quinta-feira, 4 de março de 2010

No azul contraste do contraponto



Fala pessoal, esta semana ando enrolado...trabalho apertado...aulas começaram e quatro dividindo computador não é fácil...a briga é feia...rs
O carro parecendo um Titanic (pobre é PHoda com PH maiúsculo...rsrs) mas o sorriso é valente e a escrita não pode parar, porque viver não é "preciso"...rs
Um abraço na alma...uma chuva e quem sabe amanhã um sol...Bom fim de semana para todo mundo...eu apareço...mesmo molhado....valeuuuuuu!!

No azul contraste do contraponto

No desnudar das palavras
O contraponto se encontra
E de repente tudo se ausenta
Complementando o vazio
Por isso provisoriamente
Não reinvento esperanças
E nem tampouco as apago
Simplesmente as observo
E me permito agora
Devorar em demasia
A palavra indefinida
Ao invés daquela
Que atravessa o coração
E que tão bem reflete
O sentimento ainda vasto
Desta instigante nostalgia
Que ao renascer da noite
Como à luz que acende o dia
Ainda me sopra inconsciente
Esse ventar sem ventania
Esse morar sem moradia
E esse versar sem poesia
Em que a razão que não se prima
Ser do azul a primazia
Ainda vive sem saber
Na minha louca utopia

27 comentários:

  1. Você escreve tão bem os silêncios e desejos inauditos.
    Mas a palavra que o coração não diz - devora-nos.
    abraços, amigo.

    ResponderExcluir
  2. Poeta Elcio... muitas vezes nos falta o chão... um terreno firme no qual nossos pés possam caminhar. Então por nos sentirmos perdidos ficamos a flutuar nas nossas dúvidas e até mesmo fantasias.
    Viajamos e por que não dizer voamos entre o real e o imaginário e dói ver a realidade corroendo o nosso peito com tantos sentimentos contraditórios e muitas vezes confusos.
    Desculpa meu amigo, acho que na verdade acabei dialogando comigo mesma após ler suas palavras.
    Ando sensível demais por causa de muitas coisas que andaram me chateando!
    A sorte é que tudo passa... e não tem espaço em mim para rancores!

    Um beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Delícia de versos.Sempre que venho aqui, viajo contigo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Elcio

    Tudo bem contigo?

    Que belas palavras.

    Bjs

    Lu

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente maravilhoso ler-te.
    É um encanto passar por aqui.
    Tenha uma sexta-feira iluminada!

    ResponderExcluir
  6. É Admirável e é fabuloso o que escreve.
    Sabe, todos os dias me sento na mesma cadeira. Todos os dias olho os mesmos livros. Todos os dias penso o que faço aqui?
    Só sei que olho. Sinto. Penso. Sou.


    Choro. Rio. Emociono-me. Entrego a minha Alma sonhadora. Irreal ou Real. Sei lá?
    Poderia fazer outras coisas. Poderia deixar de me sentar, de me comover, de me sentir e de me ser.
    Todos os dias toco, aprazivelmente, as mesmas pessoas. Aprendo com elas. Revejo-me nelas. Entendo-as ou penso que as entendo. Se calhar não as entendo? Nada mesmo. “Visto” uma “capa de sentimento” de fazer por entender o Mundo que me envolve e delícia.
    Abraço forte de amizade sincera.

    Com respeito.


    pena


    Espero que me entenda, sim?

    ResponderExcluir
  7. "Simplesmente as observo"

    E no observar vem as descobertas. E no observar se cheira a maresia do ser.
    E no observar vem a emoção, e vem a razão.
    Só observando vamos aprendendo um pouco de tudo
    De nós, da relação, do outro,do mundo.

    abraço na alma, ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema e lindo o desabafo...É assim mesmo, temnos dias e dias! Ir em frente é preciso!abração,chica

    ResponderExcluir
  9. Lindo poema!
    Bjs e um ótimo fianl de semana.

    ResponderExcluir
  10. Elcio,

    Hoje estou de volta. Meu carro não está como o Titanic, mas pobre é Phoda mesmo. Trabalho longe e chego em casa confusa de tão cansada.

    Agradeço toda a força que sempre me dá aparecendo lá no afeto.

    E esse poema me fez pensar na loucura dos poetas. São os mais loucos e coerentes seres que existem.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  11. Oi Elcio
    Vamos combinar , a inspiração vem e voce a deixa aqui , e vou recolhendo e desnudando-as , enquanto voce volta rsrs
    abraços

    ResponderExcluir
  12. Loca y maravillosa utopía la tuya.
    Besos!!!

