quinta-feira, 29 de abril de 2010

AMOR DE OUTONO


Olá pessoal, é com muita alegria que participo da Blogagem Coletiva do nosso Espaço Aberto...quem ainda não conheceu, visite...participe com a gente...

Dedico esta postagem ao amigos Ilo e Sanzinha, pois promessa é dúvida...rsrsrs...taí..parabéns pelo dia 18, pelo dia 24, pelo dia 27...faltou algum dia? Vocês me confundiram de tanto comemorar esse amor de vocês...rsrs...
Ah...mil perdões pelo "gosei"...rsrsrs

AMOR DE OUTONO

MEU CORAÇÃO DE PRIMAVERAS TE AGUARDAVA
ROGAVA AO VENTO TER DE VOLTA QUEM AMAVA
MAS DE TI PERDI A ROSA, O BOTÃO E O SEU ENCANTO
DO BEM-ME-QUER AS SUAS PÉTALAS EM PRANTO
SEGUI NO AZUL A BORBOLETA EM SENTINELA
NA BUSCA INSANA PELA ROSA AMARELA
NUM DESFOLHAR DA NATUREZA EU AGONIA
EM VEZ DE SONHO FIZ DA INSÔNIA POESIA
MAS POR PAIXÃO EM DESVENTURA SIGO EM FRENTE
PEÇO AO VENTO TE ENCONTRAR URGENTEMENTE
ATRÁS DA FLOR EU ME PERDI NUM LABIRINTO
EMBRIAGADO PELAS FOLHAS DO ABSINTO
SEM MINHA ROSA AINDA ME LEMBRO DO JARDIM
DAS MARGARIDAS, VIOLETAS E O JASMIM
NEM SEI SE É BRANCA OU AMARELA ESTA SAUDADE
SÓ SEI QUE A DOR QUE É INCOLOR MEU PEITO INVADE
PRA NÃO SOFRER O MEU OLHAR JAMAIS TE ALCANÇA
POR TÃO DISTANTE ENTREGO O SONHO A ESPERANÇA
MAS POR AMOR AINDA SOU EU QUEM MAIS TE ESPERA
QUEM SABE UM DIA SER DA FLOR A PRIMAVERA

Breve, entrevista com a nossa amiga Vivian, do blog IN FOCO...imperdível...rsrs
Um outono com jeito de primavera, na alma e no coração de todos...
Brisa para quem é de brisa, vento para quem é de vento e ventania para quem é de ventania...
Um abraço ventante na alma...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Replantio II



Mais uma vez agradeço ao Miguel Almeida do blog http://miguelpalmeida.blogspot.com/ pelas fotos cedidas. Obrigado amigo, de coração e alma...

Replantio II

Ainda há espaço e tempo
Minh’alma é fértil
Depois da travessia
Traga a semente
Um pouco de terra
Um pingo de azul
E algumas gotas
De poesia

Galera...dia 30, não se esqueçam...BLOGAGEM COLETIVA no ESPAÇO ABERTO...
e brevemente uma entrevista super bacana com a nossa amiga Vivi do blog IN FOCO...
Está Imperdivel...aguardem!

Um abraço replantado na alma, um beijo e algumas sementes de bom humor para todos...rsrs...valeuuuu

sexta-feira, 23 de abril de 2010

ESPAÇO ABERTO



Nada melhor do que montar uma casa nova
e receber os amigos.
Por isso, siga o link http://um-blog-para-todos.blogspot.com/
Podem entrar e sintam-se à vontade!

O Espaço Aberto é uma iniciativa dos amigos Elcio, Sanzinha, Tatiana e Wilson, para que os blogueiros possam aqui apresentar sua arte, seja ela qual for. Por isso daremos ênfase á literatura, fotografia, educação, saúde, teatro, desenho, pintura, música, cinema e outros assuntos onde cada um terá a oportunidade de dar seu recado.

