segunda-feira, 19 de julho de 2010

Ontem encontrei com o amor

Hoje esbarrei com eles e lembrei do poema...rsrs
Um abraço na alma e brevemente a próxima blogagem coletiva no Espaço Aberto, não percam...
Neste momento temos por lá algumas Dicas de Livros com a nossa despautérica Sanzinha...rs...já passaram por lá?? Não?? Então corre..rsrs



Ontem encontrei com o amor

Ontem dei de cara com o amor
Engraçado que quase trombei com ele
E nem assim ele olhou para mim
Continuou andando e sorrindo de mãos dadas
Como se o mundo não existisse
E nada em sua volta mais importasse
Assim, como se não houvesse mais amanhã
Fiquei tão curioso que fui andando atrás dele
Para poder reparar em cada um de seus movimentos
Pois ele balançava as mãos, brincava de dar beijos
Longos, estalados, precisos e imprecisos, além disso...
Abraços...calmos, calientes e enternecidos de uma leveza incomum
Que inocentemente o fazia enrubescer de paixão
E era nesse instante que ele olhava para dentro de si mesmo
Como se em sua alma existisse um outro, como se fosse dois em um
Não sei explicar muito bem isso
Só sei que ele era assim, olho no olho
Alma com alma, pele com pele
Tudo muito calmo, porém, tudo muito explícito e intenso
E em plena luz do dia, que até o Sol se pôs a espiar
Pois era um não sei tão assim naturalmente
Que exalava um perfume com essências de ternura
Que espalhava com doçura uma candura sem medidas
Tanto que até sobrou um pouquinho para mim
Por isso resolvi olhar mais de perto
E reparei que seus olhos sorriam
E que neste sorriso morava um brilho infinito
Foi quando não resisti e perguntei quantos anos ele tinha
Ele sabiamente respondeu
Não tenho idade, nem hora e nem dia
Portanto...nunca envelheço...
Apenas amo...



Dedico este poema a um casal de idosos que moram na cidade onde trabalho...
Se eu os conheço?
De vez em quando eles me vêem, me visitam, me dão trombadas na rua, no coração e na alma, mas não me sabem...rsrs

42 comentários:

  1. E é assim mesmo, sem idade, sem cor, sem taça, sem nada específico apenas acontece.
    Bonito e sensível poema
    beijos

    ResponderExcluir
  2. ...engraçado é que todo dia
    este tal de amor sorri pra
    mim no espelho em cada amanhecer!

    me diz bom dia com o peito
    aberto, me leva para a vida,
    me ensina a olhar para o
    mundo com a ternura de anjo
    com asas da paz!

    eu amo o amor!

    bj, poeta!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Show de bola Elcio. É profundo e emocionante o teu modo simbólico! O amor não envelhece e sonhos também. Abração

    ResponderExcluir
  5. Olá Elcio,

    O Tempo que passa não envelhece as boas lembranças...Isso é memória.

    Feliz dia do Amigo!!

    Forte abraço amigo,

    ResponderExcluir
  6. "Que inocentemente o fazia enrubescer de paixão
    E era nesse instante que ele olhava para dentro de si mesmo"

    Já disse um filosofo que não lembro o nome, que apaixonamos para corrigir nosso passado e assim conhecer a nós mesmos em novas nuances...

    Beijos, poeta Elcio!

    ResponderExcluir
  7. Amigo Notável e de Excelência:
    "...E reparei que seus olhos sorriam
    E que neste sorriso morava um brilho infinito
    Foi quando não resisti e perguntei quantos anos ele tinha
    Ele sabiamente respondeu
    Não tenho idade, nem hora e nem dia
    Portanto...nunca envelheço...
    Apenas amo..."

    Um dos Posts mais brilhantes, extraordinários e encantadores que já vi na imensa Blogosfera.
    Perfeito.
    Sem mais palavras, dada a sua pureza e deslumbre.
    Abraço de parabéns sinceros ao seu talento GIGANTE!
    Com respeito e admiração constantes.

    pena

    Excelente.
    Bem-Haja, notável Amigo.
    Adorei.

    ResponderExcluir
  8. Linda homenagem ao casal. Lindo olhar poético que captou este poema no encontro com as pessoas no dia-a-dia.

