sexta-feira, 15 de abril de 2011

BLOGAGEM COLETIVA PROPOSTA PELO BLOG ESPIRITUAL-IDADE

Olá pessoal, é com muito prazer que participo de novo desta Blogagem Coletiva que a nossa amiga Roselia nos convidou.


FASES DA VIDA - SEGUNDA FASE – INFÂNCIA



Na foto...eu, Cacinho e Edu...com caras de bobo e short feito com sobras da cortina da sala...putaquilamerda...rsrs...posando para a foto em frente a varanda da casa onde passamos a maior parte da nossa infância.

Pequenos pedaços de uma infância feliz

Falar sobre infância é remexer num baú repleto de boas lembranças, mas como nem tudo são flores, hoje vou começar falando sobre uma parte meio que violenta, porém muito engraçada que nos faz rir sempre que lembramos em nossos papos: as nossas brigas...rsrs

Vivíamos aprontando e nossa avó que veio para o Brasil com sete anos, se não me engano por causa da guerra, era suíça e falava alemão, mas sua especialidade mesmo era nos xingar em alemão quando ficava nervosa. Alguns palavrões mais usados eram esses...por favor não procurem traduzir...rsrs...
Scheiße ... holy shit ... bitch ...verdammte Hölle...fuck ...não traduzam ok...rs

Brigas

Certa vez jogando bola na varanda da casa, num espaço quatro por quatro, local onde as desavenças aconteciam e a porradaria também...rsrs...Edu e Cacinho se desentenderam por algum motivo com certeza muito importante, tipo: a bola não saiu, saiu sim porra...não...não saiu ou...foi escanteio...foi não...baralho...foi sim porra...rsrs...até que a coisa terminava em briga. Edu acertou em cheio a cara do Cacinho e o sangue jorrou, Edu ficou com pena e o pegou no colo, nisso minha avó veio do jeito que estava na cozinha, com uma colher de pau na mão suja de angu que para espanto de todos foi quebrada na cabeça do Cacinho e não na do Edu...chegamos a conclusão de que aos olhos da vó o Cacinho era sempre o culpado...rsrs...acho que ela tinha razão...rsrs

Jogando bola num campinho desses tipo beira-rio dessa vez a briga foi entre o Cacinho e eu...debochado como nunca vi mais ninguém em minha vida...rs... num lance de sorte conseguiu me driblar e não parou de me debochar, puto da vida parti pra cima dele e no meio da briga ele conseguiu  me segurar pelas costas e torcer meu braço, chorei de dor e de raiva logicamente, pois ao pé do ouvido ele me debochava falando coisas tipo: seu viadinho...homem não chora...rsrs...até que me empurrou e saiu correndo em direção a subida que o levaria ileso até o asfalto, eu disse levaria ileso, pois peguei uma pedra enorme que na verdade não era uma pedra e sim um pedaço de tijolo, metade dele com argamassa agarrada...rs...que eu gentilmente arremessei nas costas do amado maninho...para sorte dele e minha também o projétil pegou na perna e não nas costas...rsrs...

Brincadeiras

Além do futebol, uma das brincadeiras que mais nos entretinha era o futebol de botão...
Discussões e brigas também não faltavam...mas era divertido...
Fazíamos botão de plástico. Juntávamos tampinha de cosméticos e qualquer outro tipo de plástico que pudesse dar um colorido diferente ao botão. Para criarmos esses botões usávamos as forminhas de empada da nossa querida mãe que obviamente ficava super feliz ao ver o estado em que ficavam as forminhas após o plástico ser derretido no fogão. A gente lavava, passava bombril, palha de aço...rsrs...detergente...mas não tinha jeito, o plástico agarrava de tal maneira que não havia nada que o tirasse...fazer o que...tudo em nome da alegria..a nossa logicamente...rsrs

Morávamos na subida do morro, como bem mostra a foto acima...e uma outra brincadeira era encher o saquinho de leite com água, subir até num ponto mais alto do morro e jogar nas pessoas que passavam lá embaixo na rua... fazíamos isso até que um dia com preguiça de descer e encher com água, eu e o Cacinho resolvemos encher o saquinho com aquela água que nos sai do joelho...putaquilamerda...Ah...mô Deus...o inferno nos aguarda...kkkkk
Resultado...o arremesso acertou em cheio um cara que passava de bicicleta e o inusitado aconteceu. Para nossa surpresa o cara subiu e veio atrás da gente, pernas pra que te quero, o cara segurou o braço do Cacinho que conseguiu virar o corpo e fazer o homem soltar, saímos correndo, demos a volta numa passagem que nos levava à uma mina que ficava lá no início do morro e que poucas pessoas sabiam...Se o cara correu atrás da gente? Confesso que não sei, pois nem olhei pra trás...despinguelei morro abaixo...rsrs...

