quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Acordar e adormecer palavras

Fui convidado pela amiga Graça, do blog Os Botões de Madrepérola, para participar de um projeto intitulado:


Acordar e adormecer palavras




Diante tamanha responsabilidade, resolvi escrever sem pensar muito e deixando a tal palavra despertar.



Palavras tem significados diferentes para cada pessoa, talvez porque elas tenham a função de apenas representar um sentimento, porém, elas só se tornam reais e tangíveis se soubermos transformá-las em atitudes concretas.


A palavra amor por exemplo é super bem demonstrada pelas mães em sua grande maioria . ( lógico, existem algumas exceções). Porque através de suas atitudes pode-se enxergar o amor em sua forma concreta. É como se a gente tocasse no amor e sentisse sua vibração.


A palavra solidariedade é uma das mais bonitas na minha opinião, não apenas por sua sonoridade, mas pelo seu conteúdo, quando falo solidariedade meus olhos se emocionam...mas quando vejo a solidariedade, tudo fica diferente, é a palavra se materializando na minha frente. A palavra se solidifica, ganha uma textura feito o mais puro concreto e uma dimensão imensurável, pois ela atinge qualquer lugar no planeta. E isso é incrivel.


Já a palavra perdão só se dá por meio do desabastecimento da alma e do coração, ela é  na minha opinião, o contrário...pois o suposto concreto tem que passar por um processo de liquidificação ( o sentimento aos poucos vai se permitindo transformar ). Neste processo tudo termina em liquido, depois  passa para um estado gasoso que com o tempo se esvai, desabastecendo o coração e a alma desses nutrientes tão prejudiciais a vida.


Para terminar...coloco o despertador para funcionar e acordo todas as palavras que possam transformar os sentimentos em algo bom, concreto e proveitoso para nossas vidas. Adormeço os meus maus sentimentos, pois sou humano e algumas vezes me pego querendo acordar essas pragas...rs...lexotan nelas...rsrs


Um abraço na alma...com a palavra amizade materializada pelo bem-querer que tenho por todos


Beijo no coração....



domingo, 23 de outubro de 2011

Reportagem sobre a Palestra Pais&Filhos


Essa foi a entrega dos certificados depois da palestra, momento registrado pelo jornal da cidade...clicando na imagem dá para ler a reportagem ok...
Valeu Tinoquinho, valeu Mari  e valeu Cida por tão bem nos receber e compreender a nossa proposta que logo de cara foi de encontro com as suas necessidades. Que possam vir outras de forma a preencher possíveis lacunas  não só individualmente, mas  também no sentido coletivo.
Bom fim de ano letivo para vocês e mais uma vez parabéns pela consciência em acreditar que as pessoas podem ser sensibilizadas de maneira que passem a dirigir com as próprias mãos de forma mais consciente o caminho do destino.

Essa palestra foi talvez pelo assunto abordado ,a mais emocionante...a mais gratificante...valeu...gostei...rs

Bom domingão pra todos nós...um abraço na alma...muita paz, amor, equilibrio e saúde galera

Valeuuuu....beijo no coração

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Para a irmã que eu nunca tive...

Dia 21 é aniversário do Cacinho, meu irmão...mas como não vou poder postar amanhã, já que vou estar super enrolado, to aqui, adiantando o expediente...rs

Feliz Aniversário Cacinho...dia 12 de novembro tem mais hein!!





 Voltamos depois de quarenta anos, ao mesmo local onde foram feitas essas fotos, foi no dia 15, aniversário do Edu. 
Comemoramos também nesse dia, os 25 anos do nosso time de Futsal...reunimos os amigos, batemos uma peladinha, ainda estou com o corpo todo doído...rsrs...também pudera, tempão sem jogar uma bolinha. Depois fizemos um xurras...tocamos uma viola...enfim...bão demais da conta rever os amigos e jogar conversa dentro.

Bom...fiz este poema e acho que se tivéssemos uma irmã, o tratamento seria mais ou menos assim...

Para a irmã que eu nunca tive

Tinha uma cicatriz nos olhos
Esqueceu o jeito de chorar
Mas não perdeu a alegria
E o jeito simples de amar
Um dia já foi mais criança
Contava estrelas sem parar
Inventava cartas de amor
Sem ter alguém para mandar
Floriu no meio dos espinhos
Mas nunca soube machucar
Tão delinqüente o seu carinho
Que todo o afeto quis roubar
Maninha dá-me dois abraços
Que o teu nariz eu vou beijar

Pega a gentura da minh’alma
Pra que eu te possa acalentar
Por favor, não perca a calma
Que eu to aqui pra conversar
Porém, não deixe pra depois
O que me tem pra partilhar
Sei que pareço estar cansado
Mas tua aflição eu vou curar
Abre a janela e deixa o Sol
Com seu calor te alimentar
Depois vamos brincar de pique
De nossa infância relembrar
Já coloquei o amor no forno
E a ternura em meu olhar

Elcio Tuiribepi 


sábado, 15 de outubro de 2011

NOS TRILHOS DE MINAS


HOMENAGEM AO CLUBE DA ESQUINA...GOSTAMOS MUITO DESSES CARAS E ESSA FOI FEITA POR MÃOS FRATERNAS, O CACINHO FEZ ESTA IMAGEM,  QUE ME AJUDOU NA INSPIRAÇÃO. O EDU EMPOLGOU  E ENCAIXOU A MELODIA.
A GRAVAÇÃO É CASEIRA, MAS DÁ PARA SABER COMO FICOU A CANÇÃO.