    ResponderExcluir
  9. Lindo amor, hein? É tanto, e tão generoso, que até transborda, sobra um pouqinho para quem souber seguí-lo! Um beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  10. Olá, meu querido Elcio, apesar da demora em aparecer, sempre venho em dia de ótima postagem... Lindo texto poético, o amor é tudo de bom nas nossas vidas, ainda que por caminhos tortuosos, meio inconsequentes e sem grandes rimas. Mesmo com tanta imperfeição, ele nos toma de todo, assim como os seus versos, não se para de ler enquanto não chega o fim.
    Adorei o passeio por aqui. Meus Beijos

    ResponderExcluir
  11. Elcio,
    Lindo esse amor maduro e seguro.
    O amor quando amadurece na convivência e na confiança torna-se calmo e acolhedor e não aquele amor de paixaõ que é avassalador, doloroso, ofegante... E é exatamente esse amor que buscamos não é?
    Gosto de ver casais assim, já idosos que se amam, apesar de toda uma sociedade lutar contra, é bom saber que no final vale a pena e não é um fardo ou algo assim "ah me acostumei" não APENAS AMO!
    Adorei Elcio!
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Élcio faço coro com a Pagano. O amor com o tempo se torna calmo mas não menos intenso. E quando somos brindados pelo tempo com um Amor duradouro que apens Ama, não podemos reclamara de nada!
    Lindo o seu escrito!
    Um grande beijo e um especial por hoje

    ResponderExcluir
  13. O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores,perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais...FELIZ DIA DO AMIGO,
    BOAS ENERGIAS!
    Beijos,
    Mari Amorim
    Brincando Com a Rima

    ResponderExcluir
  14. FELIZ DIA DO AMIGO!

    “De um amigo ninguém se livra fácil.
    A amizade além de contagiosa
    É totalmente incurável”.

    [Vinicius de Moraes]

    ResponderExcluir
  15. Que lindo, Élcio!
    Emocionante e poético!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. acredito que existam "amores" que sejam grandes demais para serem "administrados", para serem "amados"....acabam vazando, esparramando e fazendo a maior lambança.

    ResponderExcluir
  17. Caro amigo.

    Para quem encontra
    o amor verdadeiro
    não existe o tempo.
    Existe somente o outro...

    Estou concluindo o texto
    sobre educação e até o final de
    semana estarei enviando.

    Alegrias plenas para ti.

    ResponderExcluir
  18. Olá meu amigo do coração...

    Estou de volta a blogosfera ..rs..saudades de todos.

    O amor sempre nos surpreende, renova. O amor não morre! Nasce e renasce em cada vida em cada volta. Poema magnífico!

    Um abração!
    Deus esteja sempre contigo

    ResponderExcluir
  19. Ah, que delícia de postagem!
    O amor é único e eterno.
    Apenas ame...
    Feliz dia do amigo todos os dias.
    Com carinho, Lady.

    ResponderExcluir
  20. Quando trombamos com o amor, caímos de cara na felicidade.
    Amo esse poema faz tempo.

    Beijo grande, padim!

    ResponderExcluir
  21. Como é bom, quando encontramos um verdadeiro amor.
    Ele é a nossa grande razão.
    Um grande abraço,
    Feliz DIA DO AMIGO PARA VC TAMBÉM.
    Amigo é todos os dias. São como as canções que ouvimos sempre.

    Deixo um carinho na Curiosa para vc.
    És um amigo muito especial.
    (Antiga oração inglesa)

    Arranje tempo para ser amigo
    É a estrada para a felicidade
    Arranje tempo para sonhar
    É seu vagão a uma estrela engatar...
    Arranje tempo para amar e ser amado
    É o privilégio dos deuses.
    Arranje tempo para olhar ao redor
    O dia é muito curto para ser egoísta.
    Arranje tempo para rir
    É a música da alma.

    Sandra
    Carinhosamente deixo o meu abraço.

    ResponderExcluir
  22. Menino...Aqui está lindo de novo visual!
    ADOREI!
    E o que li me fez ficar emocionada... Ando sensível demais!
    _______________________

    Venho convidar você, para estar em nosso blog e conhecer a nossa convidada a escritora Bruna Longobucco, que nos traz um assunto muito importante.
    Aproveitamos para desejar que você tenha um ótimo fim de semana!
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  23. Élcio, já pensou se um dia eles recebem este poema e sabem que lhe inspiraram, que foram vistos, porque tocaram a sua alma?

    Mudanças no blog, está bem interessante, gostei.

    E esse amor que você viu, que você percebeu, que você sentiu, é maravilhosamente lindo.

    "Só sei que ele era assim, olho no olho
    Alma com alma, pele com pele"

    É a tal cumplicidade.

    beijo na alma.

    ResponderExcluir
  24. Caro amigo Elcio

    Hoje estou passando para agradecer
    a sua amizade.
    Amizade que torna a vida preciosa.
    Que enche de cores as minhas palavras.
    Que me faz ainda mais feliz,
    com o afeto distribuído
    a cada visita,
    a cada comentário
    e a cada palavra escrita
    no livro dos meus dias.

    Sua amizade me faz melhor.

    ResponderExcluir
  25. A... como é bom esbarrarmos no amor vez por outra, eu conheço um casal assim, ele tem 83, ela 79, são meus pais, um exemplo de amor que dura a 54 anos, e ainda tem gente que duvida que o amor existe né? Beijos no seu coração, lindo final de semana!

