mas não vai aparecer no meu blogue porque continha um vírus gigante que quase me deu cabo de tudo o que escrevo com dedicação.
    Não consigo explicar como apareceu tal coisa. Desculpe, sei que não tem culpa nenhuma, mas tive que salvaguardar um espaço para toda a imensa "família" que lá passa. Desculpe, de novo. Apelo à sua compreensão. Iria dar-me cabo do blogue.
    Abraço mais puro e amigo do mundo.
    Sempre a admirar o seu talento em tudo o que faz.
    Apelo de novo à sua compreensão.
    Com amizade e enorme respeito.

    pena

    Bem-Haja, extraordinário amigo.
    MUITO OBRIGADO!

    ResponderExcluir
  25. Entendo sim Pena, sem problemas, espero que não tenha te prejudicado em nada ai ok...compreendo sim e fico até chateado pelo acontecido...espero que não tenha sido através do meu comentário...pois tambem não imagino como pode ter acontecido tal coisa...um abraço e boa semana...

    ResponderExcluir
  26. Passei pra desejar ótima semana!

    Beijão, querido!

    ResponderExcluir
  27. Passando pra desejar uma ótima semana... Apesar do cinza do dia, a semana há de ser boa, edificante e inspiradora.

    Bem-haja, como diz o nosso amigo Pena, rs.

    Beijos, poeta!

    ResponderExcluir
  28. Passando pra deixar ao amigo um forte abraço e desejar uma belissima semana de inspriação e paz...

    ResponderExcluir
  29. Menino... que coisa mais linda!Você é inspiração pura, Élcio. Em cada linha há uma gota de sensualidade e percepção. Um momento de amor intenso, descrito com sensibilidade. Cada palavra é minuciosamente escolhida e cabe como uma flor. Um poema-flores-amores, cuja imagem é o delicado encontro dos amnates. Adorei, simplesmente!
    Beijo

    ResponderExcluir
  30. Querido verseiro!
    Seu poema,dispensa analise,vou simplesmente ,Aplaudir!!!
    Parabéns!
    Boas energias
    Mari

    ResponderExcluir
  31. Pequena musa dos sentidos
    de pétalas cheiros e cores
    loucos de desejo, perdidos...
    paixão, exaltação das flores!

    Gostei da emoção, do desejo da sensualidade do seu poema!

    Beijo

    ResponderExcluir
  32. Belíssimo!
    Sempre acenda a chama azul da primavera em sua vida.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  33. Olá, Elcio!
    Demorei a vir desejar-lhe Bom Dia, porque fiquei acabo de fazer a minha postagem matinal no EU E DAÍ?. A publicação é acerca de A CORRENTE DE ENERGIA E DE BEM, em que sou contemplada como uma das três mulheres que se destacam na Blogosfera pela bondade, delicadeza, etc. Esta corrente deve passar de blogue em blogue. Faça isso! É por uma causa nobre, você me entende, eu sei.
    Beijos, e tenha um lindo dia,
    Renata
    Ontem, eu o chamei por mail e vc não foi!

    ResponderExcluir
  34. Amigo Talentoso:
    Consegui recuperar o comentário.
    Fiquei pasmado pela sua amabilidade.
    MUITO OBRIGADO sincero.
    Um Bem-Haja do tamanho do Mundo.
    Abraço forte de amizade.
    Sempre a admirá-lo e ao que, fabulosamente, faz.

    pena

    MUITO OBRIGADO, amigo genial.

    ResponderExcluir
  35. Poucos poetas conseguem misturar poesia e erotismo de forma tão magistral... Beijos e parabéns meu querido poeta.

    ResponderExcluir
  36. Élcio... Continuo aqui às voltas com as minhas dores. Com meus versos introspectivos e de difícil leitura.
    Mas ao chegar hoje aqui e ler isso, descobri que incêndios também podem ser lidos. Acabo de ler um incêndio em sua forma mais leve e linda. Parabéns pela sutileza e bom gosto! Deu um tiro certo!
    Sobre o desafio proposto uma novidade. Começo a amadurecer a primeira frase. Mas as lembranças do pai saem muito lentamenta!

    ResponderExcluir
  37. Uauuuuu!!!
    Sublime!
    Você está numa fase em que os poemas são intensos e belos...
    Ao ler exala perfume...Impossível não ficar encantada ao ler o amor expresso de forma tão linda assim.
    Parabéns Poeta por sua inspiração que a tantos encanta!

    Ficarei aqui admirando mais um tempo...

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  38. Olá Elcio tudo bem contigo?

    Bela postagem.
    Bjs

    ResponderExcluir
  39. Meu querido Élcio, como a primavera te faz bem! ;D
    Mais um poema maravilhoso e intenso onde "explodem" emoções e sensações.
    Um beijo meu amigo.

    ResponderExcluir
  40. Oi, Elcio!
    A Moça aqui veio saber como o Moço aí tem passado e desejar-lhe Boa Noite, bem como um Lindo Fim de Semana, repleto de sol, arco-íris, flores, cores, estrelas, tudo a que você tem direito!
    Chiao, caro!
    Renata

    ResponderExcluir
  41. O tempo está curto, Elcio. É primavera e não tenho tempo de olhar as flores. Mas hoje leio poemas.

    Um bjo procê. =)

    ResponderExcluir
  42. Élcio,

    Lindo texto...Palavras intensas!

    Grande abraço!

    "Uma já está paga!" ...rsrss

    ResponderExcluir

Semeando