    ResponderExcluir
  13. Bença, Padiiiiimmmmm! hihihi

    "Por isso provisoriamente
    Não reinvento esperanças
    E nem tampouco as apago
    Simplesmente as observo"

    ___________
    Uma palavra para essas palavras: Profeta. rsrsrs
    Como sempre, escrevendoencantando - sim, eu juntei deee propósito.

    Que bom que voltou!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  14. Pois é Elcio sabe que eu esqueci de um filme com ele rsrsrs agora já foi rsrsrs, obrigada pela visita sempre bem vinda.

    Bjs e uma boa noite

    Lu

    ResponderExcluir
  15. belos versos.
    Bom final de semana
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Elcio,~

    navegar é preciso...
    viver não é preciso...

    "Esse ventar sem ventania
    Esse morar sem moradia
    E esse versar sem poesia"

    até sua não poesia é poética...

    obs.: amei o nome da sua filha : ELIS...

    Em homenagem estou ouvindo "Aos nossos filhos"...

    beijo grande

    ResponderExcluir
  17. Ah, a palavra!
    Aqui sempre versejada com poesia... e é ela está também em meu espaço, bem quietinha!

    Beijo, grande poeta.
    Esqueci de falar... É claro que o poema é lindo!

    ResponderExcluir
  18. ___________________________________


    É um belo poema! Uma reflexão trasportada pelos seus excelentes versos...


    Beijos no coração e um domingo feliz!!!


    __________________________________

    ResponderExcluir
  19. Olá Élcio... Fiquei aqui olhando essa imagem e comparei com a vida. Às vezes, vezes não demonstramos o que realmente acontece na tentativa de nos preservar ou mesmo de poupar os outros. Deixamos transparecer o menos possível, ou seja, a ponta do iceberg. Só aqueles que nos conhecem bem sabem o que está sob a superfície...
    E "viver" ainda é preciso... apesar de tudo!

    Grande abraço e bom domingo também!

    ResponderExcluir
  20. Este poema lindo, como tudo o que escreves, deixou-me a pensar...
    É bom tudo o que sinto aqui!
    Quanto ao apareceres acho bom mesmo. Olha que se não vieres eu reclamo! Lol
    Um beijo cheio de amizade e admiração.

    ResponderExcluir
  21. Elcio eu sempre aprecei a tua utopia. As vezes ela é real e mesmo assim eu viajo. Rapaz esse é lindo! Abraço forte

    ResponderExcluir
  22. Elcio,
    palavras escritas ficam...
    Olha,dê um abraçooo enormeee na mamãe verseira,pelo dia internaconal das fortes mulheres!
    Boas energias!
    Mari

    ResponderExcluir
  23. O azul sempre mexe com a nossa imaginação...

    Bjus

    ResponderExcluir
  24. Eu já tinha andado por aqui sabe?!
    É, tem dias assim de desanimo, também estou numa dessas. Talvez do tempo, talvez pequenos desapontamentos que possivelmente não mereceriam que os tivessemos valorizado tanto. Há "coisas" que nos "apanham" em momentos de maior fragilidade. Depois ficamos tristes se alguém de quem muito gostamos não nos entende, possiveklmente também não nos explicamos muito bem. Li o comentário da Tatiana, faço minhas as palavras dela...., quantas vezes o chão foje..., ou alguém nos puxa o tapete...!
    Vai ficar tudo bem amigo! São os acidentes de percurso, digo eu...!
    És sempre tão animado amigo, não gosto de ver-te triste.
    Vá, toma beijos e abraços e imenso carinho nesse coração :))))

    ResponderExcluir
  25. Bença padim!

    Passando pra pedir uma moedinha também..rsrs..sobrou alguma?

    Meu poeta preferido..adorei o poema.

    Beijo no coração!
    Fica com Deus e não esqueça de aparecer mesmo molhado..rsr..voce prometeu.

    ResponderExcluir
  26. Olá Poeta... hoje é dia de parabenizar as mulheres da sua vida... Mãe, espôsa e filhas!!!

    Considero o dia das mulheres todos os dias em que ela acorda... Mas hoje em especial desejo que seja um dia maravilhoso para todas elas!

    Um beijo carinhoso para você

    ResponderExcluir
  27. Muito bom esse jogo de ideias, sensações e palavras...

    []s

    ResponderExcluir

Semeando