segunda-feira, 27 de junho de 2011

Prova de Resistência

Poema sobre imagem devido a estréia  do novo visual do Verseiro...rs...na verdade, apenas matando a saudade...mas breve to de volta...ainda enrolado com os projetos...
Um abraço na alma...muita paz, amor, equilíbrio e saúde para todos nós....valeuuuu
Beijo


Prova de resistência

Não se enganem
Chegar até aqui foi fácil
Difícil é ficar esperando
A flor se abrir

Elcio Tuiribepi






domingo, 19 de junho de 2011

De Coração Aberto


Poema sobre imagem...adorei esta imagem

Um beijo e um abração super amigo na alma de todos os amigos...boa semana para todos, sem tirar nem por...muita paz, amor, saúde e equilíbrio no coração de todos nós...

De coração aberto

Eu sigo
Sentindo o vento
E empinando pipas
Nas páginas do meu livro
Eu, serenamente sigo
Andando por caminhos verdes
Pés descalços, coração na boca
Assim eu sigo, passos firmes
Clorofilando os sonhos
Com o sumo verde da esperança

Elcio Tuiribepi

sábado, 11 de junho de 2011

Um vulcão de risos largos




Os projetos estão indo de vento em popa...assim que der vou colocar umas fotos aqui...breve...breve...
Como já estou com saudade da galera...de compartilhar...to aqui...rs

Então pra matar a saudade...

Um feliz Dia dos Namorados pra todo mundo...para os casados, os enamorados, os apaixonados, enrolados, amasiados, endividados...rsrs...enfim...

Um abração na alma e um beijo no coração...valeu Edu por mais esta canção...vamos que vamos...valeu gente!!!


Um vulcão de risos largos

Os teus atos, me são exatos
Assim feito teu discernimento
Porque coerentes são de fato
Os alicerces do teu sentimento

Então meu querer de terna alma
Semeia em você as frutas boas
O meu cantar a dor te acalma
Enquanto em ti o amor ecoa

Tem no olhar, cumplicidade
No bem-querer, sinceridade
Tem na emoção, intensidade
E no coração, felicidade

No teu corpo a minha semente
Em tuas vivências o meu afago
A alegria te faz incandescente
Feito um vulcão de riso largo

Agendo a vida e os nossos afetos
Teu bem-querer nos rege carinhos
Beijo teus lábios com meu dialeto
Faço em teus seios um torvelinho

Na tua gentura mora a beleza
Já no teu rosto a delicadeza
No teu sentir a mãe natureza
E no teu amor a tua grandeza


Elcio Tuiribepi
Edu Toribe