domingo, 29 de agosto de 2010

CIRCENSE



GENTE...ESTOU DANDO UM TEMPO DA NET, AS PALAVRAS ANDAM MEIO SUMIDAS, MAS UMA HORA ELAS REAPARECEM E QUANDO ISSO ACONTECER. VOLTO JUNTO COM ELAS, FORA UNS "POBREMA" AÍ QUE TENHO DE RESOLVER...RSRS
SAUDADE DE TODO MUNDO...PERDOEM AÍ A AUSÊNCIA...
NÃO DEIXEM DE IR NO ESPAÇO ABERTO..
BEIJÃO PRA TODO MUNDO...SE CUIDEM...
ABRAÇO NO CORAÇÃO E NA ALMA QUE É PRA EU NÃO PERDER O COSTUME
OBRIGADO DE CORAÇÃO AOS QUE MESMO ASSIM AINDA PASSAM POR AQUI E DEIXAM PALAVRAS DE INCENTIVO...VALEUUUU!!!
UM PUTAQUILAMERDA PRA VOCÊS TODOS COM MUITO CARINHO!

TENTEI COLOCAR MAIS IMAGENS, MAS NÃO SEI POR QUAL MOTIVO, NÃO QUER DE JEITO NENHUM...AHHH...FAZER O QUÊ...RSRS...

FUI...


Circense
(Conjecturas de um palhaço...)

Respeitável público

Não sou um trapezista nato, porém, mesmo assim me lanço
Procurando urgentemente segurar nas hastes do trapézio
Portanto, se eu cair no picadeiro, me perdoem, é que nasci humano, muito antes de ser um andarilho mambembe



Quanto a ser um bom domador, impossível, não consigo dominar meus sentimentos, sendo assim, eles não me obedecem e ainda por cima brincam comigo
Posso afirmar também, que sou um péssimo imitador de mágico, pois não consigo fazer desaparecer os meus desejos e nem fazer surgir o inesperado
Portanto, dispenso qualquer comentário, insinuação ou vaia sobre esta minha não habilidade circense
Por outro lado, até que me viro muito bem como equilibrista...
Também pudera, a vida tem me feito abusar desta enorme arte
Já como dançarino, posso dizer que dancei ao som de ótimos ritmos...valsa, merengue, clássicos, rumba e samba
Sendo que este último, foi o que mais me marcou, pois já sambei muitas vezes em silêncio, na solidão da noite, isso é uma verdade...
Se eu já fui homem bomba? Claro! Muitas e muitas vezes...
E não foi uma experiência muito agradável, pois certa vez me erraram do alvo e acabei socando o corpo e a coragem no globo da morte
E incomodou, assim como incomoda queimar a língua com café fervendo
Por falar em queimaduras, engolir fogo queima a alma, inflama a pele, os poros e assanha o sangue, mas só é bom mesmo quando se pode cuspir o fogo...só assim...do contrário...humm...vamos pular esta arte ou parte? Deixa pra lá...mas pra lá onde? Pra lá, ora bolas...nas arquibancadas...
Lugar onde ainda ontem ecoavam as palmas e os sorrisos...
Eu disse ontem, pois hoje a platéia está cada vez mais exigente, e não aceita o mesmo espetáculo, tão pobre e escasso de novas artes
Que sorte a minha, nunca é tarde para aprender
É que ultimamente estou tentando me aperfeiçoar na arte dos malabaris, que é para não deixar a peteca cair...
E apesar de não ser especialista em contorcionismos, vou me esforçando para que eu possa não só entrar, mas também sair de dentro de minhas expectativas sem nenhum torcicolo...mas, caramba...eita artezinha difícil!
Ah...por fim, como genuíno palhaço que sou, tenho que estar sempre sorrindo ou chorando ao andar de mãos dadas com as brincadeiras mais sérias
E para que isso aconteça, guardo na alma um infinito estoque de inocências sorridentes e um bem querer muito maior do que eu mesmo possa imaginar
Ainda maior que o meu próprio coração, que o meu próprio sentimento
Porque eu, um verdadeiro palhaço, preciso fazer sorrir a tristeza
Necessito de fazê-la mais leve, mais solta e mais feliz
Por isso adentro sempre o picadeiro tropeçando e caindo
Pra que ao levantar-me meio cambaleante, com cara de bobo
Ainda possa me reencontrar, nos aplausos e sorrisos
Porque a vida é um grande circo, e nós...
Parte principal deste imprevisível espetáculo
Que não pode parar...