Para iniciar as postagens e tornar o blog conhecido, nossa primeira interação com os amigos será uma Postagem Coletiva em que as regras são as seguintes:

O tema será: OUTONO.
Quem quiser participar deverá:
Confirmar por intermédio de um comentário.
Efetuar a postagem no dia: 30/04.

Conforme forem se inscrevendo todos os participantes terão um link de seu blog na postagem, para que os demais participantes possam visitá-lo.
Todos que estiverem participando, vão estar automaticamente concorrendo ao sorteio de um livro de Poesias que será realizado no dia 04/05, pelo Random através do número dado a inscrição do link do blog. http://www.random.org/
Contamos com a presença de todos!

Boa inspiração e sorte para todos os nossos amigos!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Que a minha sede possa sobreviver intransigente

Olá pessoal, antes de qualquer coisa, convido a todos para participarem da Semana do Haikai no meu outro blog, o Verseiro – folhas, frutos e raízes.
http://frutosdoverseiro.blogspot.com/
Basta plantar e semear um haikai por lá...rsrs...pois a colheita vai ser feita semana que vem e os frutos serão distribuídos conforme ordem de chegada a partir do dia 19 de abril...
Não deixem de participar, quem nunca fez, taí a primeira chance pintando na telinha do seu computador. Podem enviar até dois haikais ok...e não precisa seguir a risca as regras e nem as métricas...vamos a postagem...



Que a minha sede possa sobreviver intransigente

Não era logo ali, eu já sabia
Tanto que pensei ser o céu
Que ás vezes nos parece tão perto
Quando erguemos as mãos
E apontamos o dedo
Para determinada constelação
Num gesto simples, porém obstinado
Mas, que mesmo assim, não alcança o desejado
Pois não bastaria apenas o gesto
E nem tampouco a atitude
Seriam necessárias muitas rupturas e perdas
Já que as escrituras e os poemas são sagrados
Portanto, apesar de habituado
Não posso ocultar meus sentidos
Que outrora ingenuamente consentidos
Jamais me ausentariam de querer novamente
Ter nos jardins da alma a essência da primavera
E embora eu não omita esta verdade
No decorrer das estações que absorvo
Sou vento, terra e fogo, mas principalmente rio
Transparente, cristalino e ainda por cima resiliente
A beber da própria sede intransigente
Que agora ainda mais inevitável
E a contento, não me contém de tão contente
Por isso ainda líquido e viscoso
O sentimento me escoa pela tangente
Deixando rastros pelo caminho
Pequenas gotas de uma alegria não mais entristecida
Pequenas gotas de uma tristeza agora enternecida
Mas que por já saber dos obstáculos
Agora determina e orienta os próprios passos
Abraçando com as mãos a esperança e a ternura
Semeando e colhendo nas entranhas da alma
O que de mais azul se pode dar e receber
Já que o poema mesmo aparentando ser o sim
Na realidade, continua sendo o não

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Observações poéticas acerca do beijo



Gente, tem selo lá no meu outro blog, esqueci de avisar...quem quiser passar e colher, fique a vontade, compartilho com todos ok...valeuuu