    ResponderExcluir
  26. Existem pesoas que passam na nossa vida, fazem-nos despertar sentimentos emoções e nem se apercebem
    Bj

    ResponderExcluir
  27. É Elcio, o amor não tem idade. Adorei o poema e a dedicatória também. Bjsssss

    ResponderExcluir
  28. Sabe...estou tentando voltar a habitar esse meu mundo... Mas minha inspiração está perdida dentro de mim e não consigo mais encontrá-la.
    Chega a doer essa busca...
    Será que vai passar?

    Saudades daqui e de você!
    Um beijo com o meu carinho

    ResponderExcluir
  29. Bom dia, Elcio!

    Vim avisar que o blog Castelo dos Gêmeos será desativado, pois eu e meu irmão, Wilson, temos um novo.
    Como você já nos visita, achei que gostaria de saber do novo blog. Espero tê-lo por lá conosco também!

    O endereço para o novo blog é

    http://hajalluz.blogspot.com/

    Abraços!
    Deus é contigo.

    William.

    ResponderExcluir
  30. Que lindo.
    Tb qro me encontrar com o amor.
    (L)
    @vanimonique
    :*

    ResponderExcluir
  31. Não sei porque mas seu poema me levou a este...

    Fernando Pessoa : O Amor Quando Se Revela

    O amor, quando se revela,
    não se sabe revelar.
    Sabe bem olhar p'ra ela,
    mas não lhe sabe falar.

    Quem quer dizer o que sente
    não sabe o que há de dizer.
    Fala: parece que mente.
    Cala: parece esquecer.

    Ah, mas se ela adivinhasse,
    se pudesse ouvir o olhar,
    e se um olhar lhe bastasse
    pra saber que a estão a amar!

    Mas quem sente muito, cala;
    quem quer dizer quanto sente
    fica sem alma nem fala,
    fica só, inteiramente!

    Mas se isto puder contar-lhe
    o que não lhe ouso contar,
    já não terei que falar-lhe
    porque lhe estou a falar...

    ♥♥♥

    O amor é um sentimento sublime.Como vc muito bem o descreveu, é suave como a brisa mas pode ser intenso como a ventania...
    Amei teu blog e me apaixonei por teus poemas...Lindos!
    Obrigado por me visitar.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  32. Élcio, que beleza de sentimentos expressos nesse poema.
    Esse danadinho do amor, que chega assim demansinho, sem avisar e nos deixa completamente sem ação...


    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  33. vim agradecer a visita e dizer que tem sim um texto postado seguido de um comentário meu, mas para algumas pessoas só está aparecendo símbolos, me entristeço, pois não sei o motivo, o texto é "A vida me Ensinou", de Charles Chaplin, pena não poder ver, beijos no seu coração!

    ResponderExcluir
  34. Oi Elcio
    Nossa que bonito está teu Blog gostei muito e que bela postagem.
    Bjs
    P.s te add no Orkut

    ResponderExcluir
  35. Algumas coisas me encanta em sua poesia além da beleza das palavras, do rima, do fácil entendimento e de que para fazer poesia não precisa conhecer o sujeito, só sentir.
    Voce sentiu e eu só paro para ler.
    com carinho MOnica

    ResponderExcluir
  36. Elcio...

    Enquanto lia teus versos fiquei pensando num monte de coisas aqui...rs Quanta gente gosta de mostrar um "amor" contabilizado por vigílias, demonstrações apoteóticas de domínio enquanto esse amor descrito por você aqui nos é mostrado de uma forma tão sábia e gratuita. Sim! Penso que o amor verdadeiro é feito de doação e gratuidade. Ama-se por amar, simples assim.
    Certa vez um poeta amigo me falou do "amor de madureza". Acho que é desse amor que você fala...rs

    Beijo na alma meu grande amigo!

    Uma semana de luz pra você!

    ResponderExcluir
  37. Teu poema arremeteu-me a um dos meus textos,"A paisagem amor",eis um trecho:
    O amor é terra forte, extensa, promissora para a expansão dos sonhos e apta ao cultivo irrigado por lágrimas. Mesmo que em inundação contínua de sentires e sabores amargos, do seu fértil solo brota a grande floresta da esperança com os seus arvoredos seculares... Ah! O amor! Basta pisarmos suavemente em seu solo para sentirmos suas raízes fincarem-se em nós...
    O amor é adubo que fertiliza as terras do meu coração... Sem ele, toda a vegetação que sou morre!
    Dica Cardoso
    Vejo que conhece bem esse adubo!Seguirei amando tudo o que ví por aqui!
    Abraços no coração

    ResponderExcluir
  38. PARABÉNS POR ESSE ENCONTRO E PELO CARINHO VIVIDO...

    ABRAÇO NO CORACON

    ResponderExcluir
  39. Amor é algo que marca, não importa quando nós encontramos...

    Fique com Deus, menino Elcio.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Semeando