quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Observações poéticas acerca do beijo

















Beijo tem gosto de pão
De café com leite e poesia
Beijo tem sabor de utopia
Forjada na palma da mão
Tem leve frescor de hortelã
E um raro sei lá de ousadia


















Tem também aroma forte
Feito o perfume da maçã
Cura a dor e até anestesia
Os sintomas da febre terçã
Quando ameniza noite e dia
As lascivas paixões de Iansã
























Já o beijo molhado é assim
Feito um carinho acentuado
Tão viscoso quanto o cetim
É denso, louco e apimentado
E de tão ardente e encantado
Ele parece que não tem fim


























Existe beijo que é roubado
E fica assim todo assanhado
De tão saliente e empolgado
Porém, tem o beijo inocente
Posto que de tão apaixonado
Permanece assim abobalhado


























Tem beijo com gosto de cama
De sentimento correndo na veia
Deixa o perfume de quem se ama
E transforma a alma em candeia
Quando acende com sua chama
Os tenros desejos da boca alheia


























Já outros me lembram cinema
Rita Hayworth e Orson Welles
Clark Gable e Vivien Leigh
E o beijo que o Vento Levou
Porém, beijo também é dilema
Pra quem dele nunca abusou

















Mas acreditem...e é verdade!
Beijo tem textura de pêssego
De bruma viscosa e molhada
E de nada adianta o desapego
Pois ele é que nem emboscada
Seduzindo com seu chamego


























Porque beijar é feito à chama
Que reacende a própria lenha
A consumir do mesmo fogo
Sem que ninguém a detenha
Por isso tem sabor de incêndio
Que arde e queima sem cessar
Quando se entrega desenfreada
De tanto a gente se assanhar...






















Tem também o beijo nos olhos
Que expõe a ternura evidente
De quem dá e de quem sente
Esse afeto farto e envolvente
Tem beijo no rosto e no ventre
E tem aquele mais indecente
Que de tão assim veemente
Extravasa a libido da gente


























Mas beijo, beijo mesmo
Tem gosto de fruta no pé
Tem o frescor da mordida
E a candura de um cafuné
Parece uma brisa aquecida
Assim, repleta de saudade
Mas da saudade já morrida
Agora morta e falecida
De tanto se beijar

Elcio Tuiribepi

Este post enorme é para convidar a todos que por ventura tenham vindo me visitar a interagir com a postagem, no comentário se alguém quiser, peço que nos conte sobre seu primeiro beijo, aquele que só de imaginar as pernas tremeram, as mãos suaram e fizeram o sorriso brotar e a vida ficar mais leve depois do acontecido...aquele dado lá na sua infância ou adolescência...que te deixou com cara de pastel sem recheio...rs...convidem algum amigo ou amiga para participar também...rs...

Um abraço na alma e um beijo amigo em todos....valeu gente...bom fim semana para todos nós, com muita paz e amor no coração e saúde em dobro...valeuuu!!










24 comentários:

  1. Caracas Élcio, a primeira vez a gente não esquece, mas o primeiro beijo. Espere um pouco, deixe eu retrocer. Lembrei. Foi no carnaval, entre os becos das rua da cidade que nasci. Fui longe na lembrança. Abçs.

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo!!! Voce arrasou com estas observacoes poeticas acerca do beijo... fiquei com vontade de beijar, mas sem ter a quem, pois o marido viajou e so volta no fim do mes... buaaaaaaaaaaaaaaaa... mas tem nada nao... vou guardar a vontade e quando ele voltar, encher ele de tanto beijo que ele vai acabar assim, morrendo de beijar... ahahahahaha...
    Pra te dizer a verdade, meu primeiro beijo foi frustrado, asqueroso e, no meu ponto de vista da epoca e da idade, nojento... sim, meu amigo, foi algo forcado, indesejado, violado, mas felizmente sem maiores consequencias fisicas, morais ou psicologicas no futuro... ainda bem! :D
    Mas como dizem que depois da tempestade vem a bonanca, vieram beijos muito bons depois, mas nenhum se compara ao beijo que e' dado com amor, um amor que vem da alma e do fundo do coracao...esse beijo sim, vale a pena!
    Amei tua postagem, meu querido!
    Beijos, flores e muitos sorrisos para ti!