Bom...era mais ou menos assim...vontade de escrever mais não falta...rs...porém

Melhor deixar um pouco para a fase adolescente...período onde ficou registrada minha última briga com o Cacinho...rsrs...quase arranquei-lhe o coração com a ponta da caneta...ele teve que levar quarenta pontos no peito e ficar internado no CTI por dois meses....kkkkkkkk...brincadeirinha gente...ficou só um pouquinho vermelho...coisa boba...mas depois eu explico essa...rsrs

Obrigado Rosélia, por mais essa oportunidade...

Um abraço na alma de todos...muita paz no coração...e muita saúde, mas muita saúde para todos nós...

Valeuuuuuuuuuuuuuuu....


39 comentários:

  1. Ainda bem que saúde era o que não faltava para vocês!!! rsrss
    Quanta aventura, heim? Vocês eram bem danadinhos! Coitada da Dona Elza!rsrss
    Caramba... Não estou lembrada de brigar tanto assim com os meus irmãos, não! Acho que era por eu ser era a protetora "Mor" deles! (Coisas da independência de filha do meio!)
    Mas o bacana de tudo isso é que tudo serviu para que os laços de amizade só crescessem entre vocês. E hoje o trio tanto o daí quanto daqui é inseparável!
    Cada um com a sua arte, entrelaçando um ao outro com os seus dons, a cumplicidade e a amizade verdadeira.
    Essas boas lembranças são sempre uma rica fonte de inspiração. Essas leituras possibilitam fazer uma viagem no tempo! Li algumas participações e gostei muito!

    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  2. Afff! Não sei se rio ou choro, mas acho que muita gente tem histórias desse tipo pra contar, principalmente os homens...
    Meu marido, por exemplo, teve uma infância de brincar muito na rua com os amigos e rolava confusão também. Chegou em casa com braço quebrado, teve guerra de bicicleta, tipo inveja de amigo com bicicleta nova. Os amigos apostaram que a bicicleta velha do outro era mais forte que aquela nova e marcaram a prova. Cada um com uma torcida.... e a bicicleta nova ficou acabada. Pura traquinagem!
    Você é um dos poucos homens na coletiva. Grata pela participação.
    Ainda bem que "entre mortos e feridos" salvaram-se todos!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. rssss...muito legal e divertido saber um pouico de ti nessa fase e, vamos combinar, não foste anjinho,rrs Legal! abraços,chica

    ResponderExcluir
  4. Olá, amigo Élcio

    "Então ficaram todas as crianças a sua INFÂNCIA a passar seus anéis azuis de orvalho".

    Meninos são distintos mesmo... só lendo vc pra ver como é diferente um relato masculino do feminino... quanta diferença!!!
    Brigar faz parte memso do menino... tenho visto!!!
    Gostei das brincadeiras porém não teria coragem pra me meter assim com as pessoas... rsrsrs... Santo Deus!! Vc foi valente, hein???
    Ainda bem que se transformou ao longo dos anos... estou certa??? Hum!!! Me parece um bom "menino" hoje em dia... rsrsrs...
    Também com uma vó dessa... pudera!!!
    Haja coração!!!

    Hoje, o meu desejo de paz e alegria é para vcs que:

    "...estendem o seu conceito
    de vida,
    e a veem na gota de orvalho".
    (Lice)


    Obrigada pela sua linda participação...

    Orvalho do Céu é uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou Palavras de Deus...

    É isso que lhe desejo nesse tempo que estamos entrando...
    Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
    Abraços fraternos de paz e achocolatados

    ResponderExcluir
  5. Vim aqui num ótimo dia.
    Um post divertido e boas lembranças, tirando as pequenas briguinhas, claro.
    Amei essa participação.
    Xeros
    Ana KArla

    ResponderExcluir
  6. Estou enganada ou os direitos humanos e os estatutos da criança e adolescente, do idoso, foram criados nesta fase? kkkkkkkkkk

    Putaquilamerda, danadinhos vocês. kkkkkkk Lembrei de algumas que aprontávamos com minha irmã mais nova, ou que meus irmãos aprontavam comigo.