38 comentários:

  1. Estamo frequentemente andando nas cordas bambas da vida...Sempre riscos!Quem mora em Poa,que odiga!!! abração,tudo de bom e volta logo!chica

    ResponderExcluir
  2. Que trabalho fantástico, menino. Estarei acompanhando ainda qdo vc retornar :) Boa sorte, de coração! Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Mais um pro "circo da vida"...
    Imagino quando vc tiver palavras,então! Se elas estão faltando, como vc diz e sai esse texto belo!!!
    Olha, me sinto tamtém circense... em toda a minha vida desde que me entendo por gente... uma verdadeira "palhaça"..."trapezista"então! Domadora de mim e de outros... mágica da melhor espécie para driblar os fatos e "acasos"...
    Da arquibncada arranquei aplausos e sorrisos também... dos amigos... poucos mas sinceros... FELIZMENTE!
    Vivo na "corda bamba" em muitos sentidos... até estive à beira do "globo da morte"...
    Mas sobrevivo sempre... O auxílo divino não me falta!
    Tenha ótimo Domingo junto aos seus!
    Abraços cheios de paz!

    ResponderExcluir
  4. Há tempo para tudo, sem que seja preciso despedidas. Escreva quando puder. Um belo dia, a poesia (como um relâmpago), de tão inquieta, vai saltar de tua alma para o papel e dele ao ecrã.
    .
    Gostei do texto, mas o contexto - despedida - sempre deixa um gosto amargo na boca. A gente não devia, mas se acostuma com o outro que mesmo não vendo, sabe que está ali, porque sua palavra, sempre ali estará.

    Meu compromisso com você seguirá de pé, mesmo assim.

    grande abraço, boa semana e muita paz!

    ResponderExcluir
  5. Menino, mesmo a nossa vida não sendo um circo, ela tem lá o seu show...

    Aproveita o "descanso" enquanto pode; hua, kkk, ha, ha, brincadeira com um fundo de verdade.

    Fique com Deus, menino Elcio.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Meu querido palhaço-malabarista-contorcionista-mágico-homembomba, vc é o próprio circo, pois além de nos emocionar com teus poemas-prosas vc nos enchem de alegria como só um bom circo sabe. Tenho uma imgaem em mim da minha infância, onde o malabarista ao dar o salto triplo estatelou no chão, é ÉLcio, ele foi além da rede de proteção. Como o circo foi armado numa areial na cidade que eu nasci, ele saiu com vida. Mas a cena permanece. Por isso amigo, qualquer que seja o "probrema", uso todo a sua maneira circense que vc sai dessa de letra. E volta logo tá, vc e suas poesias fazem falta. Bjos na alma.

    ResponderExcluir
  7. Oi Elcio
    Saudades saudades !
    malabaris é preciso exercitar , sempre. Vamos nessa!
    Fico na espera.
    abraços

    ResponderExcluir
  8. Hoje deixaste-me profundamente emocionada.
    Tal qual palhaço que pinta sorriso no rosto e chora por dentro, assim me pareceste tu.
    Sabes o bem que te queremos e só espero que possas estar aqui de novo bem depressinha porque não te dispensamos nunca!
    Adorei o teu texto e a tua habilidade em passar para palavras o que te vai na alma é incrivel e nunca cansei ou cansarei de o dizer.
    Adoro-te querido amigo! Beijo muito grande.

    ResponderExcluir
  9. Élcio, como ousa dizer que está faltando palavras....a sua cartola de mágico da vida, palavras nuncam faltam, porque não faltam sentimentos, emoções.

    Tu és um artista, um artista em lidar com o circo da vida, um artista de todas as artes.

    Esse é o tipo do texto que gostaria de ter chorado em pratos. Lindas imagens você escolheu, lindas imagens você escreveu.

    um beijo na alma.

    ResponderExcluir
  10. Entendo que há tempo certo para tudo. E é assim que alternamos nossos períodos de pura inspiração com os de completo silêncio. Entendo até que a internet cansa. Mas quem é afeito às palavras sempre volta. E um dia, aqui, ou em outro espaço, tuas palavras voltarão a encher nossos olhos e corações. Um grande abraço amigo! E conte sempre comigo! Tu sabe quando me achar... quando quiseres beter um papo.

    ResponderExcluir
  11. ...assim como a lona mambembe
    tbm somos nós espíritos livres
    para ir e vir.

    a mágica é saber que de qqr forma
    sempre ficará alguém a nos esperar.

    dê-se o tempo que quiser.

    você já tem lugar cativo
    nos corações da blogoloucura
    sem cura...rs

    bj, poeta!

    devagar no trapézio...