    ResponderExcluir
  3. A gente sai daqui com vontade de beijar muuuuuuitooooo! Meu primeiro beijo, foi com 12 anos, no parque de diversões, exatamente na roda gigante, como sempre tive medo de altura, não sabia se tremia mais por estar lá, a alguns metros do chão, ou se era por conta daquele beijo inesquecível!!! Tenha uma linda tarde, poeta querido!

    ResponderExcluir
  4. amei,gostei do desafio claro que vou escrever algo,tu tens muita graça a escrever,adoro ler o que escreves,beijos e bom final de semana

    ResponderExcluir
  5. O primeiro beijo é igual ao primeiro namorado nunca se esquece foi muito bom.

    Saio daqui suspirando...

    beijooo.

    ResponderExcluir
  6. Lindo este momento de beijos

    Adorei esta magia,,

    ResponderExcluir
  7. Bem meu amigo depois duma lição destas quem é o aluno que não quer um beijo? Por isso mesmo aqui deixo um grande beijo de parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  8. Sendo assim... quero um beijo.

    Beijinhos apimentados.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o poema sobre o beijo! Nossa, meu primeiro beijo? Está lá atrás e tem como pano de fundo um baile de Carnaval... Teve o gosto de goiabada cascão de Minas, o cheiro da maresia do Rio e o suingue da música baiana. O namoro durou apenas os quatro dias de folia, mas a emoção me acompanha até hoje! rsrs! Que lembrança!! Faltou você contar o seu! Um abraço, Deia.

    ResponderExcluir
  10. Bom...é verdade Deia...acabei esquecendo de colocar o meu...rs...mas lá vai...rs
    Aconteceu depois de ir a uma sessão de cinema em plena manhã de domingo...onde passei o filme inteiro de mãos dadas com a pequena, mãos suadas de nervoso diga-se de passagem...rs...um filme super romântico...um faroeste pastelão...rs
    Na despedida, um selinho para selar o encontro...fui embora alegre, assim meio com cara de bobo, com cara de paisagem...rs...nos tempos da inocência
    Um abraço na alma...bom fim de semana ai para vocês...obrigado pelas participações...valeu gente

    ResponderExcluir
  11. Não só pela temática gostosa e pelas belas imagens, mas pela construção do texto, um momento tão feliz de inspiração, elejo esse como o melhor post que já li aqui no teu blog até agora, Elcio.

    Fiquei encantada!

    Parabéns. ;)

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Bacana pra caramba hein Tui...
    ó na verdade não dá pra fazer animação com uma turma com aquela idade lá, só brincar mesmo..
    eu que depois, em casa dei uma editadinha pra parecer um filminho...
    a idade pra começar é no mínimo 10 anos...

    meu primeiro beijo???? ih.. tem tempo hein?? kkkkk

    ResponderExcluir
  13. Voltei pra dizer que adorei a "cara de paisagem"...também adoro usar essa frase!! Beijos meu lindo!!

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo

    Diante de tantas
    palavras
    nada mais a dizer,
    apenas sentir...

    Sinto o beijo
    mais importante
    até do que o próprio sexo,
    pois muitos fingem amar,
    mas beijar é diferente,
    é entrega,
    é olhar,
    é sentir o outro em nossa vida...


    Viver é se fazer eterno
    para o coração de alguém.

    ResponderExcluir
  15. Oi,Elcio...
    Belíssimas fases,descritas!
    Ah..Não achei legal,foi roubado,quase arrancou minha boca.Anos depois,ele casou-se,com uma amiga nossa,que havia presenciado a cena,e minha indignação,ainda somos amigos,e me sacaneiam dizendo:
    -E,aí Mari,foi bom pra você? Sempre respondo:
    -O quê fazer?Na vida nada é perfeito..
    Postagem perfeita,poeta!
    Um beijoooooooooo,

    ResponderExcluir
  16. ELCIO

    PARA TI:::

    Com um beijinho

    Vida...

    Que será?
    Como será?
    Como a descrever?

    A vida é tanta coisa
    É tão linda...
    É tão feia...
    É cor de rosa...
    Ou até cinzenta...