    Muitas vezes penso que "brincadeiras" assim, quase assassinatos, ajudavam as crianças a elaborarem suas dores, suas inseguranças, seus medos, seus instintos agressivos. Quantas balas de plástico levei nas costas, na bunda, pelos meu irmão. Hoje não se pode brincar de arma de plástico, mas se mata de verdade.

    abraço com carinho.

    ResponderExcluir
  7. Élcio, desse jeito nem o inferno vai te querer, então reze muito para alcançar a salvação... Rsssssss. Rapaz, eu fico imaginando o que você deve ter aprontado na escola. Deixo o meu afeto.

    ResponderExcluir
  8. "D'Artagnan"
    Ô meu pai!!!
    O importante do aprendizado obtido nesta quase "matança",foi a visão de mosqueteiros que trouxeram para a vida adulta gestos de firmeza de caráter,fazendo a diferença na vida de cada um,ganhei em poder compartilhar dessa maravilhosa convivência,Putaquelamerda!:)
    Sorrisos Valentes!
    beijos,
    Mari

    ResponderExcluir
  9. Ahahahhaa, que lembranca boa, a das brigas!! menino, que confusao vcs aprontavam, um quebrando a cara do outro, ahahaahaha, nossa, lá em casa tbm rolava as maiores encrencas, quebrava-se o pau toda hora, cara, fico pensando como minha mae aguentava! eram cinco filhos e todos brigavam às vezes, ao mesmo tempo :-) Acho que a vizinhanca devia estranhar, nossa casa era mt barulhenta, Deus me livre.

    a foto tá mt legal, e os shortinhos, ai!!!! que barato! sabe o que eu acho bacana? putz, a gente era tudo ralado,né?? pouca coisa pra caramba, vivíamos apanhando e batendo, meu filho hj diz que a gente era antigamente, primitivos. Mas tinha uma coisa de belo nisso tudo nao tinha? bom, pelo menos é o que eu vejo hj, olhando pro passado. Nao era essa loucura que é hj. Essa inseguranca louca nas ruas.

    E a tua vó heim? o que é isso, ela misturava ao xingar a molecada, em alemao e em inglês?? Mas que velhinha esperta. E vcs, já entendiam???
    O suicos falam o alemao mt puxado, o R e o CH deles é super ríspido, entao imagino como aquilo soava estranho nos ouvidos dos netos levados, dava mais medo ainda da véia, nao dava??
    Obrigada pela visita e "prost"! com meu copao de cerveja :-)

    ResponderExcluir
  10. A melhor parte foi a da vó com a colher de pau batendo a torto e a direito...rs...Foi uma sova com cheiro e gosto de angu...rs.bjs

    ResponderExcluir
  11. Ola, ri-me a valer com o teu texto, depois do dia "putaquilamerda" que eu tive hoje, adorei ler isto!Que infância boa, que bom que vocês sobreviveram!
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  12. Como é bom voltar ao tempo, reviver cada momento, ter boas lembranças é muito agradável!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  13. Olá querido amigo, acredita que me surpreendeste. :)
    Pensava eu que eras um menino muito sossegadinho mas já vi que os manos eram bem levados. Foi com muito agrado que li aqui as vossas peripécias que não são diferentes das de muitas crianças nessas idades. Acho que eu é que era sossegada demais. Isso em miuda... Lol
    Beijo muito grande e com saudade. Tenho andado mais ausente mas nunca vos esqueço. Ana

    ResponderExcluir
  14. Amigo,

    Passando para te deixar meu abraço.

    Tenha um final de semana abençoado.

    Gostei da foto e você é o menorzinho..rs...acertei?

    Abraços

    Deus é contigo.

    ResponderExcluir
  15. Amigo...
    Vim conhecer seu blog sua postagem é excelente fiquei maravilhada.
    Com muito carinho estou seguindo seu blog.
    Um feliz e abençoado final de semana beijos meus,Evanir.

