domingo, 16 de janeiro de 2011

UM RITUAL DE CORPO E ALMA




Um ritual de corpo e alma

Quero absorver o teu sorriso

Ao beijar os lábios teus

Provar teu corpo liso e te amar

Como amam os ateus

Acender teu fogo bravo

Teu vulcão de ternas chamas

A verter teu mel no favo

Com a ternura que nos clama

Pois te semeio linda e nua

Nos lençóis da tua cama

Por isso adoro

Ter as tuas pernas

Envoltas nos quadris

Beber em tuas tabernas

Para te fazer feliz

E assim te amar

Suprindo teus anseios

Trocando juras de amor

Ao dizer que belos

São teus tenros seios

Que o meu beijo incendiou

E que audazes nossas mãos

Em castos toques obscenos

Nos enlouquecem de tesão

É um ritual envolvente

Onde quase dois ingênuos

Se doam docemente

Exalando inocências

Cultivando adolescências

Nos quintais do coração


Elcio Tuiribepi
Edu Toribe


Que as chuvas possam dar uma trégua...que seja uma boa semana para todos nós...

Um abraço na alma

Beijo


16 comentários:

  1. Élcio e Edu,

    O blog dizia que estava atualizado e não aparecia nada, há duas horas, agora que vou deitar ele aparece atualizado. Antes não tivesse lido. rsrs Ufa!!!! Não tem vulcão que fique inativo com um poema assim. rsrs

    Um dia desses ia escrever - quero dar um beijo no teu sorriso - E no google diz que outras pessoas tiveram a mesma ideia. E beijar o sorriso, era também dizer que beijaria os lábios, e eu não deveria ser tão afoita. O poema de vocês me lembrou isto.

    Voltarei outras horas, outros dias, para reler, mesmo que passe em silêncio, ardendo chamas internas e externas.

    um abraço na alma, boa semana.

    ResponderExcluir
  2. Lindo o poema, como sempre tudo aquilo que escreves e a música linda demais!
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Belo caminhar sobre o amor, em todas as suas nuances!

    Abraços renovados! Parabéns por tão linda inspiração!

    ResponderExcluir
  4. Acho que a paixão tem dessas coisas...
    Nos faz ser ingênuos, adolescentes, amados, amantes...
    Impossível ler e não sentir o sangue em ebulição correndo nas veias.
    A imagem combinou perfeitamente dando um ar de cumplicidade. Adorei!
    Ai..ai... Saio daqui suspirado...rsrss
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Intenso...e com o som de Maria Gadu...só posso dizer gaduuuuuuuuuuuuuu!
    beijos
    Mari

    ResponderExcluir
  6. Volúpia, Elcio, à flor do verso. Dupla arretada! Abraços

    ResponderExcluir
  7. Vengo y me quedo disfrutando entre tus versos, siempre tan bellos. Un fuerte abrazo, querido Elcio!!!

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo
    Muito belo este poema, adorei.
    E que as águas acalmem o sofrimento...deste lado do Atlãntico estou com o Brasil.

    beijo
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  9. Simpático e Estimado Amigo:
    Um poema divinal de amor intenso.
    Parabéns. É sublime no seu sentir delicioso.
    Escreve com talento e enorme valiosismo.
    Abraço amigo ao seu ser e sentir divinais.
    Com respeito e enorme estima.
    Sempre a admirá-lo

    pena

    Excelente!
    Bem-Haja, pela honra da sua amizade.
    Adorei.
    É um prazer comentar aqui Posts de grandeza imensa.
    Parabéns pela excelente veia poética que possui.

    ResponderExcluir
  10. Espero que o mau tempo que encejou as tragédias aí no Rio tenha dado uma trégua. Na quarta da semana passada liguei para amigos em Teresópolis e soube que a esposa de um conhecido meu faleceu, assim como os dois netos de outra amiga.
    Pois é isso, amigo. Notícias de perdas aqui e aí.
    Mas o melhor das tréguas e quando temos a oportunidade de vir num blog como o teu e dar de cara com versos tão "apaixonantes, delirantes e sensíveis." Parabéns pela emoção poeta!
    E, especialmente quero te agradecer pelas palavras de amizade, solidariedade e conforto por ocasião da perda de minha mãe!
    Um abraço forte...
    P.S. Ao abrir teu blog meus ouvidos deram de cara com "Estrela, Estrela" que é de um cara ótimo daqui que conheço e admiro; Vitor Ramil.
    Abraço forte amigo!

    ResponderExcluir
  11. Padim do Céu... vim aqui pra te avisar que voltei e me deparo com esse poema lindo de deixar a gente sem fôlego! Oooooo Jesus!
    Entra ano e sai ano, e vc sempre brilhando mais o seu dom. Parabéns!

    Super saudadona de vc, viu?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Poema que narra a vontade de corpos de amantes...

    É, ficou bonito.

    Fique com Deus, menino Elcio Tuiribepi.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Semeando