    Mas é...
    Porque a sentimos...
    A vemos passar...
    Quase sempre a Correr...

    E nesta vida...
    É o que tu dizes...

    Há-de cantar...
    Há-de colorir...
    Há-de gritar...
    Mas há-de gritar...
    Mas há-de sempre...
    Saber encantar...

    No sonho...
    No amor...
    No sofrimento...
    Na dor...

    E voltas a dizer...

    Há-de chorar...
    Há-de fazer rir...
    Há-de sorrir.

    E eu digo-te...

    Vamos sorrir...
    Gritar e para sabermos...
    O que é a vida...
    Vamos Amar!...

    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  17. Passando por aqui pela primeira vez e, encantada com o poema e com tão belas imagens...
    Senti vontade de comentar e aqui estou!
    Meu primeiro beijo foi assim, de repente, inesperado; não com quem eu queria, mas foi bom!
    Ainda me lembro o friozinho na barriga... beijei muito depois, até encontrar a única boca que me beija já há 16 anos, e que faz sentir água na boca de vontade beijá-la!
    BjO

    ResponderExcluir
  18. meu querido amigo não sabia que era para postar aqui no comentário eu postei no meu cantinho,mas vou segredar ainda hoje recordo esse meu primeiro beijo,não sei se leste a minha história...mas ainda hoje casada lembro esse grande amor.Amor que pode nem dar em nada mas foi uma ponta de uma raiz que não foi cortada,se calhar penso eu mais nele....mas é a vida semana cheia de amor e paz

    ResponderExcluir
  19. Perfeitas, as suas observações!

    Adorei seus poema...
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Querido poeta, do meu primeiro beijo eu não lembro, mas o beijo que dei no maior amor da minha vida eu me lembro. foi na noite de natal na cozinha da minha casa, após tê-lo conhecido no trânsito e levá-lo para o meu ap. Pena que depois de 2 anos de sofrimento ao seu lado eu descobri que ele era na verdade um psicopata e precisei me afastar, mas ainda o amo muito e acho que o amarei pra sempre. Fui casada por 17 anos com outro homem e nunca havia sentido o que senti com aquele homem que me fez acreditar que era um anjo, quando na verdade era um lobo.
    Adorei seu blog e vou segui-lo. Quero convidá-lo a conhecer os "Pedaços de Minha Memória". http://paraseduzir.blogspot.com/ e seguir-me também.
    Um grande beijo carregado de inspiração.

    ResponderExcluir
  21. Sempre fui beijoqueira!! :) E tive muitos beijus de mentirinha antes de descobrir o que era um beijo de verdade. Do meu primeiro beijo de verdade não gostei, ao contrário do beijo de mentirinha que foi encantado!!
    Nos versos você disse tudo! Um beijo pode ser o começo, como pode ser o fim. Ele pode estar em qualquer momento e simbolicamente mede a distância do coração dos casais. Minha avó dizia que o entusiasmo sexual pode não existir mais, mas os beijuzinhos não podem morrer! Ah, a minha avó também era beijoqueira!! (rs*)

    ResponderExcluir
  22. Meu querido amigo

    Gostei muito desta descrição de muitos sentires num beijo...nem todos sentimos da mesma maneira, para cada pessoa o beijo tem um gosto diferente, e você conseguiu descrever muito bem.
    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  23. Elcio
    Dou lhe meu beijo, timido no centro de seu coração.
    O beijo da amizade vale mais algumas vezes do que um beijo roubado.
    com amizade e carinho de Monica

    ResponderExcluir
  24. O primeiro beijo pode não ter sido o melhor, mas foi o mais esperado, ansiosamente. Treinado na palma da mão, no espelho do banheiro, na metade da laranja. kkkk
    Outros beijos bons aconteceram. E ruins também. Beijo com sensação de beijar as costas de um sapo, ou beijo que morde os lábios com força um horror.
    Tem também as listas dos beijos não dados. Essa é enorme, vixe Maria! Assusta. Beijo que deixou vontade de continuar, beijos que deu vontade de beijar....beijos e beijos.


    Então beijinhos para você pela ideia sensacional.

    ResponderExcluir

Semeando