    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Hahaha...esssa foi muito boa, aguá do joelho, eu já levei uma dessas,não dá para esquecer o cheiro...ótimooooooo
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  17. Putaquilamerda....é muito boa!
    Que anjinhos tua avó só podia xingar em alemão mesmo.
    Não vou deixar de vir na próxima blogagem
    E o teu irmão sobreviveu a tudo isso?
    hahahaha
    Bom final de semana

    ResponderExcluir
  18. Olá, Elcio!

    kkkkkkkkkkkkkk
    Prazer em conhecê-lo, Elcio. Este post está delicioso. Criança é tudo isso mesmo. E meninos são verdadeiros terremotos, kkk
    Adorei a fotografia. Tecido da cortina? kkkk
    E interessante são os assuntos das brigas, tão sérios né? Quantas vezes eu vi meu irmão chegar de joelhos esfolados por causa de futebol! E que maldade com a mamãe, hein? Essa das tampinhas era de lascar, kkk

    GRANDE abraço
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  19. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E
    http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. rsrsrsrs....obrigada pela visita na minha postagem coletiva fases da vida....parabens pela sua!!! pirulito do zorro é antigo ein??? mas eu comi muuuuuuuuuuuuuito....nao conta pra ninguem rsrsrs bejo, anacristinap.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Amei a ideia! Parabéns.
    Vou pensar nisso... Adoro ler sobre a vida e saber um pouco mais da nossa história.
    Bom fds!
    Cheirinhos.

    ResponderExcluir
  22. Ola Elcio,
    vim agradecer e retribuir a visita...
    fiquei assustada com as brigas de vocês, mas acho que faz parte entre irmãos.
    Também briguei muito com a minha irmã mais velha...kkk e sempre era que eu apanhava.
    Mas vc falou de briga e violencia, bem diferente das que vemos hoje, não é mesmo?
    Muito bom, conhecer um pouco da sua infancia.
    Também tenho saudades da minha.....
    beijos

    ResponderExcluir
  23. Elcio,

    Muito engraçada a sua foto.rs Me fez lembrar que mamãe fazia roupas iguais pra mim e meu irmão..kkk
    Mas não eram de cortinas, eram de retalhos que uma tia costureira dava pra ela.rs Eu era menos pobrinha que você.rs
    Essa blogagem é muito legal. Já ri, já chorei, me emocionei. Bacana demais!
    Abraço

    ResponderExcluir
  24. Oh, Enorme e Gigantesco Amigo de Bem:
    "...Falar sobre infância é remexer num baú repleto de boas lembranças, mas como nem tudo são flores, hoje vou começar falando sobre uma parte meio que violenta, porém muito engraçada que nos faz rir sempre que lembramos em nossos papos: as nossas brigas...rsrs..."

    Uma bela e fabulosa narrativa sob a sua assinatura.
    A Infância maraca-nos para sempre.
    Parabéns.
    Já tinha imensas saudades de passar por aqui, acredite?
    Serei sempre fiel ao seu génio e amizade que preservo.
    Adorei.
    Abraço forte de amizade profunda.
    Com respeito pelo seu talento ímpar.
    Sempre a admirá-lo

    pena

    MUITO OBRIGADO pela sua visita.
    Bem-Haja, notável amigo e tudo de excelente na sua vida! Merece por completo.
    É fantástico no que idealiza falar e escrever.
    Perfeito!

    ResponderExcluir
  25. Bem... mas que trio, o importante é que essas brincadeiras os prepararam para a vida e continuam unidos pelos laços do amor fraterno
    bjs

    ResponderExcluir
  26. Elcio, que relato interessante e muito legal. Ri à beça com a palavra putaquilamerda que desde a minha infâcia eu não a ouvia mais e de vc falar das forminhas de sua mãe, então? Que graça! Amei tudo e a foto é classica. tenho uma do marido nesse estilo. Tudo de bom, viu?

    ResponderExcluir
  27. Delícia de texto! Aliás, o que há neste blog é sabor de poesia! Bom demais ter mergulhado nele.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  28. Caro amigo Elcio

    Reviver o passado
    é alimentar o espírito
    dos melhores sabores da vida.
    Sorrisos...
    Amigos...
    Brincadeiras...
    Sem pressa...
    Vivendo a liberdade em sua plenitude.

    Que haja sempre sonhos
    por sonhar.