    ResponderExcluir
  12. Às vezes as palavras fogem mesmo, quando elas voltam, nos sentimos inteiros.
    Aguardando você.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Meu amigo,
    estaremos aqui te esperando!
    Bom descanso!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Vou pra onde o vento vai
    Vou pro lado que soprar
    Por aí
    Seja aonde for
    Vivo ao sabor do vento
    Mando um verso pelo ar
    Pois eu sei, em algum lugar
    É ali
    Que você está
    Cabelo solto ao vento
    Se a sorte ajudar
    Vou passar pra te buscar
    E aí
    Seja o que for
    Nós, ao sabor do vento.
    Meu querido Verseiro, ao sabor do vento,possas voltar rápido, com seu sorriso valente!
    O Sol iluminará tua estrada,ela com certeza terá mão dupla,ficarei aqui esperando.
    Boas energias meu querido amigo
    Mari

    ResponderExcluir
  15. Lindo sempre!!!!

    Adoro ler você.
    Ler para mim é importante, pois é meu grande prazer.
    E daqui sempre saio assim: com desejo satisfeito.

    Bjos

    ResponderExcluir
  16. Oi, meu poeta!

    Com suas palavras, faz "sorrir a tristeza..." Tudo lindo!

    E sim, estou com saudades. Primeiro era eu a sumir, agora é você. Mas não tenha pressa, tome o tempo que precisar. É muito importante... Não o esquecerei em tempo nenhum.
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Nao demore a voltar, a escrever, a cria....
    Faz falta
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Meu amigo, de todos os personagens insubstituíveis do circo, meu coração será sempre do palhaço! Que você possa se organizar, reencontrar-se com as suas palavras e então voltar a nos encantar com sua presença, bom humor, inteligência! Um beijo da amiga, Deia.

    ResponderExcluir
  19. é falta de FÉIRAS...
    kkk
    beijos mano

    ResponderExcluir
  20. é falta de FÉIRAS...
    kkk
    beijos mano

    ResponderExcluir
  21. Querido Elcio, independente de inspiração ou não, é sempre bom te visitar, deixar pra vc um montão de carinho e incentivo pra que tudo isso seja apenas uma fase e vc volte a proliferar palavras...Bjs querido.

    ResponderExcluir
  22. Não se preocupe. Tudo passa como dizia um amigo meu.
    Agora descanse as palavras e ela voltarão.
    E que o circo lhe seja sua companhia neste periodo
    Estarei aguardando sua volta
    com carinho MOnica

    ResponderExcluir
  23. Como é isso?
    Vou e quando volto você é quem foi?
    O consolo é que, são de ‘idas’ que são feitas as ‘vindas’! E entre idas e vindas nos desfazemos, nos refazemos, nos encontramos ou nos perdemos, nos desejamos (isso é saudade), nos entendemos (ou não!) e mais uma vez voltamos e damos inicio a um novo(igual?) ciclo. Essa é a avalanche do sentir, do precisar, despencada diretamente do Everest da nossa alma. O importante é que não importa o quanto desçamos em nossa realidade, os sonhos nos impulsionam de volta ao topo.E tuas palavras são repletas deles, do sonhar, mesmo que acordado... Quanto ao sumiço das palavras, elas nunca se vão, nós é que não as enxergamos por vezes, é a névoa das tribulações, a neblina do nosso caos criativo que as embaça como vapor em seu espelho e por instantes deixamos de nos vermos refletidos nelas e nessas horas, o melhor que temos a fazer é escancararmos as portas do ser à luz, fecharmos os olhos e descansarmos, até que finalmente percebamos que elas estão bem ali, reflexo do pensamento diante de nós!

    Té a volta!

    Abraços no coração!

    ResponderExcluir
  24. Olá Elcio,

    passo para dizer-te que não saberia viver sem os meus amigos.
    Para ti, que fazes parte deles, vai o meu carinho e o meu agradecimento em forma de palavras escritas no meu blog. A acompanhá-las há um presente feito especialmente para ti...
    Visita o meu Estados de Alma e verás...

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  25. Como tuas palavras que, temporariamente, se foram; se foi o teu amigo Hod...
    Eu vim aqui te dar um abraço e deixar meus sentimentos...
    Que o fim de semana escoe segundo a segundo... e toda vez que inspirares ar, te sintas mais leve e melhor; e que acima de tudo, te lembres de boas coisas dele.

    Forte abraço!!!!

    ResponderExcluir
  26. Eu não preciso falar da falta que vc vai fazer. Preciso?
    Vc é nosso paizão, meu e do Mozi.
    Sabe disso. ;)

    Amamos vc!

    Beijo, padim!

    ResponderExcluir
  27. Ola, tudo bom?!

    Eu e muitos outros amigos já estivemos tentando ser trapezistas!
    Andando com cuidado para nao cair.
    Tem horas que a inspiração vai e outras que vem.