FELIZ ANIVERSÁRIO EDU...FELIZ TODO DIA MEU IRMÃO...

UM ABRAÇO NA ALMA DE TODOS OS AMIGOS...BEIJO NO CORAÇÃO...BOM FIM DE SEMANA PRA TODO MUNDO


Nos trilhos de Minas

Nos trilhos vastos de uma canção
As velhas notas de uma ferrovia
Memórias que voam e fazem a travessia
Falando em nome de uma geração

Nos trilhos das cordas de um violão
Vagava um clube de utopia
O imaginário era a lenha, força da criação
Esfumaçando a alma de verso e poesia

Em Beagá numa esquina,
Mil aventuras, Diamantina
De sentinela, a paisagem

De Divinópolis para o mundo
Na despedida o trem da saudade
Que de sonho transporta o ideal profundo
De quem enfim soube entender o que é amizade

São os meninos lá de Minas

São de John e Paul os fãs
São estradas que nos levam a novas esquinas
Lá onde plantaremos novos trilhos rumo ao sol de outras manhãs


Elcio Tuiribepi
Eduardo Toribe
Cacinho

domingo, 9 de outubro de 2011

PALESTRA PAIS & FILHOS


Esta foi a palestra mais bonita e emocionante que já demos...



Este vídeo não fez parte dessa palestra, uma pena tê-lo descoberto depois, mas na próxima com certeza estará junto aos outros, emocionando ainda mais os pais e mães presentes. Nesta palestra tivemos a presença de quase 150 pais...tivemos que buscar cadeiras nas outras salas, foi emocionante observar e sentir a reação das pessoas a cada palavra, a cada vídeo.



Essas fotos foram tiradas uns quinze minutos antes da palestra...as outras o colégio ainda não nos enviou...

Bom todo dia para todos nós...um abraço na alma...beijo no coração

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

TRÍADE

Olá pessoal...só na correria, mas não resisti a esta imagem da folha, logo lembrei do poema "Eu,folha"...sei que já o postei trocentas e noventa e oito vezes...rs...mas quando chegar a de número mil eu paro...rs...brincadeiras a parte, na verdade to meio que sem tempo para escrever , assim com calma, sem pressa, do jeito que eu gosto, deixando as palavras virem normalmente, por isso o repeteco dessa vez veio numa tríade dos meus EUS...

Um abraço na alma...beijo no coração de todos...feliz todo dia pra todo mundo...




 EU, FOLHA

ÀS VEZES QUERO SER FOLHA

PRA SER LEVADO PELO VENTO

SEM DESTINO, COLHENDO PAISAGENS

NUM BALANÇO SUAVE E SERENO

ATÉ POUSAR NUM RIO

E SEGUIR SEM PRESSA

AO ENCONTRO DO MAR




EU, ÁGUA


QUERIA SER ÁGUA

PRA SER FONTE DE VIDA

QUERIA ESCOAR PELAS PEDRAS

SER O MURMURINHO DAS CASCATAS

QUERIA SER RESERVATÓRIO

PRA MATAR A SEDE DO MUNDO

QUERIA ESTAR NAS MÃOS DE QUEM TEM SEDE

E OFERECER-ME EM GOLES DE TERNURA

PRA DEPOIS ESCAPAR POR ENTRE OS DEDOS

E CAIR COMO GOTA NAS ENTRANHAS DA TERRA.





EU, VENTO


QUERIA SER VENTO

PRA PODER SAIR POR AÍ

COLHENDO PRIMAVERAS

E O MURMURAR VINDO DAS FOLHAS

PRA DESCOBRIR EM MIM CALMARIAS E VENDAVAIS

FEITAS DE SAUDADE E NOSTALGIA

COMO AS CHUVAS QUENTES DE VERÃO

AÍ ENTÃO SER ESTIAGEM

PRA RENASCER DEPOIS NAS TEMPESTADES.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Achei a frase bonita...e a imagem também...

 
"O tempo é apenas o rio em que vou pescando. Bebo nele, mas ao beber vejo-lhe o leito de areia e percebo quão raso é. A fina corrente logo se esvai, mas a eternidade permanece. Gostaria de beber mais fundo e de pescar no céu, em cujo leito os seixos são estrelas. Não consigo contá-las."

Thoreau
 Um abraço na alma...boa semana para todos...