    ResponderExcluir
  29. Jesuix!! Brigas de amor!! Imagina se não fossem! A minha infância foi mais calminha ;) Assustadíssima com essa coisa de CTI, depois conta!! Beijus,

    ResponderExcluir
  30. Elcio

    Que gostoso estar aqui e ler sua participação que me fez rir e me emocionar. Que bom conhecer um pouquinho mais de você e agora estou curiosa para saber o que aconteceu na fase de adolescente. Vixe minha gente será que a briga com o cacinho foi feia?
    Linda a sua infância e mesmo com todas as brigas havia liberdade e o mais importante era poder ser criança em sua totalidade.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  31. Verdammte Hölle... was ein schöner text. Delícia relembrar uma infância feliz. Delícia esta leitura. Alles Liebe und Gute, Élcio!

    ResponderExcluir
  32. VejaBlog
    Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
    http://www.vejablog.com.br

    Parabéns pelo seu Blog!!!
    [Verseiro]

    Você está fazendo parte da maior e melhor
    seleção de Blogs/Sites do País!!!
    - Só Sites e Blogs Premiados -
    Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
    os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

    O seu link encontra-se no item: Blog

    http://www.vejablog.com.br/blog

    - Os links encontram-se rigorosamente
    em ordem alfabética -

    Pegue nosso selo em:
    http://www.vejablog.com.br/selo

    Um forte abraço,
    Dário Dutra

    http://www.vejablog.com.br
    ....................................................................

    ResponderExcluir
  33. Olá amig...passando para desejar a você um lindo e maravilhoso dia...

    gostei da post.

    um abraço bem carinhoso.......xeroOoOo

    ResponderExcluir
  34. Ô coisa boa demais da conta ler tudo isso aqui. voltarei para ler mais, muito mais. agradeço a visita. volte sempre. será muito bem vindo., bom domingo.

    ResponderExcluir
  35. Estava demorando a Veja encontrar o caminho do Verseiro.Parabéns!Você merece!!!
    beijo
    Mari

    ResponderExcluir
  36. Elcio, terminei rindo à gargalhada :)
    E, não foi pelo relato em si, nem pelas brigas, nem pelas brincadeiras, apesar de ter adorado ler suas aventuras.
    Foi por sentir a empolgação nas suas palavras. Nossa! Quanta vibração boa. Tu vibrou e fez vibrar a gente com o desempoeirar das memorias :) Aposto que ainda está "viajando" neste momento e ainda não aterrizou, verdade?
    Fico aguardando as cenas de adolescência, são picantes!?
    Mais ainda, quero referir que o começo de seu texto me fez lembrar o filme "Música do Coração", vc viu? Onde Julie Andrews no papel de Maria, a ama das crianças, usa um tecido de cortinas para fazer roupa de recreio para elas poderem brincar livremente.
    É muito importante isso! Imagina uma criança que não possa sujar a roupa!? Como vai brincar?
    Beijo transatlântico!
    Rute

    ResponderExcluir
  37. Ah menino,eu adorei,porque tive três meninos mais ou menos nesta escadinha que jogavam futebol,jogavam,botão,pingue-pong e vivi tudo isto e estas brigas que eles hoje também dão muitas risadas;e a menina depois chegou pra completar em tudo.Esta coletiva nos faz viajar no tempó mesmo!!Bjs no coração!!!GOSTARIA DE DIVULGAR AQUI A PROMOÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG,QUE FEZ DOIS ANOS DIA 15.AOS AMIGOS QUE VISITAREM A PARTIR DESTA DATA AO DIA 30/04 ESTAREI SORTEANDO UM LIVRO A ESCOLHA DO GANHADOR,DENTRO DA TEMÁTICA DO SEU BLOG OU NÃO E ENVIAREI PARA QUALQUER CIDADE NO BRASIL OU NÃO.LIVRO DE VERDADE!!!

    ResponderExcluir
  38. Que história ilária! Pq os irmãos sempre brigam? Em casa não era muito diferente, a diferença é q somos 2 mulheres. Mas não aprontávamos tanto como vcs. É ótimo ter boas recordações! Parabéns! Muita paz!

    ResponderExcluir
  39. Olá
    Adorei a sua propria definição.
    Poderia ser alma gemea se soubesse exprimir-se assim.
    Valeu a pena entrar neste blog, leve, divertido e cheio de mensagem de alegria de viver.Bem haja!
    Se tiver tempo e curiosidade visite o meu:formjguinhalaboriosa. Mais triste e contestatária, mas sempre com algum optimismo.
    Parabens
    Um abraço MG

    ResponderExcluir

Semeando