Observações poéticas acerca do beijo

Beijo tem gosto de pão
De café bem quentinho
Com manteiga e requeijão
Beijo tem hálito de poesia
Tem frescor de hortelã
E um sei lá de ousadia
Assim, feito os picos da febre terçã
Tem beijo que parece terapia
Cura a dor e ainda anestesia
Tem beijo que lembra chegada
E outros que lembram partida
Tem beijo que é demorado
Longo, lascivo e apimentado
Tem beijo roubado, estalado
Beijo amigo, beijo inocente
E também beijo abobalhado
Desses apaixonadamente embriagado
É...tem beijo até com gosto de cama
E com aquele cheiro de quem se ama
Pois é…já nem sei se sei ou se não sei
Só sei que beijo lembra silêncio
Quando desfruta com volúpia
O apetite da boca alheia
Já outros lembram cinema
Rita Hayworth e Orson Welles
Clark Gable e Vivien Leigh
E o beijo que o Vento Levou
Mas acreditem...beijo tem textura de amora
De poema viscoso e molhado
De línguas aflitas e calientes
A ferver a alma da gente
Que já em estado de ebulição
Enlouquece peles, bocas e mãos
Porque beijar é assim, como usar lenha
Para apagar o próprio fogo
Por isso tem esse sabor de incêndio
Que arde e queima sem cessar
Quando se assanha enamorado
Ah...tem também o beijo nos olhos
Que expõe toda a ternura evidente
De quem dá e de quem sente
Esse carinho lindo e envolvente
Tem beijo no umbigo, no ventre
E tem aquele indecente
Que de tão incandescente
Atiça a libido da gente
Mas beijo, beijo gostoso mesmo
Tem gosto de fruta no pé
Tem sabor de saudade
Mas, de saudade interrompida
Assim desfalecida, de tanto beijar
A própria saudade
Que até ontem
Ainda insistia
Não mais terminar


Um abraço na alma e um beijo amigo a todos que passarem por aqui...
Esta postagem me deu a idéia para uma blogagem coletiva, só que ando meio enrolado, quem quiser abraçar a idéia, fique a vontade e pode contar comigo...rs
Que tal cada um contar sobre seu primeiro beijo, aquele bem inocente, aquele selinho que nos fez tremer as pernas, suar as mãos e corar o rosto...assim como este da imagem acima...rsrs
Quem se habilita?? rsrsrs

domingo, 4 de abril de 2010

Confissões de um quase agnóstico


Antes de qualquer coisa, obrigado gente pela participação tão bacana na Blogagem Coletiva, deu para rir e também emocionar com algumas postagens, essa diversidade é o que ajuda a somar dentro da gente sentimentos emoções...
Obrigado também por quem comentou, mas não aderiu...a próximajá está a caminho...rsrs

Bem...lendo a postagem da Sanzinha ( http://jardimdasan.blogspot.com/)sobre ressurreição e sobre o significado de Deus na vida dela e das pessoas, lembrei deste poema...e deu vontade de postar...
Nem sei se sou agnóstico, mas o titulo que mais me agradou foi esse, sei que sou eu mesmo, com todas as minhas qualidades e defeitos...com minha maneira e forma de ver e participar da vida...

Confissões de um quase agnóstico

Nunca fui muito bom para orar
quando fui...é porque algo me corroia
algo em mim se desfazia
arranhava e não havia cura
só aumentava a ferida
e o sangue não estancado
na verdade não era o sangue
e nem mesmo a ferida
o que eu temia era o vazio
aquele vazio de cheios instantes
ocos, opacos e meio pálidos
o que eu temia era a dor
aquela dor invisível e transparente
que percorre a alma da gente
porque a vida não te sorri de graça
ela te pede bis, te exige retorno
e todos os dias bate a sua porta
querendo embarcar na tua fragilidade
por isso digo e repito...
nunca fui muito bom para orar
quando fui...é porque algo me doía...

Agnóstico - Aquele que partilha da doutrina que declara o espírito humano incompetente para conhecer o absoluto...

Só sei que Deus está presente dentro de mim, intrínseco nas coisas que acredito, no amor que pratico e no perdão dos erros que não evito...porque “HERRAR É UMANO”, mas perdoar é “DIVINO”

Feliz vida para todo mundo...

Gente...lembram da postagem Uma carta para Giovana...óia ela aí...rs...tá super bem...recebi este e-mail do meu primo...

Élcio.
Valeu mesmo! Muito lindo o que você escreveu sobre a Giovana, e sobre tudo da superação de vida dela e também homenageando todas as mulheres.
Parabéns pelo seu dom de escrever, e que Deus continue a abençoar você e toda sua família.
Beijo no seu coração, é que desejamos, Alessandra, Juninho e Giovana.




Um abraço na alma...um beijo na vida...um carinho e um sorriso...valeuuuu