sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

MADUREZ



Madurez

Meus trajetos fazem curva

Derrapam em meu script

E assim o texto se improvisa

Dentro de um súbito roteiro

Que se alumia equilibrado

Frente à luz da madurez

É o gestar dos pensamentos

Esfumaçando a tez da alma

Com seu incenso de genturas

Pois só a verdade me acalma

Já que me prendo a solidez

Da minha própria realidade

Posto que no leito da emoção

Toda a palavra me invade

Abrindo caminhos e ternuras

Por esse motivo ainda sigo

Mata fechada, noite adentro

Levando nas costas uma mochila

Em meus olhos uma candeia

E nas mãos, um cantil com poesias

Pois nessas horas sinto sede de mim

E fico a me aguar feito semente

Até que então, planto-me de novo

Dentro do meu próprio coração

Para depois conversar baixinho

Intimamente com Deus

Aí peço algumas gotas de chuva

E uma pequenina réstia de Sol

Nada muito além disso

Pois creio que na caminhada

Sempre haverá uma sombra

Uma vertente de águas limpas

E a mais fiel das bússolas

A guiar meu coração


Elcio Tuiribepi

13 comentários:

  1. E o bom de tudo isso, querido Élcio, é que a estrada é feita de poesia. Grande poeta, esse poema é a essência da belezura de ser gente. Abçs.

    ResponderExcluir
  2. Essa certeza é que leva a trilhar e continuar trilhando!

    Lindo! abração,ótimo fds!chica

    ResponderExcluir
  3. Élcio, sabes que li este poema no facebook. Me emocionei, mas gosto mesmo é de ler aqui. De dizer putaquelamerda, que poema porreta é este?
    Conseguir madurez para controlar um rio caudaloso de emoção, que abre este clarão de poesia, porque da mesmo vontade de falar de trecho por trecho, porque cada frase é uma explosão de poesia, de sentimento, do poeta-gente escorrendo em rio de emoção.

    beijo

    ResponderExcluir
  4. Como é bom passar por aqui e beber água desta vertente e saborear lindas palavras...
    Paz e bem

    ResponderExcluir
  5. Elcio
    E assim o mundo vai caminhando por entre poesias e vidas.
    com amizade e carinhod e Monica

    ResponderExcluir
  6. Tanta melodia, tanta música, tanta ternura e também tanta beleza no perfume das palavras!
    E para encontrar poeta assim, não é preciso bússula.
    Basta percorrer as águas límpidas que banham sua alma!
    Lindo, Elcio.
    Fraterno abraço

    ResponderExcluir
  7. Tem música aqui, não exatamente nas palavras, mas na madurez que as engendra, no coração de poeta sempre em atividade, na beleza que vc cultiva na vida.

    ResponderExcluir
  8. Lovely post I like It very Much thanx For posting this info:)))

    its all about fashion latest fashion site
    that i have created just to facilitate the people with latest information about fashion
    For more Information you just Have to Log-on Our website Hope
    Click here

    ResponderExcluir
  9. Elcio,
    Versos de pés renovados...De alegria na alma...De mochila compartilhada...Adorei!
    Um abraço urso panda,apertadíssimo!Bjo

    ResponderExcluir
  10. Meu querido amigo

    Um poema cheio de ternura e esperança.
    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. No roteiro da "madurez" o improviso se faz necessário. Nada mais há de ser decorado como antes.
    A vida incita que obstáculos sejam transpassados sem cálculos!!!
    Lindo poema.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Lindo meu amigo!
    Tens alma de Poeta... ;)

    Um abraço imenso, com muita amizade.

    ResponderExcluir

Semeando