domingo, 11 de julho de 2010

BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL-IDADE...COM AMOR E CARINHO...PARA LEI DE MURPHY

HOJE ME LEMBREI DA LEI DE MURPHY...AO LER SOBRE A BLOGAGEM COLETIVA QUE ABORDA O TEMA "COMPAIXÃO" NO BLOG ESPIRITUAL-IDADE RESOLVI PARTICIPAR.





PLANTEI UMA AMIGA EM MEU JARDIM
É! UMA AMIGA! UMA AMIGA QUE SE FOI
E QUE ERA DIFERENTE DE TODAS QUE JÁ TIVE
ERA ALEGRE POR NOS OLHAR UM POUCO TRISTE
E ERA TRISTE POR NÃO NOS SABER OLHAR UM TANTO ALEGRE
ERA DOCE AO FAZER SUAS TRAVESSURAS
E TÃO MEIGA QUE EMANAVA UMA CANDURA
SALTAVA E SE ESFREGAVA EM NOSSAS PERNAS
BALANÇANDO FRENETICAMENTE SEU RABO
COMO SE FOSSE UMA HÉLICE MOVIDA PELO COMBUSTÍVEL DA
SOBREVIDA
QUE MENTIRA!! NEM MESMO RABO ELA POSSUÍA, NASCEU
DEFICIENTE
MAS EU A IMAGINAVA ASSIM QUANDO ESTAVA ALEGRE
COMO SE NÃO HOUVESSE NADA NELA AUSENTE
ESQUECIA QUE ERA DESPROVIDA DE ALGUMAS PARTES DE SEU CORPO
E O QUE TINHA NÃO ERA PERFEITO, ERA INCOMPLETO
LATIA E CORRIA DESAJEITADA COM SEUS MEMBROS TORTOS
SUBIA E DESCIA ESCADAS COMO SE FOSSE UM COELHO
E NÃO DESISTIA DE VIVER FELIZ APESAR DE TOMAR TANTOS REMÉDIOS
E APESAR DE NUNCA TER PROVADO UMA RAÇÃO PARA CACHORRO...NUNCA?
MINTO DE NOVO! UMA VEZ ELA FURTOU TODA A RAÇÃO DE SUA IRMÃ.
O QUE LHE CUSTOU UMA VISITA À VETERINÁRIA
E ERA ASSIM QUE ELA SOBREVIVIA. SEMPRE ATIVA, VIVENDO
COMO SE FOSSE SEMPRE SEU ÚLTIMO DIA
SUA REFEIÇÃO ERA UM “SOPÃO” FEITO COM VERDURAS, FOLHAS E LEGUMES
E QUE ANTES DE DARMOS A ELA TAMBÉM COMÍAMOS,
COMO SE TIVESSE SIDO FEITA PARA NÓS MESMOS
LEMBRO DELA ALEGRE APESAR DE SEU OLHAR SER UM TANTO DISTANTE DA VIDA
E LEMBRO-ME DELA UM POUCO TRISTE POR SABER QUE NA SUA ALEGRIA
O DESTINO JÁ HAVIA CARIMBADO UMA DATA DE VALIDADE
ELA ERA UMA LADY NA ACEPÇÃO DA PALAVRA, MEIO QUE SEM MODOS,MAS ERA
RECEBEU O NOME DE LEI DE MURPHY PORQUE NASCEU SEM ANUS
SEM RETO E SEM RABO
SUA EXPECTATIVA DE VIDA ERA CURTA, DERAM-LHE APENAS DOIS
MESES DE VIDA
MAS COM AMOR, CARINHO, PACIÊNCIA E DEDICAÇÃO ELA ESTEVE
COM A GENTE DURANTE QUASE SETE MESES
E MAIS UMA VEZ FEZ JUS AO SEU POMPOSO E AO MESMO TEMPO
ENGRAÇADO NOME
ENTÃO LEI DE MURPHY, DE ONDE VOCÊ ESTIVER, FIQUE COM NOSSO
CARINHO E AMIZADE, GUARDE EM SUA ALMA CANINA O NOSSO AMOR INCONDICIONAL
E A NOSSA ADMIRAÇÃO
OBRIGADO PELA LIÇÃO DE FORÇA E ESPERANÇA QUE NOS DEIXOU
OBRIGADO POR TER VENCIDO TANTOS OBSTÁCULOS DE FORMA QUE
VOCÊ SUPEROU REPETIDAS VEZES A SUA PRÓPRIA VALIDADE
OBRIGADO POR SER A CACHORRINHA MAIS VALENTE, TEIMOSA E ENGRAÇADA QUE JÁ CONHECI
OBRIGADO POR NOS TER FEITO MAIS AMIGOS E TAMBÉM MAIS HUMANOS.

28 comentários:

  1. Linda e emocionante tua homenagem à essa cachorrinha que ficará pra sempre nas tuas lembranças.Sei muito bem como é isso! Um abração,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Linda história Elcio, acho que ela é exemplo pra nós todos que tanto buscamos perfeição em tudo.

