quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Para a irmã que eu nunca tive...

Dia 21 é aniversário do Cacinho, meu irmão...mas como não vou poder postar amanhã, já que vou estar super enrolado, to aqui, adiantando o expediente...rs

Feliz Aniversário Cacinho...dia 12 de novembro tem mais hein!!





 Voltamos depois de quarenta anos, ao mesmo local onde foram feitas essas fotos, foi no dia 15, aniversário do Edu. 
Comemoramos também nesse dia, os 25 anos do nosso time de Futsal...reunimos os amigos, batemos uma peladinha, ainda estou com o corpo todo doído...rsrs...também pudera, tempão sem jogar uma bolinha. Depois fizemos um xurras...tocamos uma viola...enfim...bão demais da conta rever os amigos e jogar conversa dentro.

Bom...fiz este poema e acho que se tivéssemos uma irmã, o tratamento seria mais ou menos assim...

Para a irmã que eu nunca tive

Tinha uma cicatriz nos olhos
Esqueceu o jeito de chorar
Mas não perdeu a alegria
E o jeito simples de amar
Um dia já foi mais criança
Contava estrelas sem parar
Inventava cartas de amor
Sem ter alguém para mandar
Floriu no meio dos espinhos
Mas nunca soube machucar
Tão delinqüente o seu carinho
Que todo o afeto quis roubar
Maninha dá-me dois abraços
Que o teu nariz eu vou beijar

Pega a gentura da minh’alma
Pra que eu te possa acalentar
Por favor, não perca a calma
Que eu to aqui pra conversar
Porém, não deixe pra depois
O que me tem pra partilhar
Sei que pareço estar cansado
Mas tua aflição eu vou curar
Abre a janela e deixa o Sol
Com seu calor te alimentar
Depois vamos brincar de pique
De nossa infância relembrar
Já coloquei o amor no forno
E a ternura em meu olhar

Elcio Tuiribepi 


14 comentários:

  1. Que linda poesia para a irmã que nunca tiveste e bela homenagem ao amigo que aniversaria.

    Parabéns aos dois,abraços,chica

    ResponderExcluir
  2. Mis felicitaciones y un fuerte abrazo!!

    ResponderExcluir
  3. Ah..que fofo!Comentar o quê?Você é raro,meu caro!
    Não teve irmã,mas Deus o compensou com duas filhas lindas!
    Felicidades ao Cacinho,que ele tenha 365 dias de felicidade plena.

    ResponderExcluir
  4. Cara, o que dizer dos versos, vc tem uma maneira menina de poetizar. Não teria sido vc a irmã que eles não tiveram... Rssssssss. Brincadeira a parte, vc tem uma sensibilidade ao versejar que encanta a todos. Abçs.

    ResponderExcluir
  5. Me senti esta irmã. Quero ser esta irmã.

    Mano,
    Sei que andas com a vida corrida
    Meus problemas tenho evitado contar
    Mas o teu abraço na alma sempre recebo
    Com cheiro de carinho no ar

    Vou deixar o meu nariz, para um beijo você dar
    Deixo os meus dois braços, para você abraçar
    Mas não se esqueça, mano, sou eu que quero lhe abraçar
    Nos momentos alegres, e nos dias difíceis
    Ouvir teus sonhos, teus projetos, teus problemas
    Comigo você pode compartilhar

    Sabe, mano, sei que não devemos esperar
    Um dia conto um segredo que fez a menina dos olhos chorar
    Deixou uma cicatriz costurada na alma
    Mas que eu soube superar


    Com este poema, muitas manas você vai ganhar.

    beijo na alma.

    ResponderExcluir
  6. Felicidade para Cacinho, felicidade para vocês. É bonito relembrar os momentos vividos, poder estar juntos para uma nova foto.

    Felicidades para todos.

    O poema é isto, irmão, amigo, companheiro.

    beijo

    ResponderExcluir
  7. I really Like Your blog, you have really good and interesting articles keep it up of good work :)

    ResponderExcluir
  8. Que linda homenagem, toda ela.

    Um beijo, Elcio.

    ResponderExcluir
  9. Querido amigo, como foi bom partilhar aqui deste momento tão especial. Ao Cacinho já deixei os meus parabéns e desejos de felicidades mas nunca são demais não é?
    O poema é lindo e tu és tão mas tão especial...
    Conheci-te primeiro mas sou fã de todos os membros da familia.
    Um beijo imenso e cheio de amizade.

    ResponderExcluir
  10. Querido amigo Elcio.
    Eu também queria um poema assim.
    Tenho dois irmãos muito bacanas, mas nem um pouco poetas.
    Por isso vou dizer que este poema é pra mim.
    Acho que cada uma que aqui passar vai achar que o poema é dela.
    Um abraço de parabens para seu irmão
    E a foto?
    Onde voces estavam?
    Parece Ouro Preto ou Sabará?
    com amizade e carinho de MOnica

    ResponderExcluir
  11. Obrigado Mari...é que to cansado desses meus irmãos mala...rsrs...brincadeirinha...
    Mas que seria legal ter uma maninha...ah...isso seria
    Um abraço na alma....bom fim de semana
    Bjo

    ResponderExcluir
  12. Oi Élcio!

    E as palavras parecem brincar em tuas mãos.
    Que os laços de amizade e cumplicidade entre você e seus irmãos permaneçam sempre fortes.

    Um abraço carinhoso
    Tenha um domingo de muita paz

    ResponderExcluir
  13. Que bacana né?
    voltar na frente da casa onde passamos a infância e, como tivemos registrado a foto antiga, pudemos refazê-la como somos hoje...
    Avisa a Mônica que ali é Barra do Piraí, interior do Rio...
    Ah se fosse Sabará ou Ouro Preto, seríamos mineiros, não só de coração, mas de arte, música e poesia...

    Passei meu niver em Mariana, trabalhando.. mas foi compensador.. depois olhe a minha postagem e vai entender...

    bjs mano

    ResponderExcluir
  14. Definitivamente você transpira família pelos poros,que bonito é notar isso nos dias atuais onde o afeto fica sempre em segundo plno.Continue postando.Braço Alegre:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir

Semeando