    Descanse a mente, descanse o corpo, com certeza em breve voltará!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  28. Elcio, não precisa pedir perdão por não estares aqui. Uma justificativa vale porque mostra que tens conmsideração aos teus amigos. Mas nós, e eu me incluo nos amigos, temos que entender que cada um é livre para ir e vir. Sentimos saudades mas devemos compreeender a necessidade do outro. Portanto, eu digo: Aproveite o seu tempo como melhor lhe convier. Nós estaremos aqui quando vc voltar.

    Boa sorte! ;)

    ResponderExcluir
  29. Oi Elcio, tudo bem contigo?

    No feriado vi o filme com meu feioso rsrsrs Bastardos Inglórios gostei e o Pitt estava muito bem no personagem.
    Bjs e se cuida

    ResponderExcluir
  30. olha só meu amigo... parece que estamos passando por períodos pesados mesmo... eu ainda nem consegui voltar aos meus blogs. E o pior é que estou em falta com as visitas tbm... vou levar tempo para atualizar tudo...rs

    Enquanto isso estou passando para te desejar um final d esemana de muita paz e luz!

    Um grande abraço meu amigo do coração!

    ResponderExcluir
  31. olha só meu amigo... parece que estamos passando por períodos pesados mesmo... eu ainda nem consegui voltar aos meus blogs. E o pior é que estou em falta com as visitas tbm... vou levar tempo para atualizar tudo...rs

    Enquanto isso estou passando para te desejar um final d esemana de muita paz e luz!

    Um grande abraço meu amigo do coração!

    ResponderExcluir
  32. Perfeito este post!
    A vida é assim mesmo, estamos sempre andando sobre cordas bambas,
    sempre buscando novos horizontes...

    Espero que seu afastamento não seja muito demorado, estaremos esperando seu retorno...
    De toda forma tem um selinho pra você lá no meu cantinho esperando você voltar (fica a vontade pr ir lá pegar (ou não)).

    Beijinhos!
    Muita paz!

    ResponderExcluir
  33. Estava pensando esses dias... Se a vida é como um circo eu não sei... Mas as vezes eu me sinto uma palhaça...kkkkkkkkk.
    É sério! Não dá pra levar tudo com tanta seriedade... e também não dá para ficarmos a mercê de tantas coisas não é?
    Como está a s férias?
    Ando precisando de descanso.
    Ando nostálgica...
    Mas... ando... só não posso parar, né?
    Um beijo carinhoso e VOLTE...Você faz falta!

    ResponderExcluir
  34. Oi Poeta... Ganhei um Selo Mágico e ele precisa visitar outros blogs, para que mais magia seja liberada na blogosfera! Por isso, indiquei você para o receber e compartilhar com os seus amigos.

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  35. A arte circense é, na verdade, a concretização do sonho onde a fantasia se cruza com a realidade dando-nos o espanto e a alegria de quem domina o arrojo malabar do atrevimento.
    Interessante o seu post

    ResponderExcluir
  36. VENHO CARINHOSAMENTE ENTREGAR EM MÃOS O MEU CONVITE DE ANIVER PARA O DIA 22.09.2010
    LOCAL:CURIOSA.
    HORÁRIO:DURANTE TODO O DIA.

    É COM MUITO CARINHO QUE DEIXO O CONVITE A VOCÊ. ESTAR AQUI JUNTINHO DE VOCÊ É TER A CERTEZA QUE A VIDA NÓS DÁ DE PRESENTE, MAIS UM DIA..UM ANO MUITO ESPECIAL: O NOSSO ANIVR.
    CELEBRAR A VIDA É TUDO DE BOM.
    QUERO COMEMORAR CONTIGO ESTA DATA TÃO ESPECIAL.

    VOCÊ SERÁ O MEU MELHOR PRESENTE..
    VENHA SE DIVIRTIR COM A CURIOSA.
    SERÁ UMA LINDA FESTA..
    VAI TER BOLO, CHAMPANHE, DANÇA, SALGADINHOS..MUITA ALEGRIA.

    UM GRANDE ABRAÇO..
    DEUS TE ABENÇOE.
    CARINHOSAMENTE
    SANDRA

    ResponderExcluir
  37. Tem um vento batendo forte na janela clamndo por versos ao estilo verseiro!!!
    Consegues ouvir?

    ResponderExcluir
  38. CONVITE VIP
    Olá, Élcio
    Passa amanhã em meu Blog... dia 01/10... a partir das 10h... e não teremos hora para acabar a festividade...
    Oferecei um coquetel de 7 botões de rosa orvalhada...
    Não falte, vai me fazer MUITO feliz e desejo fazer-lhe também.
    Abraços fraternais

    http://espiritual-idade.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Semeando