    Beijos pra ti e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  3. OI, estimado novo participante da nossa BLOGAGEM COLETIVA ESPIRITUAL ECUMÊNICA...
    Seja muito bem-vindo!!!
    Tive um puddle chamado Sansão... quando morreu estava na semana do casamento do meu primeiro filho... foi um luto que não pude curtir...
    Ele me tornou, sem sombra de dúvida, mais humana...
    Quando acordava e abria a janela lá estava ele a me dar bom dia!!!
    Com seu sorriso maroto por entre dentes caninos... enfeitava meu dia a dia... minha labuta cotidiana e minha constante fadiga em prol de estender meus braços aos irmãos necessitados...
    Só quem o experimentou sabe do que fala, meu irmão.
    Muito obrigado pela bela participação.
    Vamos em frente nessa Correnge do Amor e do Bem.
    Fique na mais perfeita paz e sinta-se acolhido em meu coração e em meu Blog.
    Muita compaixão nesta semana pelos seus semelhantes...
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  4. Meu querido, como entendo isso!
    Até hoje choro pelo meu cachorro que con viveu comigo por 16 anos.
    Ele era meu amigo, protetor.
    Eu conversava com ele, ele entendi.
    Sentia quando não estava legal, e se encostava em mim fazendo carinho..aquilo sim, era meu amigo.
    Hoje, tenho certeza que tá lá no plano canino, roendo seus ossos e fazendo muita arte, junto com a sua cachorrinha.
    Sinceramente???
    Animais, valem mais que muitos seres humanos por ai.

    Um abraço, e bom domingo!

    ResponderExcluir
  5. Élcio, só você mesmo para escrever uma história assim, sobre esse ser especial, vista com tanto carinho, e ainda tirando lição de vida.

    Emocionante a história.

    abraço!

    ResponderExcluir
  6. Élcio

    Os bichos sabem ser tão humanos...

    Belo post apesar de triste, traz uma mensagem linda e guarda uma lembrança dela!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Nossa Elcio estou emocionada com seu texto e seu amor pela Lei de Murphy.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Seu texto ficou emocionante e todos os que amamos os animais nos solidarizamos, entendendo perfeitamente seu sentimento por ela.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Olá Élcio...

    Hoje você pegou um dia em que estou muito sensível. Ao longo da vida é assim mesmo, quando menos esperamos vemos partir aqueles que sempre julgamos serem eternos. Mas sempre há uma força maior que nos diz que temos que seguir adiante e que as perdas são nossas companheiras nessa viagem do viver...

    Comovente a história da sua pequena Lady e você sempre nos mostrando o verdadeiro sentido de gratidão.

    Um domingo de luz e paz para você !

    Um beijo e um pedaço de queijo com goiabada...rs

    ResponderExcluir
  10. Olá querido amigo!
    Me fez chorar...Já sou chorona por natureza, com esses casos de maor com cachorros que amo de paixão, não aguento.
    Que linda demonstração de amor.
    Seres são indefesos e dependendtes de nosso carinho.
    A dor é tão grande, já passei por isso.
    Meu cãozinho é tratado como membro da família, é um amor tão puro.
    Desde o começo estou nessa corrente de fé da blogagem coletiva da ESPIRITUAL-IDADE.
    Tenha uma semana especial.
    Com carinho, Lady.

    ResponderExcluir
  11. Oi Élcio, uma linda homenagem.
    Muitas vezes aprendemos grandes lições não através de pessoas.
    Que sua lição seja sempre lembrada.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Como é gostoso ver os olhos lacrimejar com uma história tão humanitária como a sua, mostra o qto humano tu és, caro Élcio. Aplausos ao texto, aplausos ao homem, aplausos de admiração. Abçs homem de alma boa.

    ResponderExcluir
  13. Caramba Elcio, vc quer acabar comigo!

    Já não ando com minha estrela brilhando(rs) e vc ainda coloca um texto desses para uma ativista ler....ahhhhhh, vc quer pegar fundo na emoção. E pegou!
    Vivo e convivo com o sofrimento dos animais que invariavelmente se transformam nisso: lições de guerreiros, amor, humildade e gratidão.

    Manifesto mais do que merecido para Murphy e pode ter certeza que ela sabe o quanto foi amada, querida e respeitada.

    Que bom. Gosto de você duas vezes!!!!

    beijos...

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo.

    Gostaria de agradecer ao convite para falar sobre educação no enfoque educacional.
    É só dizer a data de postagem
    que para mim será um presente.

    Muito bonito este texto.
    Nos lembra uma
    humanidade por muitos
    esquecida na correria
    do dia a dia,
    no individualismo,
    no consumismo...


    Dias de paz para ti.

    ResponderExcluir
  15. Ah Elcio, quer fazer eu chorar logo cedo meu amigo?
    Lindo o texto, mas que história triste a dela...

    Fiquei agora com um aperto por ela e por vcs, imagino o quanto foi gratificante a cada dia de alegria que ela esteve com sua família!

    Que Deus esteja agora com ela ali em torno Dele...

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi Élcio! Você transformou em poema uma história de amor e dedicação sem igual. Amar o "torto" - confortável é amar o perfeito. Mas vocês se dedicaram a amar o diferente, o que precisava de compaixão. Jamais pena! A pena não os teria impulsionado!
    Agiram com o sentimento que anda de braços dados com a consciência de que nada poderiam esperar em troca. No entanto, foi justamente esse não esperar que lhes ensinou tanto - por isso, o prêmio da compaixão é interno - não vem embrulhado em papel de seda, nem laço de fita vermelho, mas traz-nos a sensação de dever cumprido.
    E, no seu caso, com maestria!
    Sempre sua admiradora,
    Deia (mas, para você, e tão somente você, abro uma exceção: de hoje em diante, aqui, serei sempre Andréa! Obrigada por me mostrar que é com amor que o dizia por inteiro! Admiro-lhe assim ainda um outro montão!)

    ResponderExcluir
  17. Lembro bem da postagem em que faláste da Lei de Murphy e agora emocionáste-me de uma maneira incrivel...
    Realmente ela foi e é um exemplo de vida e vocês um exemplo de Amor e Humanidade.
    Quanto mais te conheço mais gosto de ti, meu amigo!
    Um beijo enorme.

    ResponderExcluir
  18. É comovente a história da Lei de Murphy. De onde menos se espera, tiramos lições de vida!


    Bjos

    ResponderExcluir
  19. Regresando de las vacaciones, disculpa mi ausencia. Prometo ponerme al día poquito a poquito. Besos!!

    ResponderExcluir
  20. OI ELCIO..
    história da "Lei" me deixou muito comovida...
    só quem ama verdadeiramente os animais sabe o sentimento bom e puro que eles nos transmitem.
    ela foi uma verdadeira guerreira.
    sinto muitissimo por sua perda.
    no mais venho agradecer sua visita carinhosa na alcatéia...
    obrigada.
    gostei tanto daqui que vou ficar...
    bjuivos em seu coraçãoe força!!!
    tenha uma semana especial.
    loba.

    ResponderExcluir
  21. OLÁ,
    Passo pra desejar-lhe ótimo fim de semana e dizer-lhe que há um selinho especial de gratidão pra vc amanhã.
    Fique com Deus!
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  22. Voce naõ imagina! Quase chorei porque só choro de raiva, de tristeza não.
    Era o que queria falar sobre a minha cachorrinha. perdi tem um Mês.
    Ela era linda ruiva como minhas irmãs. De orelhas grandes. Não sei te falar a raça. Mas foi a minha amiga por dois anos. Era a Tonha e eu. Mamae estava adoentada e morando aqui.
    Latia quando eu chegava, sorria me dando alento apra que eu pudese trabalhar. sabia que tinha alguem me esperando. Ia buscar a tonha para dormir com a gente.
    Perdi a para oa cancer.
    mas meu coração tem seu nome gravado TUCA a minha amiguinha
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  23. Sempre choro quando leio esse poema.
    A Lei é linda. Aposto que está lá na maior farra com o Lupy e o Jared.
    Tenho certeza de que são grandes amigos.

    Beijo bem grandão no coração, Padim.

    ResponderExcluir
  24. “Ter bicho é uma experiência vital. E a quem não conviveu com um animal falta um certo tipo de intuição do mundo vivo. Quem se recusa à visão de um bicho está com medo de si próprio. Mas às vezes me arrepio vendo um bicho. Sim, às vezes sinto o mudo grito ancestral dentro de mim quando estou com eles: parece que não sei mais quem é o animal, se eu ou o bicho, e me confundo toda, fico ao que parece com medo de encarar meus próprios instintos abafados que, diante dos bichos, sou obrigada a assumir, exigentes como são, que se há de fazer, pobres de nós” (Clarice Lispector).

    ResponderExcluir
  25. è uma história linda, uma lição de vida, muito humana mas também triste, quantas vezes eu penso que precisamos muito olhar os animais, aprender com eles a luta pela sobrevivência e ao mesmo tempo a simplicidade com que vivem o amor que nutrem pelos donos e pelos seus filhotes,temos muito que aprender, muito mesmo.
    Bj

    ResponderExcluir
  26. Vou lhe confessar q nem li tudo.
    Tenho tanta dó de animais,principalmente cachorros.
    Sei q eu ia chorar.
    Li o final e já fikei comovida,tãoo fofa!
    Os animais são as coisas mais fofas desse mundo.
    Ótimo final de semana
    @vanimonique
    :*

    ResponderExcluir
  27. Elcio, adorei a tua frase ,foi das frases mais bonitas e verdadeiras lindo mesmo ,obrigado pela tua amizade, beijos

    ResponderExcluir
  28. Fico imaginando a tristeza que vai ser quando Botafogo partir...

    Já tem mais de dez anos de idade, literalmente um ancião.

    Fique com Deus, menino Elcio.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Semeando